InícioBlogsAstrologia: mapa astral diz muito sobre espiritualidade

Astrologia: mapa astral diz muito sobre espiritualidade

Como ferramenta de autoconhecimento, a astrologia pode discorrer sobre diferentes setores da vida.

- continua após a publicidade -

Como ferramenta de autoconhecimento, a astrologia pode discorrer sobre diferentes setores da vida. Com a popularização da temática e o avanço da tecnologia, as pessoas conseguem fazer um mapa astral com apenas alguns cliques e conferir as posições dos astros no âmbito profissional, pessoal e também espiritual.

 

Embora a espiritualidade seja vista por alguns como um assunto delicado e individual, que muitas vezes é passado dos pais para os filhos, a astrologia pode servir como bússola para entender as marcas de nascença que cada pessoa carrega e que trazem uma conexão com a temática.

De acordo com a astróloga Claudia Lisboa, a partir da posição de Saturno, dos elementos presentes na casa 12 e da disposição dos nodos lunares no mapa astral, é possível identificar aspectos sobre a experiência espiritual de um indivíduo. 

“Creio que temos uma missão, uma tarefa nesse mundo, que eu chamo de ‘tarefa espiritual’, e que se pode dar outros nomes: um chamado ou uma vocação nesse sentido. Uma voz que nos chama a cumprir uma trajetória que vai ajudar pessoas a se desenvolverem mais no campo da subjetividade, da interioridade e da imaterialidade”, explica.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Saturno: deveres da espiritualidade

A posição dos planetas no mapa astral descreve as atitudes de uma pessoa perante as experiências e, no caso de Saturno, isso tem relação direta com o lado espiritual. Segundo Claudia Lisboa, o astro é conhecido como “o senhor do karma”, pois indica aquilo que a alma se propõe a fazer no âmbito da espiritualidade, uma espécie de dever de casa necessário a se cumprir durante a trajetória. 

“A posição de Saturno nos dá a ideia de qual é esse caminho, as suas qualidades, do que ele trata, a dimensão que ele representa na nossa interioridade. É um trabalho para toda nossa existência, uma tarefa para ser aprimorada cada vez mais”, pontua a astróloga. 

Saturno nos signos de fogo

Áries, Leão e Sagitário são signos ligados ao elemento fogo que é associado à criatividade, à ação e à impulsividade. De acordo com Claudia Lisboa, o grande objetivo das pessoas que têm Saturno em signos de fogo está ligado a tomadas de decisões. 

“Se a pessoa tem Saturno no signo de fogo, no cultivo de um signo da individualidade, da relação com o seu próprio eu, é importante que essa pessoa se conheça, que ela tenha uma procura pessoal, entenda o que ela quer, o que ela é. A tarefa dela é tomar decisões, ter coragem e enfrentar desafios. Essa é a grande tarefa na vida de uma pessoa com signo de fogo em Saturno”, explica. 

Quanto às práticas espirituais, Claudia Lisboa ressalta que o elemento dos signos também devem influenciar. “Pessoas mais intensas, geralmente do signo de fogo, querem fazer o Caminho de Santiago, por exemplo, e coisas que envolvem o trabalho físico.” 

divulgação

Saturno nos signos de terra

Estabilidade e praticidade são as principais características dos signos de terra: Touro, Virgem e Capricórnio. A astróloga Claudia Lisboa explica que as pessoas com esses signos em Saturno se motivam pelo trabalho e isso reflete também nos deveres da espiritualidade. 

“Se a pessoa tem Saturno em um signo de terra, que é pragmático, a tarefa dela é trabalho, é colocar a mão na massa. Isso vale para tudo: é trabalho objetivo, subjetivo, profissional, material, não material. A ideia é trabalhar porque o próprio Saturno já tem essa abordagem, tem a ver mais com esses signos que possuem o pé no chão”, pontua. 

Por serem indivíduos pragmáticos e ligados ao trabalho, as práticas espirituais dos signos de terra, de acordo com a astróloga, estarão ligadas ao corpo como um instrumento de desenvolvimento e crescimento espiritual. 

Saturno nos signos de água

Câncer, Escorpião e Peixes são signos de água, um elemento associado ao lado intuitivo, inconsciente, emotivo e também à espiritualidade. A posição de Saturno nesses signos, indica uma relação com o emocional na trajetória espiritual. 

“Se a pessoa tem Saturno em um signo água, de sensibilidade, ligado às emoções, tem que trabalhar profundamente aquilo que acontece no campo subjetivo, na sua dimensão psíquica. O trabalho dela é lidar bem com suas questões emocionais e esse é um dever para vida toda: saber lidar com o que está sentindo”, explica Claudia Lisboa. 

A astróloga destaca ainda que a forma como os indivíduos com Saturno em signos de água se relacionam com a espiritualidade está ligada ao interior. São pessoas mais meditativas que buscam encontrar paz interna.

Saturno nos signos de ar 

Ligados ao lado mental, à comunicação e interação social, Gêmeos, Libra e Aquário são os signos do elemento ar. Por esse motivo, os deveres da espiritualidade dos indivíduos que possuem Saturno nesses signos têm relação com o outro, como ressalta a astróloga. 

“Se Saturno está em um signo que tem a ver com o pensamento, com as ideias, o dever é lidar com as pessoas, fazer algo junto com os outros, colaborar, participar, trocar, conversar, buscar instrução e informação. O caminho espiritual será aprender a respeitar as pessoas e fazer coisas por elas”, ressalta. 

Segundo Claudia Lisboa, a coletividade e o intelecto também aparecerão nas práticas espirituais dos indivíduos com Saturno nos signos de ar.

“Esses indivíduos vão estudar Darma, Vedanta, por exemplo. Vão buscar no conhecimento e nos grupos as atividades que mais ajudam a se desenvolver espiritualmente.”

Casa 12: mergulho na vida espiritual 

Além do posicionamento de Saturno, outro aspecto importante para os caminhos espirituais da vida de um indivíduo é a casa 12. Segundo Claudia Lisboa a 12ª casa do mapa astrológico é uma espécie de retiro espiritual. Através da sinergia dos elementos na casa 12, é possível obter maior compreensão sobre o assunto. Enquanto os signos identificam pontos de qualidades, os planetas descrevem as atitudes.

“O signo da casa 12 é o condutor para a nossa vida interior. Por meio daquelas qualidades vamos ter as revelações que se ocultam de nós. É onde conhecemos os nossos grandes inimigos, nossas angústias e aflições, nossos anjos e demônios. É com relação a este signo que vamos de fato encontrar a paz interior ou o equilíbrio”, explica a astróloga.

Além dos signos, também podem existir planetas posicionados nesta parte do mapa. Quanto mais elementos um indivíduo tiver na casa 12, maior será a necessidade de procura e dedicação, no entanto, a ausência deles não anula a importância da busca pelo aspecto espiritual. 

“O fato de não ter algum elemento em uma casa não quer dizer que ela não seja importante. O que vai valer é o signo que está lá e o planeta relacionado com esse signo. A presença dá a intensidade, mas a falta do planeta não quer dizer que a pessoa não tenha uma vida espiritual. Ela tem vida espiritual mesmo que não tenha nenhuma vinculação com a espiritualidade. Ela terá uma dimensão espiritual, terá experiências, como intuição e coisas afins.” 

Nodos lunares: caminho espiritual

Por fim, o último aspecto que se relaciona com a espiritualidade, destacado por Claudia Lisboa, são os nodos lunares. Eles são dois pontos opostos entre a órbita da Terra ao redor do Sol e a órbita da Lua ao redor da Terra, que representam um símbolo de propósito e caminho espiritual. 

O nodo lunar sul, também conhecido como cauda do dragão, representa a bagagem que o indivíduo traz de sua ancestralidade, histórias que compõem o passado espiritual. “Essa bagagem continua fazendo parte da existência e nós a trazemos como numa viagem, uma malinha que a gente abre no hotel com todos os nossos apetrechos pessoais. A cauda tem a ver com uma referência no nosso espiritual”, explica. 

Já o nodo norte ou cabeça de dragão representa os aprendizados e as virtudes que uma pessoa precisa desenvolver para evoluir no seu propósito espiritual. “A cabeça, que é o signo oposto, aponta para onde eu quero ir, para onde eu devo ir”, pontua. 

Claudia Lisboa destaca que o nodo sul não deve ser deixado para trás, mas ser analisado como um aspecto para auxiliar no crescimento e na evolução rumo ao propósito espiritual simbolizado pelo nodo lunar norte. 

“Existe um hábito de dizer que a cauda tem que ser esquecida ou deixada para trás e não. Minha professora me dizia que se você cortar o rabo de um tigre, ele perde a orientação. Então, a gente não corta a cauda, na verdade ela vem junto. Agora, se você se aprisionar, se acomodar e ficar presa ali, você também não vai a lugar nenhum”, ressalta a astróloga.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

O nosso adeus a Miguel Liporassi

Ribeirão Preto perde Miguel Liporassi: Não era polêmico nem agressivo, era respeitado pela qualidade, voz e equilíbrio nos comentários. E pela postura com os colegas, leal, ficava longe das intrigas de bastidores.

PREVISÕES DO TAROT EM JULHO DE 2022

As previsões para Julho de 2022, trazem transformação nas finanças, amor, relação familiar

Vice de Lula tem novamente bens bloqueados pelo Ministerio Publico

Justiça Eleitoral determina bloqueio de R$ 11,3 milhões em bens de Geraldo Alckmin no caso Odebrech

Multas no corredor de onibus da Vargas começa nesta Segunda-feira (4)

Conforme o Código de Trânsito Brasileiro, transitar pela faixa exclusiva de ônibus é considerada infração gravíssima, com multa de R$ 293,47 e perda de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Congresso mundial online reunirá milhões de pessoas para falar sobre “paz”

Como sentir paz e tranquilidade apesar dos desafios provocados pelo aumento do custo de vida, da violência, dos desastres naturais, do ódio e das guerras?
- PUBLICIDADE -