Início Turismo Quer fugir do normal? Beto Vaca e Zé goleiro são a opção

Quer fugir do normal? Beto Vaca e Zé goleiro são a opção

- continua após a publicidade -

O bar

Foto retirada de www.imlost.com.br
Foto retirada de www.imlost.com.br

O bar do Zé Goleiro surgiu em 1937 em uma casa centenária localizada a 20 km de Ribeirão. A casa foi adquirida pelo casal Alice e José Nunes, sogros de José Carlos, e funcionava como um armazém.

O nome Zé Goleiro surgiu devido às partidas de futebol que aconteciam na fazenda Bela Vista e com o tempo foram se popularizando

Venda do Zé Goleiro

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

No meio do canavial, próximo à Cruz do Pedro, fica a tradicional venda. O bar do Zé Goleiro é ponto de encontro de trilheiros e cavaleiros.

O antigo armazém ganhou fama na década de 90, quando o Zé Goleiro, que de fato era goleiro do time da fazenda, assumiu o comando e passou a vender porções. Até hoje, tudo é mantido como Zé Goleiro deixou, os objetos pendurados no teto, o velho balcão de madeira, os tachos para preparo das porções. Torresmo e a caipirinha de vinho, servida no vidro de palmito, são os destaques deste bar que é uma tradição da cidade.

A arquitetura do local é característica do final do século XIX. Grandes árvores proporcionam uma agradável sombra num ambiente rural que nos faz lembrar o passado. No interior do bar, balcões  e prateleiras de madeira, bem antigos, dão o ar de pitoresco no local. Vê-se  muitos objetos pendurados no teto.

Local indicado para quem busca um local pitoresco entre amigos, não espere o mínimo de luxo, saladas são servidas em bacias, e bebidas em vidros de palmito. Mas o negocio é entrar no clima e curtir.

Rua Municipal, 492 em meio a um canavial na região da antiga estrada entre Ribeirão e Guatapará.

Bar do Beto Vaca

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

betovaca1Quem não conhece o Bar do Beto Vaca, certamente tem curiosidade ou já passou em frente. Figura popular de Cravinhos ele vem conquistando amigos a cada dia.

Figura popular na cidade, por onde passa, tira risos das pessoas, Beto tem um bar no bairro Sumaré, em que muitos vêm de longe apenas para conhecê-lo.

Um comércio bastante curioso, pois é possível encontrar objetos, fotos e outros objetos que são pendurados pelas pessoas que freqüentam o local.
Beto Vaca é uma pessoa muito respeitada e brincalhona, sempre contando piadas e histórias engraçadas, e para as mulheres que forem usar o banheiro de seu bar, cuidado! Pois o susto pode ser grande!

O grande bebezão

Acostumado com travessuras, coloca aranhas e outros bichos peçonhentos de brinquedo atrás das portas para assustar as mulheres, mas não passa de uma brincadeira, pois todos são de plástico.
Com este jeito descontraído e extrovertido, Beto Vaca conquista todas as pessoas que passam pelo seu bar, entretanto nunca teve interesse em ser político, mesmo com toda a sua popularidade.
Com um enorme círculo de amizades, ele se orgulha em conhecer tantas pessoas e de ser conhecido também.
“Muitas pessoas chegam aqui e falam que neste tempo todo estou no mesmo local, e que eu devo estar rico e respondo que é verdade fiquei milionário, mas de muita amizade e popularidade, e isso não tem preço”, relata o comerciante.
Beto Vaca está instalado na Rua Dias da Costa há 37 anos e todos sempre dizem em uma só voz:

“Ir a Roma e não conhecer o Papa é a mesma coisa que vir a Cravinhos e não conhecer o Beto Vaca”.

Para Luiz Roberto, todas as pessoas que passam pelo bar, são iguais, todos são famosos e especiais, quando as pessoas perguntam das personalidades que já frequentaram seu estabelecimento, a resposta é sempre a mesma: todos são famosos.
“A ideia do bar aconteceu naturalmente, pois nunca pensei e nem tive a idéia de fazer o que está feito.

Um pouco de tudo pendurado.

Todos os penduricalhos e tudo mais, não sei o que será no futuro, é uma lenda viva apenas isso, antes quando comecei com o bar pagava aluguel, então após comprar o imóvel comecei a colocar pregos e pendurar neles tudo o que seria lixo, e isso se tornou uma coisa interessante. No bar pode se encontrar de tudo, pois apenas não tem o que está faltando [risos]”, sorri Luiz Roberto.
Beto sempre está brincando e fazendo piadas, mas seu coração cravinhense tem uma grande admiração pela cidade.
“Cravinhos é meu berço, inclusive tive o privilégio de nascer no centro da cidade na rua XV de Novembro. Digo que esse município é meu mundo, meu pedaço, minha história, minha vida, minha família, ou seja meu tudo”, emociona-se Beto Vaca.
As porções, saladas e formas descontraídas de servir completam o clima do local.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Dia Nacional do Surdo é marcado com curso gratuito de Libras

faz parte de programação especial em celebração ao Setembro Verde, mês da inclusão e do Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência

Weclix entregou de 10 mil máscaras para entidades de Ribeirão Preto, Sertãozinho e Jardinópolis

Houve distribuição de máscaras em diversas comunidades carentes de Ribeirão Preto, a ação foi comandada pelo coordenador de projetos Ismael Colosi.

Não te contaram mas você vai doar 161 mil computadores para professores

Investimento será de R$ 322 milhões ao longo de dois anos; docentes poderão escolher e comprar computador de até R$ 2 mil

Hospital de Campanha do Ibirapuera dá alta ao último paciente e homenageia profissionais de saúde

Celebração com profissionais de segurança encerra os 5 meses de funcionamento da unidade criada pelo Governo do Estado exclusivamente para atender pacientes com COVID-19

A luta continua entre bolsonarista e traidores

Se confirmado a prefeitura, Ribeirão Preto terá um representante bolsonarista alinhado com o projeto de limpar a corrupção que fez parte da vida dos moradores nos últimos anos.