InícioTurismoQuer fugir do normal? Beto Vaca e Zé goleiro são a opção

Quer fugir do normal? Beto Vaca e Zé goleiro são a opção

- continua após a publicidade -

O bar

Foto retirada de www.imlost.com.br
Foto retirada de www.imlost.com.br

O bar do Zé Goleiro surgiu em 1937 em uma casa centenária localizada a 20 km de Ribeirão. A casa foi adquirida pelo casal Alice e José Nunes, sogros de José Carlos, e funcionava como um armazém.

O nome Zé Goleiro surgiu devido às partidas de futebol que aconteciam na fazenda Bela Vista e com o tempo foram se popularizando

Venda do Zé Goleiro

No meio do canavial, próximo à Cruz do Pedro, fica a tradicional venda. O bar do Zé Goleiro é ponto de encontro de trilheiros e cavaleiros.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O antigo armazém ganhou fama na década de 90, quando o Zé Goleiro, que de fato era goleiro do time da fazenda, assumiu o comando e passou a vender porções. Até hoje, tudo é mantido como Zé Goleiro deixou, os objetos pendurados no teto, o velho balcão de madeira, os tachos para preparo das porções. Torresmo e a caipirinha de vinho, servida no vidro de palmito, são os destaques deste bar que é uma tradição da cidade.

A arquitetura do local é característica do final do século XIX. Grandes árvores proporcionam uma agradável sombra num ambiente rural que nos faz lembrar o passado. No interior do bar, balcões  e prateleiras de madeira, bem antigos, dão o ar de pitoresco no local. Vê-se  muitos objetos pendurados no teto.

Local indicado para quem busca um local pitoresco entre amigos, não espere o mínimo de luxo, saladas são servidas em bacias, e bebidas em vidros de palmito. Mas o negocio é entrar no clima e curtir.

Rua Municipal, 492 em meio a um canavial na região da antiga estrada entre Ribeirão e Guatapará.

Bar do Beto Vaca

betovaca1Quem não conhece o Bar do Beto Vaca, certamente tem curiosidade ou já passou em frente. Figura popular de Cravinhos ele vem conquistando amigos a cada dia.

Figura popular na cidade, por onde passa, tira risos das pessoas, Beto tem um bar no bairro Sumaré, em que muitos vêm de longe apenas para conhecê-lo.

Um comércio bastante curioso, pois é possível encontrar objetos, fotos e outros objetos que são pendurados pelas pessoas que freqüentam o local.
Beto Vaca é uma pessoa muito respeitada e brincalhona, sempre contando piadas e histórias engraçadas, e para as mulheres que forem usar o banheiro de seu bar, cuidado! Pois o susto pode ser grande!

O grande bebezão

Acostumado com travessuras, coloca aranhas e outros bichos peçonhentos de brinquedo atrás das portas para assustar as mulheres, mas não passa de uma brincadeira, pois todos são de plástico.
Com este jeito descontraído e extrovertido, Beto Vaca conquista todas as pessoas que passam pelo seu bar, entretanto nunca teve interesse em ser político, mesmo com toda a sua popularidade.
Com um enorme círculo de amizades, ele se orgulha em conhecer tantas pessoas e de ser conhecido também.
“Muitas pessoas chegam aqui e falam que neste tempo todo estou no mesmo local, e que eu devo estar rico e respondo que é verdade fiquei milionário, mas de muita amizade e popularidade, e isso não tem preço”, relata o comerciante.
Beto Vaca está instalado na Rua Dias da Costa há 37 anos e todos sempre dizem em uma só voz:

“Ir a Roma e não conhecer o Papa é a mesma coisa que vir a Cravinhos e não conhecer o Beto Vaca”.

Para Luiz Roberto, todas as pessoas que passam pelo bar, são iguais, todos são famosos e especiais, quando as pessoas perguntam das personalidades que já frequentaram seu estabelecimento, a resposta é sempre a mesma: todos são famosos.
“A ideia do bar aconteceu naturalmente, pois nunca pensei e nem tive a idéia de fazer o que está feito.

Um pouco de tudo pendurado.

Todos os penduricalhos e tudo mais, não sei o que será no futuro, é uma lenda viva apenas isso, antes quando comecei com o bar pagava aluguel, então após comprar o imóvel comecei a colocar pregos e pendurar neles tudo o que seria lixo, e isso se tornou uma coisa interessante. No bar pode se encontrar de tudo, pois apenas não tem o que está faltando [risos]”, sorri Luiz Roberto.
Beto sempre está brincando e fazendo piadas, mas seu coração cravinhense tem uma grande admiração pela cidade.
“Cravinhos é meu berço, inclusive tive o privilégio de nascer no centro da cidade na rua XV de Novembro. Digo que esse município é meu mundo, meu pedaço, minha história, minha vida, minha família, ou seja meu tudo”, emociona-se Beto Vaca.
As porções, saladas e formas descontraídas de servir completam o clima do local.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Dois lotes de parques municipais serão administrados por iniciativas privadas

Gestão e encerramento do contrato (até cinco anos de contrato com a possibilidade de prorrogação por mais cinco anos).

Ribeirão Preto estende abertura do comércio a partir desta sexta-feira, dia 30

Medida se antecipa ao Plano São Paulo. Veja como ficam os horários.

GCMs realizam doação de sangue em Ribeirão Preto

Ação contribuiu com o estoque de sangue do hospital São Lucas; tipos O-, O+ e A - são os mais críticos, com menos da metade das bolsas necessárias

Brasil gera 309 mil empregos formais em junho

Governo deve lançar programas para inclusão de jovens no mercado

Anvisa alerta sobre casos de Guillain-Barré após vacinação

A Anvisa explica que a SGB é um distúrbio neurológico autoimune raro, no qual o sistema imunológico danifica as células nervosas.
- PUBLICIDADE -