Início Saúde Dengue, Chikungunya e Zika as Diferenças

Dengue, Chikungunya e Zika as Diferenças

- continua após a publicidade -

O Brasil é um país que apresenta vários tipos de clima, com predominância dos quentes e úmidos e Ribeirão Preto em especial uma cidade com clima quente e propicio a estas doenças.

Essa característica faz com que uma grande quantidade de insetos estabeleça-se em nosso território, como é o caso dos mosquitos do gênero Aedes, que se desenvolvem, principalmente, em zonas tropicais e subtropicais.

Os mosquitos do gênero Aedes são importantes vetores de doenças.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

No Brasil, o Aedes aegypti é a espécie que merece maior atenção.

Como exemplo de doenças provocadas por esse mosquito, podemos destacar a dengue, a chikungunya e a zika.

Além de serem transmitidas pelo mesmo mosquito, a dengue, a chikungunya e a zika são doenças que apresentam alguns sintomas semelhantes, o que pode dificultar o diagnóstico. Entretanto, pequenas diferenças existem e podem ser usadas como critério para a diferenciação.

As diferenças.

A dengue é, sem dúvidas, a doença mais grave quando comparada à chikungunya e à zika. Ela causa febre, dores no corpo, dores de cabeça e nos olhos, falta de ar, manchas na pele e indisposição. Em casos mais graves, a dengue pode provocar hemorragias, que, por sua vez, podem ocasionar óbito.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A chikungunya também causa febre e dores no corpo, mas as dores concentram-se principalmente nas articulações. Na dengue, as dores são predominantemente musculares. Alguns sintomas da chikungunya duram em torno de duas semanas; todavia, as dores articulares podem permanecer por vários meses. Casos de morte são muito raros, mas a doença, em virtude da persistência da dor, afeta bastante a qualidade de vida do paciente.

Por fim, temos a febre zika, que é a doença que causa os sintomas mais leves. Pacientes com essa enfermidade apresentam febre mais baixa que a da dengue e chikungunya, olhos avermelhados e coceira característica. Em virtude desses sintomas, muitas vezes a doença é confundida com alergia. Normalmente a zika não causa morte, e os sintomas não duram mais que sete dias. Vale frisar, no entanto, que a febre zika relaciona-se com uma síndrome neurológica que causa paralisia, a Síndrome de Guillain-Barré, e também com casos de microcefalia.

O tratamento da dengue, chikungunya e zika é praticamente o mesmo, uma vez que não existem medicamentos específicos para nenhuma dessas enfermidades.

Recomenda-se que o paciente, nos três casos, permaneça em repouso e beba bastante líquido. Alguns medicamentos são indicados para dor, mas não se deve fazer uso de remédios que contenham ácido acetilsalicílico, pois eles podem desencadear hemorragias.

Não existem vacinas contra as doenças citadas.

Assim sendo, a melhor forma de prevenir-se é pela destruição dos locais propícios à multiplicação do mosquito Aedes, garantindo sempre que não haja acúmulo de água parada.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

240 mil vagas em cursos gratuitos no primeiro Mutirão de Qualificação profissional de São Paulo

São mais de 30 opções de cursos em áreas como varejo, gestão, tecnologia e economia criativa; oportunidades são voltadas para a qualificação profissional para o mercado de trabalho, a jovens e a quem quer empreender

A magia está no ar! Halloween com Lua Cheia

A segunda Lua Cheia que acontece no Dia das Bruxas será no signo de Touro onde o planeta Urano também se encontra e como é um planeta revolucionário e ligado a inovação social e tecnologia

Mauricio de Sousa completa 85 anos

Durante 61 anos de carreira, o desenhista deu vida a mais de 400 personagens

Datena é internado em São Paulo depois de sentir dores no peito

Foi ao centro cirúrgico do Sírio-Libanês Publicou vídeo em seu perfil do Twitter

Atividades inéditas na programação virtual do Museu Casa de Portinari

Entre 26 e 31 de outubro, o Museu Casa de Portinari, promove atividades inéditas pelas redes sociais e site.