InícioRegiãoRMRPTaquaritinga vai ao governo do estado solicitar inclusão da cidade na RMRP

Taquaritinga vai ao governo do estado solicitar inclusão da cidade na RMRP

- continua após a publicidade -

Temos chances de ingressar na Região Metropolitana de Ribeirão Preto’, diz Luisinho Bassoli,

Inserir Taquaritinga na recém-criada Região Metropolitana de Ribeirão Preto (RMRP). Esse é o objetivo do presidente da Câmara, Luisinho Bassoli, autor de pedidos formais entregues na segunda-feira (18) ao secretário Adjunto da Casa Civil, Fabrício Cobra Arbex, e ao deputado Davi Zaia. “Estou confiante, pois temos chances de sucesso”, afirmou.

“Taquaritinga e Ribeirão têm laços históricos, de todos os pontos de vista: econômicos, políticos, educacionais, culturais, além da proximidade geográfica”, disse. “Não faz sentido ficarmos de fora desse grupo de municípios.”

A RMRP foi criada por Lei Complementar do governador Geraldo Alckmin. A proposta foi aprovada no dia 15 de junho. Os 34 municípios integrantes ocupam um território de 14,8 mil quilômetros quadrados, o que corresponde a 6% do Estado. A população é de 1,6 milhão de habitantes e o PIB (Produto Interno Bruto) estimado é de R$ 48 bilhões.

Recebido no Palácio dos Bandeirantes, Luisinho ouviu de Fabrício Arbex que o caminho é mostrar todas as potencialidades da cidade e a viabilidade do pedido. Ele determinará a abertura de processo junto à Empresa Paulista de Planejamento (Emplasa) para que realize um estudo sobre a incorporação de Taquaritinga.

“Também tive uma conversa muito produtiva com o deputado Davi Zaia, que é do meu partido, o PPS, e preside a Comissão das Regiões Metropolitanas da Assembleia Legislativa”, enfatizou Luisinho Bassoli.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O deputado marcará uma reunião com a direção da Emplasa, responsável por estudos técnicos das Regiões Metropolitanas.
Desse encontro participarão o presidente da Câmara, o prefeito Fulvio Zuppani, entre outras representações políticas e econômicas.

“Teremos a oportunidade de apresentar nossos argumentos. Historicamente, Taquaritinga estabelece muito mais negócios com Ribeirão Preto do que com cidades de outra Região Administrativa”, afirmou Luisinho.

Jaboticabal, cidade que faz divisa com Taquaritinga, faz parte da RMRP, juntamente com Altinópolis, Barrinha, Batatais, Brodowski, Cajuru, Cássia dos Coqueiros, Cravinhos, Dumont, Guariba, Guatapará, Jardinópolis, Luis Antônio, Mococa, Monte Alto, Morro Agudo, Nuporanga, Orlândia, Pitangueiras, Pontal, Pradópolis, Sales Oliveira, Santa Cruz da Esperança, Santa Rita do Passa Quatro, Santa Rosa do Viterbo, Santo Antônio da Alegria, São Simão, Serra Azul, Serrana, Sertãozinho, Taiuva, Tambaú e Taquaral.

A luta começou em 24 de fevereiro, quando o presidente da Câmara enviou ofício à prefeita Dárcy Vera falando sobre a intenção de colocar Taquaritinga no rol de cidades metropolitanas. O primeiro benefício para a população taquaritinguense seria sentido na conta telefônica, já que os moradores da RMRP poderão fazer ligações interurbanas pagando tarifa local.

Além disso, as prefeituras terão condições de realizar projetos coletivos de desenvolvimento.
O pedido de Luisinho tem um precedente importante.
No dia 29 de junho, o governo paulista incorporou Itapetininga à Região Metropolitana de Sorocaba, após aprovação de projeto na Assembleia.
A inclusão havia recebido parecer favorável da Emplasa.

“Tenho certeza de que Taquaritinga fortaleceria a Região Metropolitana de Ribeirão.
Somos um grande polo agrícola, os maiores produtores de limão e manga do país. As vantagens seriam recíprocas”, enfatizou Luisinho.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

A economia a “gente vê depois” leva mais de 2 milhões a extrema pobreza

Pelo menos 2 milhões de famílias brasileiras tiveram a renda reduzida e caíram para a extrema pobreza entre janeiro de 2019 e junho deste...

Quem foi vacinado com coronavac continua proibido de entrar em países que aceitam turistas

A santa medicação do Doria, continua proibida em vários países que já abriram suas fronteiras. E como ficam os imunizados que precisam viajar?

‘Sofrimento global’ faz buscas por ajuda emocional e prevenção ao suicídio aumentarem

Psicológicos relatam aumento de transtornos alimentares e psicológicos na pandemia e falam em ‘crises potencializadas’; Centro de Valorização da Vida registrou 147 mil atendimentos a mais apenas em 2020

Dirigente do Botafogo esquece a tradição e coloca o time entre os da várzea

Agora a torcida vai precisar trocar os bumbos e tambores por rosário, bíblia e agua benta, se não quiser estar ao lado do Leão

Governo federal anuncia dose de reforço para profissionais de saúde

Aplicação extra ocorrerá a partir de seis meses da imunização completa
- PUBLICIDADE -