InícioPolíticaTribunal de Contas nega recurso de contas de Igor oliveira na presidência...

Tribunal de Contas nega recurso de contas de Igor oliveira na presidência da Câmara

- continua após a publicidade -

Igor Oliveira era o presidente em 2028 e cabide de emprego está entre os motivos da reprovação da gestão. E a população continua a votar nos rostinhos bonitos da TV e voz mansa do rádio.

O presidente do Tribunal de Contas de Sao Paulo, Sidney Estanislay Beraldo, foi o relator que rejeitou os embargos de declaração da Câmara de Ribeirão Preto que tentava reverter a decisão da corte que reprovou as contas do Legislativo referentes ao ano de 2018, quando o presidente era o vereador Igor Oliveira, do PMDB.

O que significa que a Câmara recebe muito dinheiro da Prefeitura

Entre os motivos que provocaram a rejeição das contas estão a quantidade excessiva de servidores comissionados (cabide de emprego), inadequado nível de formação de alguns desses servidores e reiterada superestimativa de duodécimos, o que significa que a Câmara recebe muito dinheiro da Prefeitura e, mesmo que devolva uma parte no final de cada ano, a prática não é bem vista pelo Tribunal de Contas.

Leia na íntegra a manifestação da assessoria de Igor Oliveira sobre a questão:

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

“Primeiramente, cumpre ressaltar que a fiscalização das contas anuais do exercício de 2018, da Câmara Municipal, não apontou falhas dignas de nota, tendo constatado os esforços da Mesa Diretora no sentido de dar atendimento às recomendações do Tribunal de Contas, eliminando e evitando as falhas apontadas em exercícios anteriores, tal como expressamente fez constar em seu relatório de fiscalização.

Nesse mesmo sentido, as manifestações da chefia e da diretoria técnica da fiscalização do Tribunal de Contas, que expressamente ressaltaram a preocupação do gestor de 2018 de sanear todas as falhas ou irregularidades apontadas em anos passados. O resultado positivo também pode ser verificado pelos demais órgãos de fiscalização, ocasião na qual a Câmara obteve nota máxima (nota 10) na avaliação de transparência do ENCCLA, feita pelo Ministério Público, que expressamente elogiou os esforços para atender a todas as suas sugestões.

Com relação aos embargos de declaração, verifica-se que foram rejeitados devido ao entendimento, pelo Tribunal de Contas, de que a rediscussão do mérito da matéria foge ao domínio do referido recurso interposto, o que faz parte do devido processo legal, assim como eventuais medidas a serem adotadas, pois os dois únicos motivos que levaram à reprovação das contas foram a economia feita pela Câmara, e os cargos comissionados, regulares segundo entendimento do Poder Judiciário”.

Com informações de tribunaribeirao.com.br

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Com dois a menos, Palmeiras se classifica na libertadores

10 SEMIS DE #LIBERTADORES NA HISTÓRIA! 10 CLASSIFICAÇÕES CONSECUTIVAS EM MATA-MATA NO TORNEIO! 10 PASSAGENS DE FASE EM #LIBERTADORES EM CASA!

Patriotas vão para Paulista: Ribeirão inicia preparativos para o desfile de 7 de Setembro

Em Ribeirão vários grupos se organizam para participar das manifestações em São Paulo, dia que esta sendo considerado o mais importante dos últimos 200 anos. Confira como participar.

WhatsApp lança novas ferramentas para garantir mais segurança e privacidade aos usuários

As funções do aplicativo de mensagens estão em fase de testes, mas devem chegar ao público em breve

Vereador esquerdista que defende mulheres deve cumprir medida protetiva com a ex-namorada

a vítima se sente perseguida e agredida moralmente e psicologicamente pelo autor

“Funcionário” recebe R$ 22 mil por mês da Câmara para estudar Direito na USP em período integral

Trabalhar por que? Se nem os vereadores fazem isso, o O acadêmico em questão é Saulo Wellington Marchiori Magron, lotado no cargo de agente de administração
- PUBLICIDADE -