InícioDiversosHacker preso pela PF ajudou o Intercept na edição do material roubado...

Hacker preso pela PF ajudou o Intercept na edição do material roubado de Moro e da Lava Jato

Dessa forma além da adulteração do material que já estava clara com as primeiras reportagens da série, agora temos, a fala do próprio hacker dizendo que participou ativamente do processo da reportagem lendo todo o material.

- continua após a publicidade -

O Hacker Walter Delgatti Neto, preso pela PF por roubar dados do Ministro da Justiça Sérgio Moro e de procuradores da “a Lava Jato ajudou na edição das mensagens vazadas para o site The Intercept Brasil. Esta era a prova final que faltava para que Glenn Greenwald os mrliantes do Intercept fossem ligados diretamente ao crime virtual mais importante da história do Brasil.

O líder do grupo hacker, Walter Delgatti Neto, conhecido como Vermelho, admitiu a Polícia Federal em depoimento que “entregou os dados roubados de Sérgio Moro e dos procuradores da Lava Jato para o líder do Intercept Brasil, Glenn Greenwald , informação confirmada pelo próprio Glenn em seu perfil do Twitter.

arquivo

Dessa forma além da adulteração do material que já estava clara com as primeiras reportagens da série, agora temos, a fala do próprio hacker dizendo que participou ativamente do processo da reportagem lendo todo o material. Era o que faltava para Greenwald e os meninos do Intercept terem uma ligação direta com o hacker preso pela PF.

Parte de matéria http://agoraparana.uol.com.br com autoria do jornalista Oswaldo Eustáquio

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

No Dia do Publicitário, APP Ribeirão lança calendário de atividades de 2023

Com novas datas de atividades e eventos, a Associação dos Profissionais de Propaganda de Ribeirão Preto reúne diretoria no Chopp Time

Saúde prorroga inscrições de concurso público para bolsistas do Programa de Aprimoramento

Inscrições vão até 17 de fevereiro; bolsas são para as áreas de Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Nutrição, Psicologia e Terapia Ocupacional

Lula promete nova regulação para trabalhadores de aplicativos

Brasil tem 1,5 milhão de trabalhadores por aplicativos que podem deixar de trabalhar e ter uma renda, caso seja levado adiante

‘lambança’ é como Haddad chama aredução de ICMS

Durante a campanha lula e Haddad já avisavam que eram contra redução de impostos, bem como a bancada do PT foi contra durante a votação da lei criada por Bolsonaro

A brilhante ideia: Correios podem substituir Uber

O ministro do Trabalho, Luiz Marinho, disse que não está preocupado com a possibilidade de o Uber deixar o Brasil, se a regulamentação de aplicativos...
- PUBLICIDADE -