InícioSaúdeRibeirão Preto credencia clínicas e hospitais para castração de cães e gatos

Ribeirão Preto credencia clínicas e hospitais para castração de cães e gatos

Programa de Controle de Natalidade de Animais Domésticos de Baixo Custo promove chamamento público até o dia 24 de julho

- continua após a publicidade -

A Prefeitura de Ribeirão Preto, através da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, torna público o credenciamento de empresas interessadas em aderir ao “Programa de Controle de Natalidade de Animais Domésticos de Baixo Custo” para prestação de serviços de castração de cães e gatos no município. Podem participar clínicas e hospitais veterinários, Organizações Não Governamentais de proteção de animais e instituições de ensino universitário.

Para aderir ao programa é necessário apresentar Licença de Funcionamento expedida pela Vigilância Sanitária, Certificado de Regularidade da instituição como Clínica Veterinária, Hospital Veterinário expedido pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária e Declaração que a instituição manterá para a execução do termo de credenciamento, durante toda sua vigência, Médico Veterinário, devidamente registrado no Conselho Regional de Medicina Veterinária, que será responsável técnico pelos procedimentos médicos.

Caberá aos credenciados realizar ao menos 250 cirurgias no período de 12 meses (prorrogáveis conforme Lei 8.666/930), priorizadas as fêmeas das espécies canina e felina, pela taxa de R$ 50, a ser paga pelo proprietário do animal. A Prefeitura ficará responsável, dentre outras coisas, por fornecer kits com material cirúrgico descartável e medicamentos suficientes para a realização dos procedimentos cirúrgicos.

As inscrições podem ser feitas até o dia 24 de julho, às 17h. Mais informações sobre o edital estão disponíveis no site da Prefeitura, em Edital Repetição De Certame.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Menor NÃO: Ministro destaca eventos adversos em adolescentes vacinados

Segundo Queiroga, foram identificados 1,5 mil eventos adversos em adolescentes imunizados. “A OMS não recomenda a vacinação de adolescentes

Teatro Municipal lança edital de ocupação do 1° semestre de 2022

Inscrições começaram dia 15 de setembro e vão até 15 de outubro

Avenida Thomaz Alberto Whately tem nova interdição para obras

Bloqueio ocorre para obras do trecho 1 do corredor de ônibus Norte-Sul pelo programa Ribeirão Mobilidade

IMPORTANTE COMPARTILHE: Anvisa e Min. da Saúde NÃO Recomendam a vacinação para Menores de 18 Anos

Não se vê veículos de imprensa ou governantes falando sobre o assunto, muito pelo contrario continuam incentivando a vacina que não tem teste para menores de 18 anos

Vacinados já são 81,7% dos internados em SP

Do total de hospitalizados, 51,6% (325 doentes) já foram totalmente imunizados, com as duas doses, (34,6%) com Coronavac.
- PUBLICIDADE -