InícioSaúdeAssistência Social lança projeto “PertenSER”

Assistência Social lança projeto “PertenSER”

A ação acontece nesta terça-feira, 23 de fevereiro, na Praça da Bandeira, região central da cidade

- continua após a publicidade -

A política municipal para pessoas em situação de rua preconiza o atendimento articulado, por meio de uma rede integrada de atenção em diversos setores públicos e a sociedade civil.

De acordo com o Instituto Limite, Organização da Sociedade Civil que executa o Serviço de Abordagem Social – SEAS, há no município aproximadamente 1.127 pessoas em situação de rua, e uma média de 180 abordagens mensais.

arquivo

Diante dessa realidade, a Secretaria de Assistência Social lança nesta terça-feira, dia 23 de fevereiro, o projeto “PertenSER”, que tem por objetivo o acompanhamento longitudinal em busca da reinserção social, aproximação de vínculo com a equipe, oferta da rede pública de atendimento e, principalmente, a orientação e conscientização de comerciantes e moradores sobre os efeitos negativos da esmola, seja ela roupa, alimento ou dinheiro.

A primeira ação será realizada na Praça da Bandeira, logo pela manhã, com membros do Projeto Pontes e Coletivo Acalma. O atendimento será promovido pela equipe do Centro POP, Programa Recomeço e Consultório na Rua.

foto internet
- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

A busca ativa e abordagem social serão feitas pela equipe do SEAS.

A orientação e sensibilização de mecanismos de apoio e atendimento à população de rua serão realizadas pela equipe de Educadores Sociais da SEMAS. Também será oferecido um café da manhã e higiene pessoal.

Renata Corrêa Gregoldo, secretária da Assistência Social, comenta a importância da ação.

“Nossa intenção é que o PertenSER se transforme num projeto. Vamos iniciar com essa ação que tem como principal objetivo gerar vínculos com essas pessoas. Em todas as ações, vamos trabalhar a singularidade de cada pessoa que está nessa situação”.

Com frequência, a abordagem enfrenta muita resistência em tirar as pessoas das ruas. Para este impasse, a secretária garante que a Semas está preparada.

“Muito se fala que essas pessoas não querem sair das ruas, mas a Semas está engajada para mudar essa situação e entender o porquê elas não querem sair das ruas, ouvindo e preparando para que saiam e retomem sua vida novamente”.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Anvisa alerta sobre risco de miocardite e pericardite pós-vacinação

A Anvisa informa que os Estados Unidos (EUA) relataram a ocorrência de casos de miocardite (inflamação do músculo cardíaco) e de pericardite (inflamação do tecido que envolve o coração) após a vacinação

Campeonato Esportivo movimenta mais de mil alunos das escolas municipais

Cirem será realizado até a 2a quinzena de dezembro

Assistência Social realizará “V Caminhada Mulher Maravilha” neste domingo

Evento promovido pelo NAEM acontece em referência aos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres

Projeto Guri está com inscrições abertas

Crianças e adolescentes de seis a 18 anos podem aprender a tocar um instrumento musical, sem a necessidade de conhecimento prévio

Fogos de artifício: veterinário explica como proteger os animais durante as comemorações

Especialista explica as possíveis reações dos pets e o que pode ser feito para amenizar o pânico e transtornos causados pelas explosões
- PUBLICIDADE -