InícioRegiãoRMRPPresidente do Conselho de Desenvolvimento e prefeitos da RMRP têm audiência com...

Presidente do Conselho de Desenvolvimento e prefeitos da RMRP têm audiência com o ministro Imbassahy

- continua após a publicidade -

Na última terça-feira, dia 12, o prefeito e presidente do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira, promoveu uma audiência entre prefeitos que compõe o conglomerado metropolitano e o ministro–chefe da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy, para tratar de assuntos referentes a RMRP.

“A agenda foi realizada para promover a aproximação entre os prefeitos da região e o governo federal. Os 34 municípios representam cerca de dois milhões de pessoas, e somos responsáveis por praticamente 3% do Produto Interno Bruto (PIB) paulista. É de extrema importância que todos os prefeitos busquem recursos federais para tornar este conglomerado ainda mais forte e beneficiar esta população”, disse Duarte Nogueira.

O prefeito de Ribeirão Preto e presidente do Conselho da RMRP ainda explicou que o trabalho conjunto dos municípios que compõem o conglomerado, a tendência é acelerar e maximizar os bons resultados regionais, com ampliação da infraestrutura regional; criação de uma segurança compartilhada; construção de unidades regionais de saúde e educação, além do exercício da governança metropolitana, com regionalização da gestão pública, elevando-se, ainda mais, o bem-estar das pessoas e o PIB da Região.

“Por ser a primeira Região Metropolitana formalmente reconhecida fora dos limites da chamada Macrometrópole Paulista – território de estudo que orbita em torno da Capital – a RM de Ribeirão Preto é estratégica para a economia do Estado, pois seus eixos viários e ferroviários garantem o escoamento da produção rural e a boa circulação das mercadorias em São Paulo e no Brasil”, explicou.

Na oportunidade, os prefeitos também se reuniram com a secretária Nacional de Habitação, Henriqueta Arantes, para tratar de assuntos referentes ao Programa Minha Casa, Minha Vida, voltado para regiões metropolitanas.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Acompanharam o chefe do Executivo os prefeitos das cidades de Acompanharam o chefe do Executivo os prefeitos das cidades de Cravinhos, José Carlos Carrascosa dos Santos (o Boi), São Simão, Marcos Daniel Bonagamba (Marquinhos Kajuru), Santa Cruz da Esperança, Dimar de Brito, Pradópolis, Sílvio Martins (Sílvio Buchecha), Sertãozinho, José Alberto Gimenez (Zezinho Gimenez), Sales Oliveira, Edmar Duarte Gomiero (Dr. Edmar), Santo Antônio da Alegria, João Baptista Mateus de Lima, e Dummont, Alan Francisco Ferracini., José Carlos Carrascosa dos Santos (o Boi), São Simão, Marcos Daniel Bonagamba (Marquinhos Kajuru), Santa Cruz da Esperança, Dimar de Brito, Pradópolis, Sílvio Martins (Sílvio Buchecha), Sertãozinho, José Alberto Gimenez (Zezinho Gimenez), Sales Oliveira, Edmar Duarte Gomiero (Dr. Edmar), Santo Antônio da Alegria, João Baptista Mateus de Lima, e Dummont, Alan Francisco Ferracini.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Oficinas e cursos gratuitos em Ribeirão Preto

Há oportunidades para atividades de música, dança, teatro, artes plásticas e circenses. Confira vagas por unidade e saiba como fazer a inscrição.

240 oportunidades de emprego em Ribeirão e Sertãozinho

Entre as vagas há opções como ajudante de produção, auxiliar administrativo, motorista, vendedor, cuidador de idosos, padeiro, cabeleireiro e manicure.

A economia a “gente vê depois” leva mais de 2 milhões a extrema pobreza

Pelo menos 2 milhões de famílias brasileiras tiveram a renda reduzida e caíram para a extrema pobreza entre janeiro de 2019 e junho deste...

Quem foi vacinado com coronavac continua proibido de entrar em países que aceitam turistas

A santa medicação do Doria, continua proibida em vários países que já abriram suas fronteiras. E como ficam os imunizados que precisam viajar?

‘Sofrimento global’ faz buscas por ajuda emocional e prevenção ao suicídio aumentarem

Psicológicos relatam aumento de transtornos alimentares e psicológicos na pandemia e falam em ‘crises potencializadas’; Centro de Valorização da Vida registrou 147 mil atendimentos a mais apenas em 2020
- PUBLICIDADE -