InícioRegiãoPontalPrefeitura de Pitangueiras e Ibitiúva realiza processos seletivos para contratação de professores...

Prefeitura de Pitangueiras e Ibitiúva realiza processos seletivos para contratação de professores e monitores de transporte escolar

- continua após a publicidade -

escola-infantil-maria-luiza-sanchez-da-silva pitangueirasA Prefeitura de Pitangueiras e está com inscrições abertas para os processos seletivos de Professor (01/2016) e Monitor de Transporte Escolar (02/2016) visando suprimento de demanda da Secretaria Municipal de Educação em 2017.
No primeiro caso, o objetivo é contratar professores em caráter temporário (superior a 15 dias) ou eventual (por até 15 dias) por prazo determinado no regime celetista.

São oferecidos empregos para Professor de Educação Infantil, Educador de Creche, de Ensino Fundamental I, de Educação de Jovens e Adultos, de Educação Especial e de Educação Básica em Língua Portuguesa, Educação Física, Ciências, Inglês, Matemática, História, Geografia e Artes. Os pré-requisitos variam entre Magistério, Licenciatura Plena e Normal Superior.

Atividades lúdicas levam orientação sobre trânsito  a escolas de Pitangueiras e IbitiúvaOs interessados deverão se inscrever na Secretaria Municipal de Educação, de 08 de novembro a 02 de dezembro (das 8h às 12h e das 13h30 às 16h30), após apresentarem RG, comprovante de pagamento da taxa de inscrição (no valor de R$ 20) e ficha de inscrição devidamente preenchida.

O processo seletivo consiste de prova objetiva com 25 questões (5 de língua portuguesa, 5 de matemática, 5 de legislação e 10 de conhecimentos específicos), a ser realizada em 11 de dezembro na Escola Municipal Mário Rossim. Os horários de aplicação serão às 08h, 10h30 ou 13h30, conforme emprego pretendido pelo candidato.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

A aprovação do candidato no processo seletivo dá apenas o direito à preferência no caso de contratação temporária e/ou eventual, dependendo de vaga disponibilizada pela Secretaria.

Já o Processo de Seleção Simplificada para Monitor de Transporte Escolar prevê a contratação celetista de duas pessoas, que devem ter, no mínimo, o ensino fundamental completo (9º ano ou 8ª série), entre outros requisitos.

Os vencimentos são de R$ 990,40 por 40 horas/semana. O período de inscrição, procedimentos e valor são os mesmos do processo destinado a professores. A prova objetiva constará de 40 questões (20 de língua portuguesa e 20 de matemática), sendo aplicada também no dia 11 de dezembro, às 13h 30, na Escola Mário Rossim.

Em ambos os processos condições especiais aos candidatos portadores de deficiência. O processo voltado aos professores tem validade para o ano letivo de 2017 e aos monitores de transporte escolar de 12 meses a partir de sua homologação, podendo ser renovado pelo mesmo período.

Os editais completos dos processos seletivos estão disponíveis para consulta no site da Prefeitura (na aba “Concursos”), na Secretaria Municipal de Educação e no Paço Municipal.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Policiais militares de de São Paulo estão de prontidão para embarcar para a Turquia e atuar no salvamento e resgate das vítimas

Número de mortos no terremoto na Turquia e na Síria passa de 11 mil, mas entidades acreditam que numero chegará a 40 mil O número...

Após armação da esquerda e sigilo de 100 anos das imagens 8 de Janeiro segue sem respostas

Os desdobramentos do quebra-quebra de 8 de janeiro, contudo, parecem longe do fim, pois lula e a carreta furacão não querem CPI e investigação

No Dia do Publicitário, APP Ribeirão lança calendário de atividades de 2023

Com novas datas de atividades e eventos, a Associação dos Profissionais de Propaganda de Ribeirão Preto reúne diretoria no Chopp Time

Saúde prorroga inscrições de concurso público para bolsistas do Programa de Aprimoramento

Inscrições vão até 17 de fevereiro; bolsas são para as áreas de Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Nutrição, Psicologia e Terapia Ocupacional

Lula promete nova regulação para trabalhadores de aplicativos

Brasil tem 1,5 milhão de trabalhadores por aplicativos que podem deixar de trabalhar e ter uma renda, caso seja levado adiante
- PUBLICIDADE -