Início Região Dois irmãos são presos suspeitos de pedofilia na operação “Hacker do Bem”

Dois irmãos são presos suspeitos de pedofilia na operação “Hacker do Bem”

- continua após a publicidade -

A policia de Sertãozinho, junto com a DDM de Jaboticabal prendeu na manhã de hoje, dia 20, dois irmãos, um de 28 anos e outro de 30 anos, moradores do bairro Santo Antonio suspeitos de participação em esquema de pedofilia na internet.

A operação chamada “hacker do Bem”, começou na cidade de São José do Rio Preto onde rastreou se o ip do computador deles, onde foi constatado que eles faziam downloads e troca de material de crianças fazendo sexo com adultos na internet.

Eles faziam parte de um rede de pedofilia na internet, onde mais de 20 pessoas estão sendo presas em todo o estado de São Paulo e também em outros estados.
Foi apreendido também o computador e materiais diversos, que deverão ser verificados pela policia. O nome deles não foi divulgado.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Mãe de atriz de Glee se ajoelha e chora em lago onde filha sumiu

Segundo informações da CBS Los Angeles, o garoto foi encontrado por um velejador, que estranhou ao ver a criança dormindo sozinha, sem qualquer adulto por perto.

Odebrecht fez pagamentos a Toffoli, denuncia Marcelo Odebrecht à PGR

Marcelo Odebrecht e os demais diretores da empresa sempre se referiam a Toffoli como “amigo de Adriano” ou “amigo de AM (Adriano Maia)”

Gol de Bolsonaro: SBT acerta transmissão da final do carioca, Flamengo e Fluminense

O SBT alcançou a sua maior audiência na história da emissora até então com a transmissão da final da Copa do Brasil, decidida por Corinthians e Grêmio

Divirta-se com os melhores tweets do MBL tratando Ayan como um guru

Com a prisão de Luciano Ayan por suspeita de lavagem de dinheiro, separamos os melhores do tweets em que mblistas idolatram o prisioneiro.

Ribeirão Preto tem leitos sobrando na rede privada e deveria contratar com urgência

Presidente da entidade diz que hospitais de campanha são um erro estratégico e que Ribeirão Preto vive o cenário já experimentado por Manaus
- PUBLICIDADE -