• Política
Início Política Senado conclui votação da Previdência

Senado conclui votação da Previdência

PEC ainda precisa ser votada em segundo turno para promulgação

- continua após a publicidade -

O plenário do Senado acabou de concluir a votação em primeiro turno da proposta de emenda à Constituição (PEC) que altera as regras da Previdência no país. Às 15h42, o presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP) proclamou a rejeição do último destaque, do partido Rede, por 52 votos a 20, e encerrou a sessão. 

O Senado ainda precisa aprovar a PEC em segundo turno para que a reforma da Previdência possa ser promulgada. Ontem (1º), Alcolumbre tinha dito que pretende concluir a votação em segundo turno até o próximo dia 10. No entanto, governadores insatisfeitos com a regulamentação da partilha do excedente da cessão onerosa querem adiar a votação para o dia 15. 

O destaque da Rede buscava suprimir a idade mínima para aposentadoria especial para profissões com exposição a agentes nocivos à saúde. Em dois dias de sessão, o único destaque aprovado foi o que retirou a restrição do abono salarial apenas para quem ganha até R$ 1.364,63. 

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Com a aprovação do destaque, o abono salarial continuará a ser pago aos trabalhadores – com carteira assinada há pelo menos cinco anos – que recebem até dois salários mínimos. A restrição do pagamento do abono salarial geraria economia de R$ 76,2 bilhões ao governo nos próximos dez anos, segundo o Ministério da Economia. 

O governo precisava de 49 votos para derrubar o destaque apresentado pelo Cidadania e manter a restrição ao abono salarial, que constava do texto aprovado pela Câmara dos Deputados e pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado, mas teve sete votos a menos que o necessário. O destaque obteve 42 votos sim (que manteria o texto da Câmara) e 30 votos não (que retiraria o ponto da reforma), mas a maioria foi insuficiente para manter a restrição. 

Retomada 

O Senado retomou, no início desta tarde, a votação dos destaques à proposta de reforma da Previdência. Além do destaque da Rede, dois foram rejeitados.

O primeiro, do PDT, queria alterar a proposta de idade mínima para mulheres que, na PEC, passa a ser de 62 anos. O partido queria manter o critério atual, de 60 anos de idade. A presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Simone Tebet (MDB-MS), e a senadora Eliziane Gama (Cidadania -MA), foram a favor da rejeição argumentando que a medida seja debatida na PEC Paralela, já em debate no Senado. 

Outro destaque rejeitado foi apresentado pelo PT. A proposta alteraria a fórmula de cálculo de pensão por morte. 

Destaques retirados

Dos seis destaques que seriam submetidos ao plenário do Senado nesta quarta-feira (2), três foram retirados. O primeiro, do Pros, pretendia modificar a aposentadoria especial para os trabalhadores expostos a agentes nocivos à saúde, mantendo a aposentadoria sem idade mínima. A emenda, se aprovada, diminuiria a economia prevista com a reforma em R$ 57,6 bilhões. 

O segundo destaque retirado foi do MDB que regulava o pagamento de contribuição previdenciária de pensões de anistiados políticos. 

O Podemos também voltou atrás na proposta que queria aliviar uma das regras de transição para servidores públicos e trabalhadores da iniciativa privada, retirando o pedágio de 100% – que dobra o tempo de contribuição restante – para quem está sob a regra que combina idade mínima de 57 anos (mulher) e 60 anos (homem) mais o pedágio. Pelo acordo construído com o líder do governo na Casa, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), a proposta será discutida com a equipe econômica e voltará por meio de uma proposta de emenda à Constituição (PEC) autônoma.

publicidade
publicidade

Últimas Notícias

Coronavírus? Primeiro caso suspeito no Brasil esta em MG

Número de mortos por coronavírus já chega a 106 e já há mais de 4.000 casos
Verônica com seus filhos

Mais um copo. De amor, por favor!

Em Ribeirão Preto, Verônica vende copos coloridos para pagar tratamento do filho com doença pulmonar

Supera Parque cria dois novos laboratórios: calibração e coworking de química

Espaços são utilizados para pesquisas tecnológicas nas áreas de química e biotecnologia e para calibração de instrumentos nas grandezas de temperatura, pressão e eletricidade

Transerp reforça alerta sobre a renovação do cartão do estudante pela internet

Agendamento online foi criado para que os estudantes evitem longas filas na Central de Atendimento

Polícia Militar impede ligação clandestina no Ipiranga

A PM foi acionada depois que tentativa de ligação clandestina causou vazamento em rede do Daerp

Inscrições para o Centro de Qualificação Profissional começam nesta terça-feira

Serão oferecidas 1,4 mil vagas em nove cursos gratuitos, como informática, hotelaria e jardinagem e paisagismo; prazo vai até 30 de janeiro

Ana Maria Braga revela novo câncer e mais agressivo no pulmão

Apresentadora fez pronunciamento aos telespectadores durante Mais Você desta segunda (27)

Jair Bolsonaro encerra viagem à Índia com 15 acordos fechados

Brasil e Índia fecharam parcerias em áreas como segurança cibernética, previdência social e saúde. A viagem presidencial também resultou na...

Aulas gratuitas de gastronomia abrem a programação de 2020 do Espaço Gourmet

Os interessados de qualquer idade podem se inscrever para participar das aulas que acontecem de segunda a sábado, às 14h e às 16 horas

Projeto Guri abre novo período de matrícula e oferece mais de 500 vagas na...

Inscrições para cursos gratuitos de música serão realizadas de 27 de janeiro a 28 de fevereiro
- PUBLICIDADE -