Início Política Novo: “Quem não tomar vacina não deve frequentar espaços públicos”

Novo: “Quem não tomar vacina não deve frequentar espaços públicos”

João Amoedo, fundador do partido NOVO, defende obrigatoriedade de vacina ou impedimento de frequentar hospitais, ruas. NOVO só no nome.

- continua após a publicidade -

O fundador do Partido Novo, João Amoêdo, foi às redes sociais neste domingo (18) para realizar um comentário em torno da polêmica sobre a vacina contra a covid-19.

A temática tem sido muito discutida nas redes sociais, sobretudo após a declaração do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que na sexta-feira (16) garantiu que o imunizante será obrigatório aos 45 milhões de paulistas.

Em seu Twitter, Amoêdo afirmou que “A vida em sociedade pressupõe liberdade com responsabilidade. Quem decide não tomar vacinas, que evitam doenças contagiosas, não deveria poder frequentar espaços públicos, ruas, hospitais e escolas. E sim, permanecer isolado até que todos os demais sejam vacinados”.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Professor da Cava do Bosque é preso por pedofilia em Ribeirão Preto

O homem foi preso em flagrante e prestou depoimento. Logo depois, foi encaminhado à cadeia de Serra Azul.

Prefeitura recorre de decisão judicial contra maior flexibilização em Ribeirão Preto

Mas até o julgamento do recurso, a cidade se mantém na fase amarela. Eles fazem que nos enganam e nós fazemos que acreditamos

Filho de Kátia Abreu, senador é acusado de estupro em SP

Seu Irajá é filho da Kátia Abreu. E agora militância lacradora, o que vão vão fazer com esta atitude "errática" ?

PT não vai apoiar candidatos no 2° turno em Ribeirão Preto

Antônio Alberto Machado, candidato do PT nas eleições, foi o sexto mais votado no pleito

Banco de Sangue de Ribeirão Preto celebra Dia Nacional do Doador de Sangue

Campanha "Vem doar" homenageia os Doadores de Sangue e chama a atenção da sociedade para a importância do gesto solidário que salva vidas