InícioPolíticaBolsonaro na ONU: discurso sóbrio e responsável

Bolsonaro na ONU: discurso sóbrio e responsável

- continua após a publicidade -

‘Estávamos à beira do socialismo’, diz Bolsonaro em discurso na ONU

Na abertura da Assembleia-Geral da entidade, presidente criticou lockdown e defendeu tratamento precoce contra a covid-19

O presidente Jair Bolsonaro foi o primeiro chefe de Estado a falar na abertura da Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque, nesta terça-feira, 21. Em um pronunciamento no qual abordou uma série de temas, da pandemia de covid-19 ao meio ambiente, da corrupção à recuperação econômica, Bolsonaro afirmou que “o Brasil vive novos tempos”.

“Venho aqui mostrar o Brasil diferente daquilo publicado em jornais ou visto em televisões. O Brasil mudou, e muito, depois que assumimos o governo em janeiro de 2019”, disse o presidente logo no início do pronunciamento. “Estamos há dois anos e oito meses sem qualquer caso concreto de corrupção. O Brasil tem um presidente que acredita em Deus, respeita a Constituição, valoriza a família e deve lealdade ao seu povo.”

Alguns temas:

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Bolsonaro abre sua fala alfinetando a mídia militante e afirmando que vai mostrar o Brasil real, ocultado pela imprensa. Lembra que governo atual segue sem escândalo de corrupção, ao contrário do que acontecia antes.

Brasil mudou, deixando socialismo para trás. Investimentos pesados em infraestrutura, com forte participação privada. Redução do custo Brasil. Avanços na área de saneamento básico, com concessão ao setor privado. Grande mercado consumidor, respeito a contratos.

Brasil, com utilização de apenas 8% do território usado para agricultura, alimenta quase 1 bilhão de pessoas no mundo. Preservamos dois terços de nossas florestas e biomas em geral. Meta de neutralidade de carbono foi antecipada. Mais de 80% da energia de fontes renováveis.

Cobrou a parte da Europa no acordo, já que até hoje não recebemos pelos créditos de carbono.

Família tradicional como pilar fundamental da civilização. Liberdade de culto como valor inegociável. Minorias, como índios, são protegidos e 14% do território nacional pertence a reservas indígenas, que desejam produzir também.

Brasil tem tradição de ajuda humanitária e recebe refugiados. Ofereceu abrigo aos cristãos afegãos.

“Reitero o nosso repúdio ao terrorismo em qualquer uma de suas formas. Apoiamos uma reforma do Conselho de Segurança da ONU, onde buscamos um acento permanente.”

Pandemia: “Sempre defendi foco simultâneo no combate ao vírus e ao desemprego”. Governo ofereceu auxílio emergencial para os mais pobres, com situação agravada por decisões de prefeitos e governadores de fechar comércio.

“Apoiamos a vacinação, contudo, nosso governo tem se posicionado contrário ao passaporte obrigatório”.

Bolsonaro defende liberdade médica para tratamento imediato e alerta: história vai julgar postura de todos.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Organização IYF e empresas parceiras adotam como missão o desenvolvimento social e econômico do país

A essência da responsabilidade social está em adotar atitudes benéficas e proativas para a sociedade e o meio ambiente.

Cerca de 40 mil pessoas não retornaram para receber a segunda dose da vacina contra Covid-19

Dados são Vigilância Epidemiológica, que conclama a população a procurar os postos de vacinação e manter o controle da doença

“Concertos Internacionais” apresenta homenagem a Astor Piazzolla

Concerto será transmitido no dia 23 de outubro, às 19h, como parte das comemorações de 91 anos do Theatro Pedro II

Nogueira quer que você receba agua do Rio Pardo nas torneiras

Hoje a agua do DAERP é do aquífero guarani, uma agua mineral será substituída por aguas do Rio Pardo. Você aprova esta mudança?

Atenção: Alerta para tentativa de golpe contra aposentados

Instituto de Previdência orienta beneficiários a não informar dados pessoais ou bancários
- PUBLICIDADE -