Início Política Aconteceu um movimento para dar golpe com finalidade de afastar Bolsonaro segundo...

Aconteceu um movimento para dar golpe com finalidade de afastar Bolsonaro segundo Toffoli

Entre março e Abril, grupos de empresários, parlamentares e inclusive generais, cogitaram um golpe contra o governo que tinha 60 dias em Brasília.

- continua após a publicidade -

O ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou, em entrevista exclusiva a VEJA, que o Brasil esteve à beira de uma crise institucional entre os meses de abril e maio — e disse que sua atuação foi fundamental para pôr panos quentes numa insatisfação que se avolumava.

Toffoli não deu muitos detalhes, mas a combinação explosiva envolvia uma rejeição dos setores político e empresarial e até de militares ao presidente Jair Bolsonaro. Um grupo de parlamentares resolveu tirar da gaveta um projeto que previa a implantação do parlamentarismo.

Simultaneamente, um dos generais próximos ao presidente chegou a consultar um ministro do Supremo para saber se estaria correta a sua interpretação da Constituição segundo a qual o Exército, em caso de necessidade, poderia lançar mão das tropas para garantir “a lei e a ordem”. Em outras palavras, o general queria saber se, na hipótese de uma convulsão, teria autonomia para usar os soldados independentemente de autorização presidencial.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Longe de Brasília, a insatisfação também era grande. Empresários do setor industrial incomodados com a paralisia da pauta econômica discutiam a possibilidade de um impeachment do presidente.

Quando o caldo ameaçou transbordar, o presidente Bolsonaro, o ministro Dias Toffoli, o deputado Rodrigo Maia, presidente da Câmara, e o senador Davi Alcolumbre, presidente do Senado, além de autoridades militares, se reuniram separadamente mais de três dezenas de vezes para resolver o problema.

Convencidos de que a situação caminhava em uma direção muito perigosa, costuraram um pacto que foi negociado em vários encontros. Resultado: a Praça dos Três Poderes ficou, ao menos momentaneamente, pacificada.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Como funciona a ‘vaquinha eleitoral’

Modalidade permite que pessoas físicas ajudem a financiar campanhas desde a pré-candidatura. Conheça as regras

Igrejas podem voltar a abrir. Saiba mais

Só faltou colocarem os "cientistas" para celebrarem os cultos e missas, mas eles já foram colocados no lugar de Deus na atual administração

Taxa de transmissão da covid-19 no Brasil cai para 1,01, diz estudo

O estudo britânico mostra queda com relação à semana anterior. O relatório do Imperial College trouxe nesta semana dados sobre 69 países

Período eleitoral para órgãos públicos começa a valer neste sábado, 15 de agosto

A partir do dia 15 de agosto, as publicidades e propagandas de órgãos públicos municipais, como a Prefeitura, suas secretarias e autarquias, além da Câmara Municipal, estarão suspensas

Stone abre vagas de emprego inclusive Ribeirão Preto

Fintech retoma busca de talentos para integrar o time comercial
- PUBLICIDADE -