InícioLazer e CulturaO SARP tem como curadores pessoas que não conhecem nossos artistas que...

O SARP tem como curadores pessoas que não conhecem nossos artistas que criaram uma exposição independente

- continua após a publicidade -

A história é mais ou menos esta: a Secretaria da Cultura de Ribeirão Preto trouxe um homem e uma mulher de São Paulo para serem curadores do Sarp deste ano.
Estes, simplesmente, ignoraram os artistas visuais locais e regionais, montando uma exposição ligada apenas a grandes centros.
Os locais criaram, então, em reação, um movimento, que passou a se chamar UAI (União dos Artistas Independentes).

REIVINDICAÇÕES

A União dos Artistas Independentes – UAI, é um movimento formado por artistas de Ribeirão Preto e região que se organizou a partir do resultado do 43º Salão de Arte de Ribeirão Preto – Sarp.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Estamos pleiteando mais transparência nos editais e maior representatividade dos artistas do município dentro das instituições culturais, visto que este ano nenhum artista de Ribeirão Preto foi selecionado.

O que queremos:

1) Que a comissão da AMARP e os integrantes do UAI opinem na escolha do júri dos editais do MARP, garantindo que a democracia seja exercida em espaços institucionais e públicos;

2) Que um artista do UAI que não tenha se inscrito nos editais possa assistir às seleções dos editais do MARP, proporcionando maior participação da população nas escolhas feitas por órgãos vinculados à prefeitura;

3) Que as inscrições para os editais do MARP sejam online, seguindo a postura adotada pela maioria dos editais nacionais e internacionais;

4)  Que haja algum tipo de feedback para os artistas inscritos nos salões, quer tenham sido selecionados, ou não;

5)  Que uma parte do prêmio seja revertida para ajuda de custo entre todo os selecionados;

6) Que o espaço físico do MARP seja melhor ocupado para as exposições, incluindo: escadas, piso inferior, hall de entrada e fachada, além das salas expositivas convencionais;

7) Que uma parte dos artistas selecionados para o SARP e Programa de Exposições sejam de Ribeirão Preto e região, para que a produção local se articule com o que está sendo produzido em outros grandes centros, valorizando a arte nacional de maneira equilibrada;

8)  Que haja duas exposições anuais no MARP exclusivas para artistas de Ribeirão Preto e região, a fim de criar um calendário artístico regional e estimular a produção local;

9) Que o museu proponha outras atividades de formação para artistas (já que os projetos educativos existentes não suprem as necessidades da classe);

10) Que o Programa de Exposição tenha maior número de artistas;

11) Melhor diálogo da direção do Museu com os artistas;

12) Autonomia dos programadores locais do SESC para receber e decidir sobre a programação de artes visuais de Ribeirão Preto, visto que a cidade é um grande centro e conta com uma vasta produção local, não havendo necessidade de todos os eventos de artes visuais serem vinculados à curadoria do SESC da capital;

13) Que o Sesc promova oficinas de longa duração de formação de artistas;

14) Ao menos uma exposição por ano de artistas de Ribeirão Preto e região no SESC, sem restrição de idade dos participantes.

15) Que voltem a acontecer os programas que contemplem todas as linguagens e propostas dos artistas da cidade, a saber: Sabart, Salão do Humor, Semana de Fotografia;

16) Que a Casa de Cultura volte a ter espaço expositivo à disposição dos artistas da cidade e região;

 

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Integra da carta de uma mãe que querem calar

A notícia incomoda, não sendo divulgada na grande mídia, mas tem o apoio dos médicos pela vida. Uma vitima entre quantas escondidas?

Fábrica clandestina de cigarros é fechada

O espaço era grande e tinha total estrutura para produção irregular dos cigarros e até mesmo para venda com "Caixas, maquinários, embalagens, uma estrutura completa.

Ipem-SP detecta fraude em veículo-tanque em Ribeirão Preto

A Polícia Militar foi acionada após a constatação da fraude

SÃO TOMÉ DAS LETRAS: O QUE FAZER NA CIDADE MÍSTICA DE MINAS GERAIS

Dica de turismo para você fugir da cidade e passar um final de semana ou se programar para o próximo feriado.

Museu Casa de Portinari promove Música no Coreto, neste sábado (18)

Realizada na praça Martim Moreira, a apresentação contará com repertório de música popular; gratuita e respeitando todos os protocolos de segurança
- PUBLICIDADE -