InícioLazer e CulturaBosque/Zoo Fábio Barreto inicia segunda semana de atividades recreativas

Bosque/Zoo Fábio Barreto inicia segunda semana de atividades recreativas

- continua após a publicidade -

Após oferecer na semana passada diversas atividades recreativa,s com cerca de 3 mil atendimentos, no curso de Férias no Bosque “Uma Nova Chance”, a partir desta quarta-feira, dia 17 de janeiro, até sexta-feira, 19, o Bosque Zoológico Municipal Fábio Barreto inicia a segunda semana de atividades entre as 13h30 e 16h30, em vários pontos do Bosque, com foco na biodiversidade, os animais e o ecossistema Mata Atlântica.

A programação de 17 a 19 de janeiro, foi planejada para as crianças, famílias e grupos de visitantes. Não é preciso fazer inscrição, basta ir direto ao Zoológico no horário da atividade.

“O tema traz um assunto ainda pouco divulgado, que é a importância dos Zoológicos na reintrodução de animais silvestres na natureza. Instituição como o Zoológico Fábio Barreto tem um importante trabalho em pesquisas científicas, educação ambiental e conservação da fauna silvestre, bem como a reintrodução de animais em seus habitats naturais”, explicou Alexandre Gouvêa, chefe do Bosque Zoológico Municipal Fábio Barreto.

A reabilitação, que se difere para cada espécie, basicamente possibilita reaprender a sobreviver em seu habitat natural, dando condições alimentares, de caça, voo, fuga de predadores, dentre outras. “Como o Zoológico está no interior da cidade de Ribeirão Preto, não há condições de oferecer recintos localizados onde eles serão soltos, sendo assim iniciamos uma importante parceria entre o Zoo, Centros de Reabilitação de Animais Silvestres e Áreas de Soltura para Animais Silvestres”, complementa Gouvêa.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Anualmente, o Zoológico de Ribeirão Preto recebe cerca de 800 animais vítimas de maus tratos provocados pelo ser humano das mais diversas formas, atropelamentos, queimaduras, choques elétricos, vítimas de cães, caça predatória, tráfico de animais, dentre diversos outros motivos. Aproximadamente 70% dos animais recuperados têm plena condição de retorno à vida livre, um árduo trabalho deve ser feito para que isso seja possível.

A programação é composta por visitas monitoradas, apresentações sobre os seres vivos que interagem no Bosque e Zoológico, dinâmicas e diversas brincadeiras. Todas as atividades têm como eixo a Educação Ambiental. Durante as atividades, as crianças conhecerão um pouco mais sobre as interações ecológicas que ocorrem naturalmente no trecho remanescente de Mata Atlântica existente no local.

Crianças apreendem sobre a vida e hábitos dos animais

Confira a programação completa

RECEPÇÃO: orientação aos visitantes

(Próximo da entrada, ao lado da Peroba Rosa)

TERRÁRIO: “RÉPTEIS E HUMANOS – POR UMA NOVA RELAÇÃO” – INTERAÇÃO E CONSCIENTIZAÇÃO (HUMANOS & RÉPTEIS)

(próximo da área de alimentação)

VETERINÁRIA:UMA NOVA CHANCE”: RECEPÇÃO DE ANIMAIS SILVESTRES VITIMIZADOS/MACHUCADOS, CENTRO DE APOIO AOS ANIMAIS SILVESTRES, REINTRODUÇÃO.

(quiosque perto do bebedouro central).

AQUÁRIO: A PIRACEMA: A RENOVAÇÃO DA VIDA NO AMBIENTE AQUÁTICO.

(próximo do bebedouro central e banheiros)

MELIPONÁRIO: (LOGO NA ENTRADA DO BOSQUE, FINAL DA SUBIDA)

PORQUE AS ABELHAS ESTÃO DESAPARECENDO? SERÁ POSSIVEL UMA NOVA CHANCE?

CINE BOSQUE: Apresentação de pequenos documentários sobre o tema: “Uma nova chance”.

(Coreto do bosque – ao lado do Meliponário ou no auditório da educação ambiental)

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO PARA O TRANSITO – Equipe TRANSERP

(estacionamento próximo da área de alimentação)

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

A economia a “gente vê depois” leva mais de 2 milhões a extrema pobreza

Pelo menos 2 milhões de famílias brasileiras tiveram a renda reduzida e caíram para a extrema pobreza entre janeiro de 2019 e junho deste...

Quem foi vacinado com coronavac continua proibido de entrar em países que aceitam turistas

A santa medicação do Doria, continua proibida em vários países que já abriram suas fronteiras. E como ficam os imunizados que precisam viajar?

‘Sofrimento global’ faz buscas por ajuda emocional e prevenção ao suicídio aumentarem

Psicológicos relatam aumento de transtornos alimentares e psicológicos na pandemia e falam em ‘crises potencializadas’; Centro de Valorização da Vida registrou 147 mil atendimentos a mais apenas em 2020

Dirigente do Botafogo esquece a tradição e coloca o time entre os da várzea

Agora a torcida vai precisar trocar os bumbos e tambores por rosário, bíblia e agua benta, se não quiser estar ao lado do Leão

Governo federal anuncia dose de reforço para profissionais de saúde

Aplicação extra ocorrerá a partir de seis meses da imunização completa
- PUBLICIDADE -