InícioFutebolBotafogoMogi jogou para não deixar fogão jogar mas no fim terminou em...

Mogi jogou para não deixar fogão jogar mas no fim terminou em empate

- continua após a publicidade -

Um filme de mesmo enredo e que terminou com o mesmo final feliz para o Botafogo. O Tricolor fez uma partida de recuperação contra o Mogi Mirim e buscou o gol de empate aos 55 minutos do segundo tempo, novamente com um golaço do atacante Wesley. O duelo que aconteceu na tarde deste sábado (22), no Estádio Vail Chaves, em Mogi Mirim, terminou empatado em 2 a 2.

O primeiro gol do Pantera foi anotado por Edno. O camisa 9 e Wesley seguem como artilheiros do time na Série C, agora com 4 gols cada. O Tricolor vai para a sexta rodada consecutiva na liderança do Grupo B e agora soma 18 pontos.

O próximo jogo do Botafogo pela Série C do Brasileiro está agendado para ocorrer no domingo (30), às 16h00, contra o Volta Redonda-RJ, no Estádio Santa Cruz. O lateral Gerley, que recebeu o terceiro cartão amarelo, e o zagueiro Gladstone, que foi expulso, serão desfalques certos.

O JOGO
O primeiro tempo não foi dos melhores para o Botafogo e a única chance clara de gol que a equipe conseguiu criar foi em uma jogada individual do atacante Edno. O camisa 9 ganhou disputa no corpo com o zagueiro Preto Costa e chutou perigosamente por cima do travessão.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

As duas equipes não conseguiram criar muitas jogadas e o duelo ficou muito concentrado no meio de campo. Os donos da casa exageraram no número de faltas e isso dificultou a progressão do time botafoguense até o gol defendido por Marabá.

Mesmo sem muita criatividade, o Mogi chegou à abertura do placar nos acréscimos do primeiro tempo. Após cobrança de escanteio, Ewerton desviou de cabeça na primeira trave e a bola sobrou limpa para Emerson apenas tocar para o fundo das redes.

O técnico Rodrigo Fonseca cobrou uma postura mais agressiva da equipe no intervalo e mudou a equipe com a entrada de Wesley no lugar de Rondinelly. A mudança surtiu efeito e o Tricolor passou a ficar mais presente no ataque.

O Botafogo melhorava no duelo quando acabou levando o segundo golpe. Alex Cazumba cruzou da ponta esquerda e encontrou Régis, livre de marcação, na entrada da grande área. O volante dominou e bateu no canto para fazer o segundo, sem dar chances de defesa a Neneca.

Fonseca foi para o tudo ou nada e providenciou as entradas de Francis e Alex Gonçalves no time. A resposta foi imediata e rapidamente o Tricolor chegou ao primeiro gol. Wesley bateu cruzado e obrigou Marabá a fazer grande defesa. No rebote, Edno pegou de primeira na bola e não desperdiçou a oportunidade para marcar.

O jogo ficou ainda mais quente e já nos minutos finais o atacante Nunes, do Mogi Mirim, provocou uma grande confusão com o zagueiro Gladstone e houve muito empurra empurra. Os dois jogadores foram expulsos e ainda sobrou também um cartão vermelho para o zagueiro Preto Costa, que deu um soco por trás no atacante Alex Gonçalves.

Por causa das brigas o árbitro deu longo tempo de acréscimos e o gol salvador do empate foi sair aos 55 minutos. Alex Gonçalves puxou contra-ataque e deu lançamento primoroso para Wesley. O talismã dominou, deu lindo corte no zagueiro Emerson e bateu no canto para cravar o resultado de empate.

FICHA TÉCNICA:
Mogi Mirim-SP 2 x 2 Botafogo
Brasileiro Série C 2017 – 11ª Rodada
Estádio Vail Chaves, em Mogi Mirim (SP)
Data: 22/07/2017 – Horário: 15h30 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo D’Alonso Ferreira – SC (CBF)
Assistente 1: Helton Nunes – SC (CBF)
Assistente 2: Thiaggo Americano Labes – SC (CBF)
Quarto Árbitro: Douglas Marques das Flores – SP (CBF)

Gols: Emerson, aos 46’/1ºT, e Régis, aos 12’/2ºT (Mogi Mirim); Edno, aos 16’/2ºT, e Wesley, aos 55’/2ºT (Botafogo);
Cartões amarelos: Ewerton, Alex Caxumba e Nunes (Mogi Mirim); Gerley (Botafogo);
Cartão vermelho: Nunes e Preto Costa (Mogi Mirim); Gladstone (Botafogo)

Mogi Mirim-SP – Maringá; Rodrigo, Emerson, Preto Costa e Alex Cazumba (Lucas Garcia); Ewerton, Régis, Jânio (Diego) e Cristian (Júnior Timbó); Nunes e Clayton. Técnico: Marcelo Veiga.

Botafogo – Neneca; Samuel Santos, Caio Ruan, Gladstone e Gerley; Murillo, Mateus Cancian (Francis), Rondinelly (Wesley), Morais (Alex Gonçalves) e Vitinho; Edno. Técnico: Rodrigo Fonseca.

Foto: Rogério Moroti/Agência Botafogo

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

60 anos esperando titulo Comercial pode sair da fila

Com acesso garantido, Comercial busca 1º título de uma divisão de Paulista em 64 anos. O time terá força máxima no primeiro jogo da final, sábado às 19h, em Bauru

Iguatemi passa a integrar a maior iniciativa voluntária de sustentabilidade corporativa do mundo

A Iguatemi S.A, uma das maiores empresas full service no setor de shopping centers do país, acaba de ingressar no Pacto Global da ONU...

ACIS completa 53 anos de dedicação ao setor empresarial sertanezino; conheça a história da entidade

Fundada em 25 de maio de 1969, na época contou com a adesão de 70 associados. Os comerciantes locais sentiam dificuldades de se organizar para enfrentar determinados problemas

O bilionário Elon Musk chega hoje(20) ao Brasil para conversar com Bolsonaro

O homem mais rico do mundo visita o Brasil a convite do ministro Fábio Faria

Cinema do Shopping Iguatemi Ribeirão Preto exibe pré-estreia de Top Gun: Maverick

Maverick será lançado oficialmente no dia 26 de maio, entretanto, os fãs poderão se adiantar e aproveitar as sessões de pré-estreia, que acontecem de 21 a 25 de maio
- PUBLICIDADE -