Início Economia Após operação da PF, itens da Academia Wellness, no Novo Shopping, vão...

Após operação da PF, itens da Academia Wellness, no Novo Shopping, vão a leilão

Entre aparelhos de malhação, móveis e eletrônicos, 4ª Vara Federal determinou a venda de mais de 250 lotes

- continua após a publicidade -

Depois de 15 anos de processos advindos da Operação Lince, em São Paulo, a 4ª Vara Federal de Ribeirão Preto determinou a venda de 252 itens da Academia Wellness, no Novo Shopping. Até o dia 07 de outubro, estão disponíveis para lances halteres, balizas, pesos, amortecedores e outros itens para malhação por meio da MaisAtivo Judicial, através do leiloeiro Julio Abdo Costa Calil (Jucesp 813). Interessados também encontram móveis e eletrônicos, como computadores, TVs e armários, e até mesmo uma BMW X5 (2003).

São mais de 160 aparelhos de academia. Com lances a partir de R$ 16, por exemplo, compradores podem arrematar o kit de 4 pesos de 1 kg cada. Outros kits também saem em conta, como o conjunto de 42 esteiras de tatame, com lance inicial de R$1.260,00.

A Justiça também decidiu peça venda de eletroeletrônicos e móveis. Dois aparelhos split, por exemplo, saem com lote inicial de R$ 2 mil; um refrigerador compacto Electrolux tem lance inicial de apenas R$ 100. Há também lotes mais volumosos, como o de 208 armários de madeira, com primeiro lance a R$ 8.320,00. Já a BMW modelo X5 (2003) está com lance inicial de R$ 40 mil.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

É possível visitar os bens na Academia Wellness Sport Club, Av. Pres. Kenedy, 1500. Para isso, é preciso entrar em contato com o leiloeiro Julio Calil através dos telefones (11) 4950-9660, (17) 2137-4337 ou pelo e-mail rpreto.nucleo@sbjud.com.br.

SERVIÇO

Leilões da Academia Wellness

Encerramentos: 07 de de outubro.

Links: bit.ly/2njBdfN

SEGURANÇA E GARANTIA AO COMPRADOR

O Superbid, empresa com quase 20 anos de atuação no Brasil, se responsabiliza pela procedência de todos os produtos ofertados, bem como a origem e o detalhamento de cada item disponível na plataforma. Além disso, a empresa garante a seus parceiros (clientes e fornecedores), que todo o processo de venda respeite as normas de compliance e governança corporativa.

SOBRE O SUPERBID MARKETPLACE

O Superbid Marketplace é uma plataforma de alta segurança e transparência com múltiplas modalidades de transações online: extrajudicial, judicial, administrativa e rural. Em 20 anos de atuação, a plataforma se destaca nas categorias industrial, agrícola, automotiva, pecuária, imobiliária e de bens de consumo, contando com mais de 7 mil empresas vendedoras e mais de 1 milhão de compradores na América Latina.

SOBRE MAIS ATIVO JUDICIAL

A MaisAtivo Judicial, empresa de intermediação do Superbid Marketplace, se especializou em solução de certames judiciais nas esferas cível, trabalhista e criminal. Todos os certames da MaisAtivo Judicial são realizados por leiloeiros oficiais com núcleo de atendimento em diversos estados do Brasil. A MaisAtivo possui ainda divisões especializadas nos setores industrial, rural e imobiliário.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Você sabe qual motivo e inicio do feriado da Sexta-feira da Paixão?

Qual a relação entre a Páscoa judaica e a cristã? Mesmo tendo o mesmo nome (Pessach), dificilmente as datas coincidem no calendário

Prefeitura reconhece Óticas e empresas de Poda e Jardinagem como essenciais no período de quarentena

Desta forma esses estabelecimentos estão liberados para funcionar no período de quarentena.. As piscinas podem continuar criando dengue?

Globo se nega a participar de uma rede de emissoras em campanha contra o coronavírus

Buscando conscientização sobre coronavírus, Record, SBT e a Band estão veiculando uma campanha conjunta sobre a pandemia. Mas a Globo NÃO. Esta emissora é uma vergonha, e não merece ter a concessão do governo. Alardeiam aos quatro cantos colocando Pânico nos menos avisados, e se negam a oferecer informação conjunta com as demais. Confira os vídeos.

Fonte Covid-19: Pequenos negócios têm queda de 69% no faturamento

Um levantamento realizado pelo Sebrae apontou que 36% desses empresários afirmaram que será necessário fechar os negócios permanentemente

47% dos moradores nas favelas não têm água e quase 15% das famílias não têm sabonete, releva pesquisa

Além da escassez financeira, moradores sofrem com desabastecimento e têm que sair das comunidades para comprar alimentos e itens de higiene
- PUBLICIDADE -