COLUNA

Operação Storm

Para alguns é pura teoria da conspiração, para estudiosos uma realidade a vista de todos. Um fato que mudará a vida de todos no mundo, se você não sabe do que se trata, deveria ler.

- continua após a publicidade -

Muito se fala nas redes sociais sobre esta Operação, estive pesquisando por seis meses seus fundamentos e o que pude concluir foi que…

As grandes fortunas mundiais, ou a Elite Global como também é chamada, de tempos em tempos, assim que a economia atinge um certo nível, ela entra em ação, de forma a descapitalizar e restringir a possibilidade de crescimento dos povos, em 2012 ela voltou a se organizar, para que em 2019 isto fosse possível novamente, levando em consideração também uma diminuição populacional.

arquivo

A contra mão da história é que, um plano estratégico montado desde a era Kennedy estava também sendo colocado em ação, e os militares americanos pretendiam a “derrubada” deste sistema de controle do establishment, com a separação desta elite bilionária, dispostos a destruir este projeto totalitário.

Uma guerra silenciosa está sendo travada, os jogadores não aparecem, mas o jogo está ativo. A Pandemia tinha um objetivo primordial, o de “aliviar” a pressão que partia dos militares para o fim deste controle, mas quebrando a economia, e demonstrando quem de fato controla tudo, matando pessoas , eles poderiam desviar o interesse militar e assim desmotivar a contra ofensiva.

foto arquivo

Acontece que não.

Os militares avançaram.

Existem três formas de controle da população que são:

  • religioso
  • financeiro
  • militar

Sem estes três elementos eles não podem impor seus governos totalitários.

Com o advento das redes sociais e a continua utilização, todas as notícias fakes ou não, chegaram a todos, o que provocou pesquisas e análises, o que se mantinha escondido veio à tona na velocidade da luz, antes mesmo das mídias convencionais, e mesmo que não haja a percepção imediata, isto provoca mudanças.

As pessoas se informam mais, leem mais, mudam mais de opinião, conhecem mais o mundo e sua história, mas a mentalidade da elite ainda está na inquisição , vendo o povo como se via na idade média.

O controle militar é individualizado, dependendo do País e quem o governa não há mais como influenciar, pois, existe em cada parte do mundo uma filosofia especifica de comando, ou seja, se não houver sinergia com os princípios não há ligação. E se levarmos em consideração a geografia, a chance de uma investida nas Américas por conta dos EUA, Canada e Brasil, percebe-se que a geografia numa guerra contra a China ( a exemplo de um País Comunista, dominado pelas elites financeiras ) seria muito ruim para “eles”. De outro lado temos a Índia, Emirados Árabes, Japão, Europa, e inclusive a França que joga o jogo deles, e se rendeu a Aliança e ofereceu ajuda a Índia e não a China.

Game Over.

 Maior parte que eles julgavam controlar, viu-se que não, a realidade é que “pensaram” ter este poder, mas ao final perceberam que sua força militar é nenhuma, ou quase nada, talvez guerrilhas locais.

Então partiram para a guerra doméstica, ou seja, tumultuar cidades, estados, criar conflitos internos, saques, negros contra brancos, incêndios e destruição.

Quanto a religião, eles conseguiram durante o período da inquisição, ou da queima as bruxas, mas hoje, eles controlam somente o Vaticano e talvez algumas religiões que com o tempo veremos suas ações com relação ao tráfico de menores.

Photo/Riccardo De Luca)

Mas hoje contamos com diversas denominações religiosas do cristianismo, o controle absoluto ficou impossível. O grande trunfo da humanidade foi justamente o Cristianismo, porque apesar dos globalistas serem em parte ateus em parte luciferianos, a fé pela doutrina Cristã reuniu valores inquebrantáveis.

Já o poder financeiro, com a tentativa de destruição da classe média, o resultado também não foi promissor, pela capacidade humana do empreendedorismo, e os governos americanos, o que inclui o Brasil, injetaram dinheiro na economia durante o período da Pandemia, neutralizando assim uma quebra prevista por eles.

As forças militares dia a dia planejaram as ações de enfraquecimento e destruição destas elites, com a retirada do ouro do vaticano, e com alianças com diversos Países, inclusive com o tráfico humano de toda natureza, o que rendia a eles não somente dividendos como serviço escravo de toda ordem.

Uma guerra armada é possível ?

Sim, é possível.

Seria o último grito dos desesperados.

E porque desejam tanto o Brasil ?

A produção agrícola Brasileira é a grande arma geradora de desenvolvimento, é ele quem sustenta o mundo, e quanto a Amazônia ? Ali está nossa caixa forte, onde desejam assaltar, o que para nossa felicidade está sendo impedido neste exato momento, depois de muitos anos.

Em tempo: Operação Storm do Brasil se chama ****Verde Brasil 2****

Regina Rhodrigues | Colunista
Regina Rhodrigues / Foto: Redes Sociais

Regina Rhodrigues

Regina Rhodrigues
Ativista e estudiosa autodidata nos assuntos da atualidade, envolvendo assuntos diversos. Chefe de cozinha premiada. Natural de Ribeirão Preto, é empresaria na cidade.
- continua após a publicidade -
PUBLICIDADE

Últimas Notícias

Botafogo encara S. José o frio e gramado sintético no sul

0
O treinador Argel Fuchs relacionou 20 jogadores para o duelo contra o São José-RS, marcado para este domingo (1º)

Governo estuda aumento do Bolsa Família, diz Guedes

0
A intenção é que o valor do benefício chegue a R$ 300.

Tribunal de Justiça abre concurso para para 845 vagas de Escrevente

0
Certame disponibiliza oportunidades entre diversas localidades do estado; veja como participar

Dois lotes de parques municipais serão administrados por iniciativas privadas

0
Gestão e encerramento do contrato (até cinco anos de contrato com a possibilidade de prorrogação por mais cinco anos).

Ribeirão Preto estende abertura do comércio a partir desta sexta-feira, dia 30

0
Medida se antecipa ao Plano São Paulo. Veja como ficam os horários.

GCMs realizam doação de sangue em Ribeirão Preto

0
Ação contribuiu com o estoque de sangue do hospital São Lucas; tipos O-, O+ e A - são os mais críticos, com menos da metade das bolsas necessárias

Brasil gera 309 mil empregos formais em junho

0
Governo deve lançar programas para inclusão de jovens no mercado

Anvisa alerta sobre casos de Guillain-Barré após vacinação

0
A Anvisa explica que a SGB é um distúrbio neurológico autoimune raro, no qual o sistema imunológico danifica as células nervosas.

Covid-19: Anvisa recebe solicitação de uso de medicamento da Pfizer

0
Como aquele remedio proibido, este já é usado para tratamento de artrite reumatoide, artrite psoriática e colite ulcerosa. Todo dia uma novidade sobre tratamento proibido.

Enfermeira do SAMU é detida por desacato e omissão de socorro em Ribeirão

0
De acordo com registro policial, a mulher teria sido grosseira e ofendido policiais militares; o caso está sendo apurado
PUBLICIDADE