COLUNA

InícioColunasRegina RhodriguesO desespero do "Fique em Casa", impediu a visão dos mais humildes...

O desespero do “Fique em Casa”, impediu a visão dos mais humildes ou desinformados

A politica da "reclusão" do povo, exemplificando o Estado de São Paulo, com a impossibilidade de tratamento antecipado de muitas pessoas, atrapalhou um resultado promissor

- continua após a publicidade -

A inflação corrói e está acima do IPCA 3 vezes mais.

O desespero do “Fique em Casa”, impediu a visão dos mais humildes ou desinformados.

A politica da “reclusão” do povo, exemplificando o Estado de São Paulo, com a impossibilidade de tratamento antecipado de muitas pessoas, atrapalhou um resultado promissor para saúde de muitos, já que alguns não tiveram sequer a possibilidade de tentativa, e quanto a economia a sombra de uma recessão não poderá ser descartada.

foto ebc

O que isto tem a ver com os preços ?

Se você produz algo e o temor no mercado aumenta, a redução de compras é inevitável, já seus custos permanecem. Com a retomada mesmo que parcial da economia o resultado não poderia ser outro. A queda da produção de alimentos por conta da redução da mão de obra ( sim, porque o campo não produz por encanto, a menos que seja mato ), assim sendo a cadeia de escoamento também precisou ser restabelecida, é uma sequencia de processos, enquanto os produtores também reduziram suas atividades.

Já nossos ” amigos” de sempre, os chineses, vieram e compraram antecipadamente nossa produção até 2022.

Isto reflete diretamente e instantaneamente nos preços praticados no varejo. A demanda interna aliada a externa não suporta o volume a ser atendido.

Uma saída é o aumento de preços, porque a demanda se retrai, os produtos permanecem no mercado, mas a população consome menos, justamente por conta deste aumento de preços.

Há uma conjuntura de alta das commodities agrícolas, incluindo o mercado de carnes, leite e derivados. No mundo das commodities agrícolas, as incertezas levam a uma forte volatilidade. No primeiro momento da pandemia, os preços da energia e do leite caíram drasticamente, para em seguida atingirem novas máximas históricas. Os preços do arroz, também, estão alcançando patamares históricos.

Houve desde março de 2020,   o “contágio” econômico da pandemia, cujos principais canais de transmissão para a economia brasileira são: a queda da expectativa de venda das empresas, as dificuldades de importação de insumos e bens intermediários para produção, a retração do crédito e dos fluxos financeiros nacionais e internacionais e, ainda, a redução do gasto das famílias por motivo de precaução frente à incerteza da renda futura e do emprego.

Portanto, antes mesmo das medidas de isolamento social serem adotadas, a economia sofria impactos da pandemia no mês de março, pelo reflexo internacional.

foto internet

Tudo isto se originou com a imposição do “Fique em casa”.

A “Plandemia” esta cercada de estratégia que não somente afetou e afetará nos próximos anos nossa economia, nossa produção, e o pior de todo cenário e que é irreversível…a morte de brasileiros que poderiam ser evitadas, neste ultimo caso, esperemos que a justiça um dia venha nos esclarecer.

Regina Rhodrigues

Regina Rhodrigues | Colunista de Geopolítica
Regina Rhodrigues / Foto: Divulgação
Regina Rhodrigues
Ativista e estudiosa autodidata nos assuntos da atualidade, envolvendo assuntos diversos. Chefe de cozinha premiada. Natural de Ribeirão Preto, é empresaria na cidade.
- continua após a publicidade -
PUBLICIDADE

Últimas Notícias

Contações de histórias compõem a programação do final de semana do Museu Casa de...

0
Conheça também a faceta poética de Candido Portinari no Pela Janela (25); on-line e gratuita

Terceira via discute impeachment de Bolsonaro como única forma de derrotar Lula

0
Com economia e empregos em recuperação, falta de escândalos no governo e popularidade nas ruas em alta, os concorrentes enxergam no impeachment a única forma de barrar Bolsonaro em 2022

Olimpíada de Tóquio: saiba quem são os brasileiros favoritos ao ouro

0
Judô? Vôlei? Natação? Atletismo? Futebol? De onde virão as medalhas de ouro para o Brasil?

Ribeirão Preto já vacinou mais de 50% da população com a primeira dose

0
Foram 360.962 pessoas imunizadas com a primeira dose, 112.238 com a segunda e 15. 948 com dose única

120 vagas para cursos gratuitos de qualificação com bolsa-auxílio em Ribeirão Preto

0
São 60 vagas para o curso de Porteiro e Controlador de Acesso e 60 vagas para o curso de Recepção e Atendimento, os dois com duração de 12 dias

Ônibus elétrico inicia teste na linha 315- Campos Elíseos/ Bonfim

0
Linha receberá veículo em experimento até no dia 1º de agosto

Adiada, Festa do Peão de Barretos terá edição especial virtual com rodeios e shows...

0
De 25 a 29 de agosto, através do seu canal no Youtube, evento confirma provas, rodeio e shows

Em Ribeirão transmite Virada Cultural Solidária de RP

0
24 horas de apresentações ao vivo em prol da solidariedade neste fim de semana, com transmissão pelo Facebook em Ribeirão a partir das 20 horas. Participe e compartilhe.

Olimpíada de Tóquio tem abertura oficial nesta sexta-feira

0
Após o adiamento de um ano por causa da pandemia da covid-19 e ameaças de cancelamento, a 32ª edição da Olimpíada de verão ter á a abertura oficial

Coronavirus: Metade da população de Ribeirão Preto já tomou a 1ª dose

0
Segundo o Vacinômetro do governo estadual, 362.517 moradores já receberam a primeira aplicação do imunizante, equivalente a 50,92%.
PUBLICIDADE