InícioSaúdeVacina contra dengue chega às clínicas de Ribeirão Preto

Vacina contra dengue chega às clínicas de Ribeirão Preto

- continua após a publicidade -

A Sanofi Pasteur anunciou o lançamento da vacina tetravalente contra dengue no Brasil, a primeira aprovada contra a doença no mundo. A vacina começou a chegar às clínicas privadas do País desde o final de julho e, aos poucos, estará disponível em todas as regiões do Brasil. A população de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, já pode contar com a vacina.

Indicada de 9 a 45 anos, a vacina contra dengue da Sanofi Pasteur protege contra os quatro sorotipos existentes da doença e deve ser administrada em três doses com intervalos de seis meses (completando um ano da primeira até a última dose). “A partir da primeira dose, porém, a vacina já oferece proteção, mas é fundamental completar o esquema para garantir que a imunização seja duradoura e equilibrada para todos os sorotipos de dengue”, explica Sheila Homsani, diretora médica da Sanofi Pasteur.

De acordo com a diretora médica, é importante lembrar que a população imunizada contra a dengue evita a transmissão da doença para outras pessoas, o que impacta na redução da incidência da dengue e no potencial de novas pessoas infectadas. “É o que chamamos de proteção indireta, capaz de quebrar a cadeia de transmissão da doença”, aponta.

Aprovada pela Anvisa no Brasil, em dezembro de 2015, a vacina chega como uma importante ferramenta de saúde pública.

“É a primeira vez, em décadas, que vamos poder contar com algo além dos esforços do controle do vetor transmissor, o mosquito Aedes Aegypti”, destaca Sheila. “Por outro lado, as ações de educação e de combate ao mosquito não podem parar, a vacina vem para somar”, reforça.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

A vacina vai ajudar na redução dos gastos com internações, uma vez que os estudos demonstraram redução de 81% das internações e de 93% dos casos graves. A eficácia global é de aproximadamente 66% contra os quatro sorotipos de vírus da dengue[1].

“Isso significa que em um grupo de 1 milhão de pessoas, 660 mil evitariam contrair a doença, é a prevenção de dois em cada três casos da doença”, esclarece a diretora médica da Sanofi Pasteur.

Inovação, segurança e eficácia comprovadas
Fruto de mais de duas décadas de inovação científica, a vacina contou em seu desenvolvimento com 25 estudos clínicos em 15 países em todo o mundo. Mais de 40 mil voluntários participaram do programa de pesquisa clínica (fases I, II e III), sendo que 29 mil receberam a vacina. O Brasil teve papel fundamental com a participação de investigadores locais e de mais de 3,5 mil voluntários nos estudos de eficácia (fase III).

A vacina contra dengue é pioneira do ponto de vista científico e de acesso à inovação. Tanto que a Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou em abril um parecer endossando o produto. A recomendação foi emitida pelo Grupo Consultivo Estratégico de Especialistas em imunização (Strategic Advisory Group of Experts, SAGE) para que a vacina seja usada em países endêmicos, como o Brasil, e faz parte de uma estratégia integrada com tais regiões, com o objetivo de atingir as metas da OMS de reduzir os casos de dengue em 25% e o número de mortes em 50% até 2020.

Levando tais necessidades em consideração, a Sanofi Pasteur desenvolveu a vacina baseada em um novo modelo de acesso à imunização, que prioriza seu lançamento em países endêmicos, tendo como foco a população que mais precisa.

Carga da dengue no Brasil e no mundo
Apesar dos esforços para reduzir a carga da dengue, uma doença imprevisível com forte impacto social, médico e econômico, o número de casos da doença continua a aumentar mundialmente. Nos últimos 50 anos, a dengue aumentou em 30 vezes e é endêmica em 128 países, segundo a OMS.

O Brasil é um dos países mais atingidos pela doença no mundo. Em 2015, de acordo com o Ministério da Saúde, o País bateu o recorde de casos: mais de 1,6 milhão[2] de brasileiros tiveram dengue, uma doença responsável por uma média de dois óbitos por dia. Os custos com a dengue podem chegar a 1,2 bilhão de dólares por ano[3], envolvendo os gastos com a doença pagos pela sociedade e os custos significativos para o governo, que chegam a 447 milhões de dólares por ano, por paciente internado.

Estudo publicado no Jornal Brasileiro de Economia da Saúde avaliou o potencial do impacto da vacinação contra dengue no Brasil. Por meio de um programa amplo de vacinação (entre 9 a 40 anos), estima-se que, em cinco anos, poderia se reduzir a incidência da dengue em até 81% no País.

Sobre a vacina
Além do Brasil, a vacina contra dengue da Sanofi Pasteur, até o momento, está também registrada no México, Filipinas, El Salvador e Costa Rica. O processo de análise regulatória da vacina contra dengue da Sanofi Pasteur continua em outros países onde a dengue é uma prioridade de saúde pública.

A vacina contra dengue da Sanofi Pasteur é o fruto de mais de duas décadas de inovação científica e de colaborações, e dos 25 estudos clínicos em 15 países em todo o mundo. Mais de 40 mil voluntários participaram do programa de estudos clínicos da vacina contra dengue da Sanofi Pasteur (fase I, II e III), sendo que 29 mil receberam a vacina.

As análises agregadas de eficácia e integradas de segurança dos estudos de eficácia de fase III de 25 meses e os estudos em andamento de longo prazo, respectivamente, foram publicadas no The New England Journal of Medicine em 27 de julho de 2015, ratificando o perfil consistente de eficácia e de segurança de longo prazo na população do estudo com idade entre 9-16 anos. Na análise combinada de eficácia neste grupo etário, a vacina contra dengue da Sanofi Pasteur demonstrou reduzir a dengue causada pelos quatro sorotipos em dois terços dos participantes e evitar 8 em 10 hospitalizações e até 93% dos casos de dengue grave.

A vacina contra dengue da Sanofi Pasteur é a primeira vacina no mundo aprovada para a prevenção da dengue. As primeiras doses da vacina foram produzidas em uma unidade fabril na França dedicada à sua produção, com capacidade produtiva em grande escala de 100 milhões de doses de vacina por ano. Em março, o Brasil recebeu a primeira remessa oficial de 500 mil doses da vacina contra dengue da Sanofi Pasteur.

Informações adicionais sobre a vacina contra dengue da Sanofi Pasteur estão disponíveis em: www.dengue.info/

Sobre a Sanofi
A Sanofi, um líder global em saúde, descobre, desenvolve e oferece soluções terapêuticas com foco nas necessidades dos pacientes. A Sanofi tem pontos fortes em soluções em diabetes, vacinas humanas, medicamentos inovadores, medicamentos isentos de prescrição, mercados emergentes, saúde animal e Genzyme. A Sanofi está cotada na Bolsa de Paris (EURONEXT: SAN) e de Nova Iorque (NYSE: SNY).

A Sanofi Pasteur, a divisão de vacinas da Sanofi, fornece mais de 1 bilhão de doses de vacinas todos os anos, permitindo imunizar mais de 500 milhões de pessoas no mundo. Líder mundial na produção de vacinas, a Sanofi Pasteur oferece ampla gama de vacinas, que protegem contra 20 doenças infecciosas. O legado da empresa para criar vacinas que protegem a vida, remonta a mais de um século. A Sanofi Pasteur é a maior empresa totalmente dedicada a vacinas. A empresa investe mais de 1 milhão de euros por dia em pesquisa e desenvolvimento. Para mais informações, acesse: www.sanofipasteur.com ou www.sanofipasteur.us

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Projeto “Sorri Ribeirão” vai atender pacientes que aguardam prótese dentária

Ação acontece no próximo sábado, dia 4 de fevereiro, no NGA e irá atender mil pacientes previamente agendados pela Secretaria da Saúde

Prêmio Brasil Olímpico marca anúncio de RP como sede dos Jogos da Juventude 2023

Cerimônia foi realizada na noite desta quinta-feira, 2 de fevereiro, no Rio de Janeiro

Inscrições para Concurso Público da Câmara de Sertãozinho terão início

na próxima terça-feira, dia 07 A Presidência da Câmara de Sertãozinho anunciou, recentemente, um concursopúblico para uma vaga de Analista de Licitações e Contratos.A organização,...

Sessões ordinárias na Câmara de Sertãozinho serão retomadas nesta

segunda-feira, dia 06, a partir das 18h Na próxima segunda-feira, dia 06, a partir das 18h, ocorrerá a primeira sessãoordinária da Câmara Municipal de Sertãozinho...

Programa Inclusão Produtiva tem vagas abertas

Inscrições são para cursos de higienização e manipulação de alimentos e desenvolvimento de vitrines
- PUBLICIDADE -