InícioSaúdeDepois de 2 anos de ferias mosquito da dengue volta a preocupar

Depois de 2 anos de ferias mosquito da dengue volta a preocupar

O que é mais provavel, os mosquitos sumiram na p@ndem1a ou muitos foram tratados e diagnosticados de forma errada?

- continua após a publicidade -

Infectologista do Sistema Hapvida traz dicas de prevenção e principais cuidados com a doença

O que é mais provavel, os mosquitos sumiram na p@ndem1a ou muitos foram tratados e diagnosticados de forma errada?

O número de casos prováveis de dengue no Brasil, neste ano, registrou um aumento de 104,5% em comparação com 2021, segundo boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde. De acordo com o levantamento, foram registrados quase 465 mil casos prováveis da doença e 131 óbitos confirmados. 

Na região de Ribeirão Preto, essa alta nos casos de dengue também foi verificada. Por isso, a infectologista do Sistema Hapvida, Sílvia Fonseca, traz dicas de prevenção e orientações relevantes com relação à doença.

foto arquivo

“O primeiro ponto de alerta é que a dengue pode matar”, frisa. “Por isso, é importante procurar o sistema de saúde aos primeiros sinais de febre, dor atrás dos olhos e dor de cabeça forte. Além de qualquer um dos sinais de alarme, que significa que a doença está evoluindo pior, sendo eles: dor abdominal, sangramentos espontâneos, tontura ao levantar, diminuição da urina, grande prostração e vômitos sem parar”, lista a infectologista.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Sílvia explica que crianças, gestantes, idosos, pessoas com problemas no coração, rins e pulmões, ou que tenham tido dengue anteriormente são mais propensas a desenvolverem uma forma mais grave da doença. 

Sintomas

Durante os cinco primeiros dias da dengue é normal o paciente apresentar fraqueza, náusea/vômito, diarreia, dor de cabeça, dor no corpo ou nas articulações. Por isso, manter a hidratação é muito importante.

“A hidratação é o único tratamento conhecido para a dengue. Assim, a pessoa deve beber de 4 a 5 litros por dia, seja de água, sucos ou ainda soro de reidratação”, orienta a médica do Hapvida. 

foto internet

Prevenção

A principal forma de prevenir a dengue é a eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti. Dados da Vigilância Sanitária do Estado de São Paulo mostram que 80% dos focos estão nas residências, mais precisamente nos vasos de planta, vasos sanitários, piscinas de crianças, potes vazios e até tampinhas de garrafas.

Por isso, é fundamental evitar o acúmulo de água parada, onde ocorre a proliferação do mosquito transmissor. Medidas como deixar garrafas e recipientes com a boca para baixo, limpar e encher os pratos de vaso de plantas com areia, manter lixeiras tampadas, e ralos e calhas limpas são simples e podem impedir a proliferação do mosquito e combater a dengue.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Cervejaria Colorado lança edição especial colecionável para celebrar o João Rock 2022

No estilo American Lager e produzida com mandioca, cerveja possui 4,2% de teor alcoólico e 18 IBU e chega em seis embalagens diferentes

4 verdades sobre empréstimo online que você precisa conhecer

Existem muitos mitos sobre o empréstimo online. É seguro? Mais caro? É possível conseguir crédito para negativado? Descubra neste artigo.

Show da cantora Fernanda Marx acontece quarta-feira (01) Teatro Municipal de Ribeirão Preto

O show da turnê “Flor de Café 10 anos”, da cantora e compositora Fernanda Marx, marcado para ocorrer no dia 1º de junho, às...

Centro Cultural Palace recebe exposição sobre o Centenário da Semana de Arte Moderna

Exposição da ETEC de Ribeirão Preto está no Salão Mármore; visitação é aberta ao público e vai até o final de mês maio
- PUBLICIDADE -