Início Região Serrana Perto de completar 20 anos, Fundação Cultural de Serrana comemora bons resultados

Perto de completar 20 anos, Fundação Cultural de Serrana comemora bons resultados

- continua após a publicidade -

Apesar de todos os problemas enfrentados pelo Brasil e por tantos outros países, ainda existem muitas pessoas e organizações trabalhando para tornar esse mundo um lugar melhor, mais justo e mais feliz. Uma delas é a Fundação Cultural de Serrana “Lilly de Carvalho Reis”, uma instituição sem fins lucrativos, que tem feito muita diferença na vida da comunidade local.

Criada em 1998, a Fundação é destinada à pesquisa, difusão artística e literária. Com o objetivo de se integrar cada vez mais à comunidade, a instituição exerce importante papel como ponto de encontro para a socialização da população serranense, além de promover o conhecimento e o desenvolvimento cultural.

 Atualmente, atende cerca de 1200 pessoas, de 6 até 70 anos, oferecendo, de forma gratuita, diversas atividades, que envolvem danças, instrumentos musicais, canto, teatro, desenho, pintura artística e trabalhos manuais.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

 Um dos projetos realizados na entidade é o “Arte de Dançar”, que, desde março desse ano, promove aulas de quatro modalidades de dança: balé clássico e contemporâneo, dança de rua, dança de salão e dança do ventre. A iniciativa conta com a participação de cerca de 700 pessoas, entre elas alguns alunos da APAE de Serrana. As aulas são realizadas na sede da instituição.

“A ideia central do projeto é oferecer à população serranense o acesso à cultura e estimular, por meio da dança, o autoconhecimento, a promoção do bem-estar físico e psicológico, o convívio e a integração social”, explica a proponente do projeto e diretora-presidente da Fundação, Flávia Cedrinho.  

O “Arte de Dançar” é patrocinado pela Pedra Agroindustrial S/A. O projeto é realizado através da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), que destina parte do imposto de renda das empresas e pessoas físicas a projetos incentivados e aprovados pelo Ministério da Cultura.

A Fundação também investe em ações inovadoras, como o projeto “Não dê Férias para a Leitura”, que oferece livros em um ambiente acolhedor. A missão é criar e incentivar o hábito de ler. Realiza, ainda, o projeto “Cine Fundação”, que promove sessões de cinema com filmes para os públicos infantil e adulto.

 Sobre a Fundação

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A Fundação Cultural de Serrana foi criada através da lei nº 745, de 13 de maio de 1998. Em 06 de março de 1999, a Pedra Agroindustrial S/A, proprietária do imóvel situado na Rua Barão do Rio Branco, nº339, em frente à Praça Matriz, através da sua Diretora Presidente, Sra. Déa Spadoni, fez a doação deste imóvel à Fundação Cultural de Serrana.

Em 11 de março de 1999, o Cine Serrana, com capacidade para 300 lugares, foi transformado em Cine Teatro, funcionando também como sede da Fundação Cultural de Serrana.

Nos últimos anos, a grande conquista foi a reforma da sede da instituição. Com patrocínio das empresas Pedra Agroindustrial S/A e Copersucar, através do Programa de Ação Cultural – ProAC, o prédio foi revitalizado e reinaugurado em abril de 2012.

“Como diretora-presidente da Fundação Cultural há dez anos, me emociono ao me deparar com a grandiosidade da instituição. Lembro do dia em que tomei posse e do começo de tudo. No início, eram apenas 300 alunos. Esse número foi só crescendo até atingirmos os 1200 que atendemos hoje. Recebemos pessoas de todas as localizações de nosso município, divididos nas diversas atividades que ofertamos. Tenho orgulho em dizer que todos os nossos alunos são atendidos com respeito e orientados por professores competentes, comprometidos com nossa entidade”, afirma Flávia Cedrinho.

A Fundação Cultural de Serrana recebe subvenção financeira da Prefeitura Municipal.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Série B: Botafogo e Juventude empatam em Ribeirão Preto

Veja a classificação atualizada da Série B do Brasileiro.

Misterio, chama padre Quevedo ou bispo Macedo: Casos de dengue têm queda desde abril

Em Ribeirão Preto os casos sumiram misteriosamente dos boletins da secretaria da saúde. Em novembro, foi confirmado apenas um caso.

Rede de Posto Monte Carlo traz para as rodovias da região de Ribeirão Preto unidades do Frango Assado e Pizza Hut

Com mais de R$ 100 milhões em investimentos, negociação trará para os consumidores marcas consagradas e desejadas, gerando 700 empregos diretos

Foi inaugurado Ecoponto no Jardim Palmeiras II

Local é destinado à entrega voluntária de pequenos volumes de entulho, móveis velhos, madeiras, recicláveis e massa verde

MARP convida para o 45° Salão de Arte de Ribeirão Preto

A exposição do SARP 2020 acontecerá até 18 de dezembro e de 05 a 23 de janeiro de 2021, no MARP