InícioRegiãoSerrana continua sem rodoviária e população sofre

Serrana continua sem rodoviária e população sofre

- continua após a publicidade -

47086392-2405-4fbb-a205-8be5c18484dfCom previsão de entrega para maio desse ano, a reforma da rodoviária de Serrana está longe de chegar ao fim.
A obra deveria ter sido entregue em 2012, mas os trabalhos foram paralisados e retomados inúmeras vezes.

O secretário de Infraestrutura, Odacir Cesário da Silva, disse que o terminal entraria em funcionamento em maio desse ano, mas a obra vai longe.

Como sempre a culpa é dos outros.
Em nota, a Prefeitura de Serrana negou que a obra esteja parada, alegando que é custeada pelo Ministério do Turismo e que o andamento do projeto depende das liberações financeiras da Caixa Econômica Federal.
O Governo Federal, por sua vez, informou que já repassou 65% do valor do contrato, ou seja, R$ 1,2 milhão, e que a liberação de verba está condicionada à evolução da obra – a avaliação é feita pela Caixa Econômica Federal.

“Daqui uns dias o pessoal começa a invadir, quebrar tudo de novo. Desde a época do outro prefeito é essa história: começa e para. Lá para 2030 vai ter rodoviária. Cada dia que passa está mais difícil acreditar em político”,

reclamou um usuario.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Avaliado em R$ 2,181 milhões, o projeto inicial sofreu alterações no decorrer da realização. Em julho do ano passado, por exemplo, um novo acordo com a União garantiu R$ 1,950 milhão para que a obra fosse concluída até 14 de março de 2015, o que nao aconteceu.

“Não fizeram quase nada. Fizeram um concreto usinado lá dentro com o piso, e o telhado. É um descaso com a população, um abandono só. Pode até sair, mas esse ano não sai mais não. É só promessa, promessa, e o tempo vai passando”,

 

Enquanto a rodoviária não é entregue, os ônibus embarcam e desembarcam passageiros em um ponto improvisado, em uma praça em frente ao terminal em obras.

“A situação é irregular. Se tivesse a rodoviária pronta, seria muito aproveitada. Desse jeito é muito ruim. Ninguém toma providência, a Infraestrutura não está nem aí. A gente não sabe de nada do que está se passando”,

reclamou o uma vizinha da obra.

Repasses atrasados
Em nota, a Prefeitura de Serrana informou que as obras são custeadas integralmente com recurso do Ministério do Turismo e que o andamento do projeto depende da liberação financeira por parte da Caixa Econômica Federal.

“As obras não estão paradas, seguem no ritmo em que são liberados os recursos por parte do Governo Federal. Se o dinheiro tivesse sido totalmente liberado, a obra estaria concluída”,

diz em nota

Ainda segundo a administração, não há possibilidade de intervenção por parte da Prefeitura, uma vez que ela não participa diretamente do investimento aplicado na obra. Desta forma, cabe ao município apenas “cobrar maior agilidade no repasse dos recursos.”

Fica difícil saber em quem acreditar.
Também em nota, o Ministério do Turismo nega as informações prestadas pela Prefeitura de Serrana, explicando que o valor do contrato é de R$ 2.181.793,30, sendo R$ 1,95 milhão de responsabilidade da União e o restante como contrapartida do município.

“Até o momento, o Ministério do Turismo já repassou R$ 1.276.860,00 para a obra. A liberação de novos recursos para pagamento integral do contrato está condicionada à evolução da obra, aferida pela Caixa Econômica Federal – que atua como mandatária da União”,

diz o Ministério.

E a população fica esperando um presente de natal, só não se sabe de qual ano.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Governo do Estado Tarcisio Distribuirá 50 Milhões de Litros de Leite em 2024 para Combater Anemia

O Governo do Estado de São Paulo, sob a gestão de Tarcísio de Freitas, anunciou um reforço significativo no programa Vivaleite, que visa combater...

Escolas de SP Podem Manifestar Interesse no Programa de Unidades Cívico-Militares

Com base nos critérios e na importância do programa, é desejável que a Prefeitura de Ribeirão Preto participe ativamente e manifeste interesse em incluir ao menos duas unidades escolares no programa cívico-militar.

Eleições 2024: É hora de buscar informações sobre os candidatos

Operação Sevandija e o Deputado Léo Oliveira: Acusações e Desdobramentos

Brasil Passa dos 1,8 Milhões de Casos de Dengue

O Brasil está enfrentando um surto de dengue sem precedentes, com mais de 1,8 milhão de casos registrados apenas nas primeiras onze semanas de 2024.

🎨 Mostra Coletiva Reúne Oito Artistas Plásticos de Ribeirão Preto 🎨

A partir do dia 28 de junho, a Pafil Empreendimentos sediará uma exposição especial com obras de oito talentosos artistas de Ribeirão Preto. @pafilempreendimentos
- PUBLICIDADE -