InícioPolíticaDemagogia barata: Assessora de Lincon Fernandes assina ponto e via para ferias

Demagogia barata: Assessora de Lincon Fernandes assina ponto e via para ferias

O vereador filhote de Ciro Nogueira de sacada gourmet esquece que a festa em seu gabinete é com o dinheiro publico, mas no rádio grita como o senhor da honestidade

- continua após a publicidade -

O vereador filhote de Ciro Gomes de sacada gourmet esquece que a festa em seu gabinete é com o dinheiro publico, mas no rádio grita como o senhor da honestidade

Uma assessora parlamentar do vereador Lincoln Fernandes (PDT) declarou estar trabalhando na Câmara de Ribeirão Preto enquanto aproveitava a semana em uma praia do Rio de Janeiro, a mais de 700 quilômetros da sede do Legislativo municipal. A frequência de Erika Juliana Custódio Vieira durante o período de descanso foi atestada em uma folha de ponto, assinada por ela, a que o Portal Thathi teve acesso.

ARQUIVO


Os registros da passagem da servidora pela Cidade maravilhosa foram postados por seu marido em uma rede social. Nas legendas, frases como “sextou no Rio de Janeiro, a noite é uma criança” e “O Rio de janeiro continua lindo”. Em uma das sequências de fotos compartilhadas, ele chegou a marcar a localização do casal, na Praia do Leme, zona Sul da capital fluminense.

As postagens foram realizadas entre os dias 14 e 19 de março deste ano, uma semana útil. A folha de ponta da funcionária, contudo, mostra que ela declarou presença no local de trabalho durante os cinco dias.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -


Os registros de frequência dela foram entregues ao setor de Recursos Humanos da Câmara, que pagou à assessora pelos

Especialistas apontam improbidade e falsificação de documento público


Advogados especialistas em Direito Público consultados pelo Grupo Thathi apontaram que as condutas do vereador e da assessora podem ser enquadrados, em tese, em diferentes condutas ilícitas.


“A conduta da assessora pode ser enquadrada nas hipóteses de improbidade administrativa. Uma viagem em horário de expediente indica o enriquecimento ilícito, uma vez que utilizou-se do pagamento sem prestar serviços à Câmara. Além disso, viola o princípio da moralidade da administração pública e a legalidade, uma vez que a viagem em nada se relaciona às atribuições do mandato de vereador”, afirma o advogado Khaleo Guaraty.

“Se o vereador abonou (a ficha de ponto) pode incorrer, em tese, no crime de falsificação de documento público, pois foi inserida uma informação que se sabia que não era verdadeira”, explica o também advogado Vinicius Bugalho.

fonte: Portal Thaty

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Anvisa alerta sobre risco de miocardite e pericardite pós-vacinação

A Anvisa informa que os Estados Unidos (EUA) relataram a ocorrência de casos de miocardite (inflamação do músculo cardíaco) e de pericardite (inflamação do tecido que envolve o coração) após a vacinação

Campeonato Esportivo movimenta mais de mil alunos das escolas municipais

Cirem será realizado até a 2a quinzena de dezembro

Assistência Social realizará “V Caminhada Mulher Maravilha” neste domingo

Evento promovido pelo NAEM acontece em referência aos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres

Projeto Guri está com inscrições abertas

Crianças e adolescentes de seis a 18 anos podem aprender a tocar um instrumento musical, sem a necessidade de conhecimento prévio

Fogos de artifício: veterinário explica como proteger os animais durante as comemorações

Especialista explica as possíveis reações dos pets e o que pode ser feito para amenizar o pânico e transtornos causados pelas explosões
- PUBLICIDADE -