Início Policial CNBB, CUT e OAB votam a favor de visitas íntimas para adolescentes...

CNBB, CUT e OAB votam a favor de visitas íntimas para adolescentes a partir de 12 anos

Bandidinhos de 12 anos terão direto a motel pago pelos contribuintes, com apoio de 16 entidade. O que espanta é a CNBB mostrar sua verdadeira face.

- continua após a publicidade -

Medida tem como objetivo estabelecer diretrizes e parâmetros de atendimento para as “questões de gênero” no Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo

Impressiona a lista das 14 entidades da “sociedade civil” que na reunião virtual do Conanda, o Conselho Nacional dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes, nesta quinta (17), decidiram autorizar “visita íntima” a menores infratores e abriram caminho para a normalização do estupro em unidades socioeducativas.

Na lista estão ONGs desconhecidas, mas também CUT, Ordem dos Advogados do Brasil e até a religiosa Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Todos os representantes embolsam diárias e passagens quando viajam a Brasília para participar de reuniões.

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) divulgou nota afirmando ser contrário à resolução do Conanda. “Entre as recomendações, o documento visa permitir relações sexuais por adolescentes do mesmo sexo no âmbito de unidades socioeducativas”, diz a nota.

Segundo o MMFDH, é verdade que a faixa etária dos internos nas unidades tem a “preponderância de adolescentes/jovens entre 16 e 18 anos”, mas “é composto, também, por menores de 14 anos, idade em que a presunção de violência caracterizadora do estupro de vulnerável tem caráter absoluto, visto não se tratar de presunção de culpabilidade do agente, mas de afirmação da incapacidade absoluta do menor de até 14 anos para consentir na prática sexual”.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Confira as entidades e os nomes dos representantes que votaram a favor do que, segundo especialistas que vivenciam o dia a dia nessas instituições e não os teóricos acadêmicos, vai “normalizar” o estupro de vulneráveis assistido pelo Estado.

Foto TODODIA

Veja a lista de quem aprovou a resolução que gera indignação:

1 – CUT – Marco Antônio Soares
2 – Instituto Alana – Thais Dantas
3 – Centro de Educação e Cultura Popular – CECUP – Edmundo Vieira Kroger
4 – Associação Fazendo História – Heloisa de Souza Dantas
5 – OAB – Glícia Salmeron


6 – Conselho Federal de Psicologia – Iolete Ribeiro
7 – Rede Nacional Criança não é de Rua – Adriano de Holanda Ribeiro
8 – Inspetoria São João Bosco – Tatiana Augusto Furtado Gomes
9 – Federação Brasileira de Associações Socioeducacionais brasileiras (FEBRAEDA) – Antônio Jorge dos Santos
10 – Casa de Cultura ILE ASE DOSOGUIA – Renato Cesar Bonfim
11 – FENAPESTALOZZI – Edna Aparecida Alegro
12 – Fundação Fé e Alegria do Brasil – Catarina de Santana Silva
13 – Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura – CONTAG – Antônio Lacerda
14 – CNBB – Regina Coeli Calil Leão

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

França proíbe linguagem de gênero neutro em escolas

Segundo o Ministério da Educação, a medida atrapalha o aprendizado dos alunos e prejudica as pessoas com deficiência mental

Bruno Covas tem piora, e estado de saúde é considerado muito gravíssimo

Ele está no Hospital Sírio-Libanês, onde está internado desde o dia 15 de abril para tratamento de um câncer.

Covid-19: governo compra mais 100 milhões de doses da vacina da Pfizer

Lote se soma aos 100 milhões de doses adquiridos anteriormente

Justiça de Ribeirão determina que Facebook retire do ar fake news sobre pandemia

Como acreditar na justiça brasileira? Chamam de negacionistas mas são os primeiros a negar informações que não interessam ou que não atendem uma única vertente.

Daerp inicia implantação da nova conta de água na região central

O planejamento é que a nova conta chegue a 30 mil usuários até o final do mês de maio
- PUBLICIDADE -