InícioMundo20.20 para ficar marcado: NASA detecta mudança no campo magnético

20.20 para ficar marcado: NASA detecta mudança no campo magnético

Até então tratada como teoria da conspiração agora Nasa diz: Ondas de alta energia podem levar caos às comunicações, voos, GPS e rede elétrica

- continua após a publicidade -

Mais uma para 2020. Pesquisadores da NASA, a agência espacial dos Estados Unidos, detectaram uma estranha movimentação no campo magnético da Terra.

O ‘escudo’ magnético do planeta, que repele partículas energéticas vindas do Sol, guia bússolas e migrações de animais, tem um ponto fraco, uma espécie de ‘depressão’ bem em cima da América do Sul e do sul do Oceano Atlântico, chamada de Anomalia do Atlântico do Sul.

E, segundo a NASA, essa depressão parece estar se dividindo ao meio, o que pode alterar os “eventos climáticos espaciais”. Esses eventos acontecem quando a energia proveniente do Sol interage com a magnetosfera (campo magnético da Terra ou de outros corpos celestes).

O ‘escudo’ magnético do planeta, que repele partículas energéticas vindas do Sol, guia bússolas e migrações de animais, tem um ponto fraco, uma espécie de ‘depressão’ bem em cima da América do Sul e do sul do Oceano Atlântico, chamada de Anomalia do Atlântico do Sul.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

E, segundo a NASA, essa depressão parece estar se dividindo ao meio, o que pode alterar os “eventos climáticos espaciais”. Esses eventos acontecem quando a energia proveniente do Sol interage com a magnetosfera (campo magnético da Terra ou de outros corpos celestes).

O ‘escudo’ magnético do planeta, que repele partículas energéticas vindas do Sol, guia bússolas e migrações de animais, tem um ponto fraco, uma espécie de ‘depressão’ bem em cima da América do Sul e do sul do Oceano Atlântico, chamada de Anomalia do Atlântico do Sul.

E, segundo a NASA, essa depressão parece estar se dividindo ao meio, o que pode alterar os “eventos climáticos espaciais”. Esses eventos acontecem quando a energia proveniente do Sol interage com a magnetosfera (campo magnético da Terra ou de outros corpos celestes).

http://oferta.vc/v2/1281f1349f7

O ‘escudo’ magnético do planeta, que repele partículas energéticas vindas do Sol, guia bússolas e migrações de animais, tem um ponto fraco, uma espécie de ‘depressão’ bem em cima da América do Sul e do sul do Oceano Atlântico, chamada de Anomalia do Atlântico do Sul.

E, segundo a NASA, essa depressão parece estar se dividindo ao meio, o que pode alterar os “eventos climáticos espaciais”. Esses eventos acontecem quando a energia proveniente do Sol interage com a magnetosfera (campo magnético da Terra ou de outros corpos celestes).

foto – arquivo pessoal

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Rayssa Leal, a Fadinha, fatura prata no skate street em Tóquio 2020

Com apenas 13 anos atleta é a mais jovem na história a conquistar uma medalha para o país

De virada Fogão vence o Ituano e cola no G-4

Com a vitória, o Pantera chegou a 16 pontos —mesma pontuação do Ituano, quarto colocado

Olimpíadas de Tóquio: Oitavas do surfe começam neste domingo com quatro brasileiros

Medina, Italo, Silvana e Tatiana caem na água a partir das 22h

Olimpíadas de Tóquio: Rebeca Andrade dá show e se classifica para três finais

Ginasta vai brigar por medalhas no solo, individual geral e salto, Flávia Saraiva conseguiu a vaga na final na trave.

Universidade federal terá cotas para detentos, ex-presidiários e refugiados

Ser bandido virou bom negocio no Brasil, com aplauso do PSOL a decisão penaliza o cidadão de bem
- PUBLICIDADE -