Início Lazer e Cultura Virada cultural: Erasmo Carlos, o Gigante Gentil, faz lindo show para publico...

Virada cultural: Erasmo Carlos, o Gigante Gentil, faz lindo show para publico eclético

- continua após a publicidade -

Gigante Gentil, apelido que acompanha Erasmo Carlos desde a década de 1980, batiza o show que o artista carioca apresentou nesta noite em Ribeirão, na virada cultural no morro do São Bento.
Com um publico diversificado, o artista mostrou que esta em forma e domina o palco e o publico, fazendo com que muitos que não eram nascidos quando alguns de seus sucessos tocavam no rádio e TV, mas este não foi motivo para impedir que o publico fizesse coro junto com o artista.

Conhecido por sua ‘fama de mau’, o tremendão de 54 anos de carreira mostra seu lado terno e gentil para o público.

Sem exigências, pouco antes do show, o Tremendão usou um dos banheiros químicos colocado na área reservada a imprensa e convidados, com calma se dirigiu para o palco e sem glamour iniciou o show dizendo que é feliz por estar fazendo o que mais gosta na vida rock e sexo.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Pouco antes um senhor com os olhos marejados, disse que tinha sido uma noite inesquecível, por ter entrado no camarim e falado com seu ídolo de tantos anos.

O show:

“É um orgasmo inenarrável estar aqui com vocês” e assim começa o show de uma lenda do rock nacional.

O show reúne músicas do próprio Erasmo e parcerias com Caetano Veloso, Nelson Motta e Arnaldo Antunes. Além disso, resgata sucessos como Gatinha Manhosa, Minha Fama e Festa de Arromba.

As formas de relacionamento nascidas com as redes sociais é um dos temas que deram origem à música Gigante Gentil. A faixa-título surgiu como resposta à agressividade dos internautas em comentários sobre Erasmo Carlos, que usaram termos como “zumbi” e “morto-vivo”, ao lado de piadinhas.

O relacionamento em tempos de internet também ganha destaque na música Amor na Rede, cuja letra de Nelson Motta fala de um romance nascido no mundo virtual e consumado no mundo real.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Como principal atração da noite, o “Tremendão” colocou todos para dançar e não decepcionou.

Com 54 anos de carreira, o que significa que a grande maioria presente ontem no show, não haviam nascido, mas conhecem as musicas e conseguem acompanhar o repertório, provavelmente por lembranças de infância, ao ouvirem os pais e avós com rádios ligados ao som de Erasmo.
Mas no mesmo show, era possível ver vários “senhores e senhoras” de cabeça branca, dançando como se tivessem voltado no tempo, e recuperados os 30 ou 40 anos que o corpo cobra, a canseira foi embora e ja depois da meia noite todos estavam animados com a energia que vinha do palco.

Durante o show, Erasmo fez questão de elogiar a virada cultural: É importante para todos, para vocês que podem estar aqui, para a cidade, e para nós os artistas”

Erasmo Esteves (Rio de Janeiro, 5 de junho de 1941)[2], mais conhecido como Erasmo Carlos, OMC, é um cantor, compositor, músico multi – instrumentista e escritor brasileiro, famoso por suas parcerias com o cantor Roberto Carlos.

Antes de seguir carreira solo, Erasmo fez parte da banda Renato e Seus Blue Caps.

Participou efetivamente junto com Roberto Carlos e com Wanderléa do programa Jovem Guarda onde tinha o apelido de Tremendão, imitando as roupas e o estilo de seu ídolo Elvis Presley. Seus maiores sucessos como cantor nessa fase foram “Gatinha Manhosa” e “Festa de Arromba”.

Em 2010, Erasmo compôs em parceira com Eduardo Lages e Paulo Sérgio Valle um samba enredo para a GRES Beija-Flor, que anunciou um enredo sobre Roberto Carlos para 2011, porém, o samba composto por Erasmo não passou nas eliminatórias, a canção escolhida foi “A Simplicidade de um Rei”, que tem como um dos co-autores, JR Beija-Flor, filho do intérprete da Escola, Neguinho da Beija-Flor.

Confira a programação completa.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

INSS divulga calendário de pagamentos de benefícios em 2021

A autarquia divulgou o calendário de depósitos para todo o próximo ano.

Ministério vai buscar vacina de excelência, diz Pazuello no Congresso

Ele reafirmou que a população não será obrigada a se imunizar contra Coronavírus

Após 40 anos USP busca voluntários para testar vacina contra HIV

Estudo é desenvolvido em cooperação com instituições de outros países, 32,7 milhões morreram com a doença.

Papa “autoriza” MST a invadir propriedades da Igreja Católica

Em meados dos anos 90, o Incra estimava que as terras da Igreja Católica no Brasil eram suficientes para abrigar 22 mil famílias de sem-terra

Série B: Botafogo e Juventude empatam em Ribeirão Preto

Veja a classificação atualizada da Série B do Brasileiro.