InícioLazer e CulturaEm parceria com a Secretaria da Cultura e Turismo, Biblioteca Sinhá Junqueira...

Em parceria com a Secretaria da Cultura e Turismo, Biblioteca Sinhá Junqueira realiza Festival Literário de Inverno

Evento será online e reunirá diversos artistas de Ribeirão Preto com o intuito de valorizar a cultura local

- continua após a publicidade -

No dia 31 de julho, a Biblioteca Sinhá Junqueira realiza seu primeiro Festival Literário de Inverno de Ribeirão Preto, o FLIRP. Com nove horas de programação, o evento pretende reunir artistas ribeirão-pretanos de diversas áreas como literatura, arte, música e teatro para valorizar a cultura local.

O festival ainda terá a presença de três convidados especiais para conversar com poetas de Ribeirão. Os escritores Sergio Vaz, Mel Duarte e Daniel Munduruku participam de um bate-papo que irá abordar música, sarau, slam – poesia falada – e movimentos populares.

Para a secretária da Cultura e Turismo, Isabella Pessotti, parcerias como essa fortalecem as ações culturais da cidade e são de suma importância para o município. “O convite para apoiar o Festival chegou até nós como uma oportunidade de ampliar nossa relação com a Fundação, auxiliar na divulgação da programação que eles prepararam para esta primeira edição e prospectar novos projetos juntos”, afirma Isabella.

A biblioteca é espaço de constante diálogo entre grupos e pessoas de inúmeras localidades e ao mesmo tempo é um ambiente que pode promover circuitos de expressões literárias, artísticas e culturais das mais diversas formas.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

“Este evento foi pensado no intuito de fortalecer e fomentar ainda mais os movimentos culturais da cidade, principalmente nesse período pandêmico. Arte, dança, música, poesia e sarau fazem parte da leitura de mundo que acreditamos dar sentido para um espaço cultural como a BSJ. Serão nove horas e meia de muita intervenção para todas as idades”.

O FLIRP acontece com o intuito de movimentar ainda mais o cenário geográfico e as manifestações culturais, recolocando os artistas da cidade e da região em outras posições de criação e envolvimento, produzindo, assim, um evento totalmente apropriado por esses artistas e para outras pessoas e públicos de Ribeirão e outras cidades.

“É um evento que vai ao encontro da valorização da produção cultural principalmente dos artistas de Ribeirão Preto. Em momentos de pandemia em que as pessoas que trabalham com produção cultural foram um dos setores mais impactados, realizar um evento em que os artistas possam se apropriar do espaço da BSJ e produzir subjetividade, ainda que o público assista de forma remota, é muito prazeroso e o primeiro de muitos festivais que a BSJ vai desenvolver”.

arquivo

Confira as atrações do evento:

Música

Dj Kizo; Dj Goforit; Dj Robsom Selectah; Dj Fernando Vinhota; Anlexandre Peres e o grupo Choro da Casa; grupo Samba da opinião.

Contação de História

La Diva Croquete; Thayene Alves; Lorena Ramos; Thayame Porto

Intervenção Poética

João Vercezi e Ton; Matheus Amaral e Kamila Andrade; Tiago Spoken e Letícia Andreolli.

Momento Escritor: Entre Linhas e Palavras

Sérgio Vaz com mediação de Betto Souza; Mel Duarte com mediação de Brenda Falcão; Daniel Munduruku com mediação de Bianca Miranda

Intervenção Teatral

Espetáculo CabarElas; Gran circo de fios; Teatro lambe-lambe com espetáculo Relicário; presença da palhaça MC Mixiryca Monroe

Sobre os escritores convidados

Sergio Vaz: poeta, escritor, agitador cultural, idealizador da Semana de Arte Moderna da Periferia, fundador da Cooperifa (Cooperativa Cultural da Periferia) e de outros projetos ligados à Cooperativa. Estudou até o ensino médio – boa parte em escola pública – e conciliou a vida de estudante com a do trabalho desde os 13 anos, ajudando o pai. O gosto pela leitura veio dele, e com isso seu interesse pela cultura, meio pelo qual se sustenta desde 2004. A carreira de poeta teve início com a publicação de “Subindo a ladeira mora a noite”, em parceria com a poetisa Adrianne Muciolo, lançado em 1992.

Mel Duarte: escritora, poeta, slammer e produtora cultural acredita nas palavras como ferramenta de transformação social. Graduada em Comunicação Social, escreve des os 8 anos de idade. Publicou os livros “Fragmentos Dispersos” (2013), “Negra Nua Crua” (2016, editora Ijumaa), “As bonecas da vó Maria” (2018, Itaú leia para uma criança), “Querem nos calar: Poemas para serem lidos em voz alta” (2019, Editora Planeta), “A descoberta de Adriel” (2020, Itaú leia para uma criança) e o mais recente “Colmeia: Poemas reunidos” (2021, Editora Philos).

Daniel Munduruku: Nascido em Belém (PA), Daniel é filho do povo indígena Munduruku. Formado em Filosofia, com licenciatura em História e Psicologia, lecionou durante 10 anos e atuou como educador social de rua pela Pastoral do Menor de São Paulo. Autor de “Histórias de índio”, “Coisas de índio” e “As serpentes que roubaram a noite”, os dois últimos premiados com a Menção de livro Altamente Recomendável pela FNLIJ. Seu livro Meu avô Apolinário foi escolhido pela Unesco para receber Menção honrosa no Prêmio Literatura para crianças e Jovens na questão da tolerância.

foto https://www.facebook.com/edalarp

Serviço

Festival Literário de Inverno de Ribeirão Preto (FLIRP)

Data: 31/07 (sábado), a partir das 13h

Local: Ao vivo pelo canal do Youtube (CANAL BSJ)

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Cerca de 40 mil pessoas não retornaram para receber a segunda dose da vacina contra Covid-19

Dados são Vigilância Epidemiológica, que conclama a população a procurar os postos de vacinação e manter o controle da doença

“Concertos Internacionais” apresenta homenagem a Astor Piazzolla

Concerto será transmitido no dia 23 de outubro, às 19h, como parte das comemorações de 91 anos do Theatro Pedro II

Nogueira quer que você receba agua do Rio Pardo nas torneiras

Hoje a agua do DAERP é do aquífero guarani, uma agua mineral será substituída por aguas do Rio Pardo. Você aprova esta mudança?

Atenção: Alerta para tentativa de golpe contra aposentados

Instituto de Previdência orienta beneficiários a não informar dados pessoais ou bancários

Ditador Moraes manda prender e extraditar Allan dos Santos

Se não estamos vivendo em uma ditadura do judiciário, o que se compara com atitudes destes loucos? Maduro, Chaves, Alexandre de Moraes...
- PUBLICIDADE -