InícioLazer e CulturaVirada Cultural atrai mais de 30 mil pessoas

Virada Cultural atrai mais de 30 mil pessoas

- continua após a publicidade -

Entrando no clima de inverno, com frio e chuva, a Virada Cultural Paulista, em Ribeirão Preto, atraiu público de mais de 30 mil pessoas no Morro do São Bento, no último final de semana.
O evento contou com grandes shows, espetáculos teatrais, exibição de filmes e contação de histórias, em três locais.

“O público compareceu, mesmo com chuva e frio, para prestigiar nomes nacionais e locais, em um evento multicultural, que abrangeu diversos segmentos e fez a Virada Cultural em Ribeirão, um sucesso, mais uma vez”, ressalta Dulce, secretária da Cultura.

A Virada iniciou sábado, dia 28, no Teatro Municipal com o espetáculo Circo de Ébanos e em seguida deu lugar para o palco externo, com os shows de The Fabfakes, Verônica Ferriani, Mustache & os Apaches e Marcelo Jeneci.

Já no domingo, dia 29, as atividades tiveram início no Parque Maurílio Biagi, com contação de histórias e espetáculo infantil.

No período da tarde, o público pode conferir o show de Thaíde, Blubell e Raimundos, que teve recorde de lotação de todos os shows e encerrou a Virada em grande estilo.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O coordenador da Unidade de Fomento à Cultura da Secretaria de Estado, Aldo Valentim, destacou a importância do evento,

“Tivemos uma grande estrutura e programação ímpar, e o resultado disso foi o sucesso do evento e da cidade de Ribeirão Preto para o histórico da Virada Cultural Paulista”.

Parte da população de Ribeirão Preto reclama quanto a realização de eventos deste porte no Morro do São Bento acreditando que a movimentação popular e o som alto são prejudiciais aos animais residentes no local. Questionada sobre isso, a prefeitura de Ribeirão Preto garantiu que já foram realizados estudos técnicos com a medição de decibéis no local. A estrutura e o som não são prejudiciais aos animais do Morro nem do Zoo devido a vegetação.

Ainda sobre o local, a prefeitura informa que apenas eventos tradicionais, já autorizados pelas secretarias de turismo e infraestrutura podem ser realizados lá, novos eventos deste porte, de acordo com a secretaria de cultura, não são mais autorizados, mas que a Virada Cultural acontece no local por ser um complexo cultural com o Teatro de Arena, Teatro Municipal e a Casa da Cultura, sede da Secretaria e local de exposições.

A Virada Cultural Paulista é uma realização do Governo do Estado de São Paulo, por meio da APAA (Associação Paulista dos Amigos da Arte), em parceria com as secretarias municipais e Sesc, e apoio da Cavalera, MIS (Museu da Imagem e do Som), Instituto Pensare, Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, Projeto Guri, Poiesis (Organização Social de Cultura), Oficinas Culturais e Museu do Café.

Você esteve em algum dos eventos? Comente o que achou da Virada Cultural 2016 em Ribeirão.

Separamos um álbum com quase 300 fotos dos dois dias. Veja tudo aqui, quem sabe você não se encontra no meio da galera?

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Araraquara: Anuncia novo lockdown de oito dias a partir de domingo(20)

Araraquara, dita como modelo no combate à Covid-19 ao adotar lockdown rígido, prova mais uma vez que o modelo não trás resultados.

Museu Casa de Portinari realiza 1º Sarau Musical Especial de São João

Programação conta também com curso on-line de História da Arte com Práticas de Ateliê (23), gratuito pela plataforma Skype

165 anos: Algumas curiosidades de Ribeirão Preto

Descubra: O berço do chope, Um santo na cidade, Palace assombrado, Por que Ribeirão é chamada de Califórnia Brasileira?

Instituto 3M abre inscrições para o processo seletivo do Programa Formare 2021 em Ribeirão Preto

Estudantes que fazem parte do Ensino Médio e moram em Ribeirão Preto podem inscrever-se no processo seletivo do curso profissionalizante

Dia do Orgulho Autista: saiba quais são os principais mitos sobre o Transtorno e o que dizem os especialistas

Conheça a história de uma mãe com o filho autista e a visão de uma ativista, mulher, preta e autista que vive no dia a dia os desafios do TEA na sociedade
- PUBLICIDADE -