Início Futebol Botafogo Arbitragem prejudica Fogão, que empata fora de casa e reassume 1º lugar

Arbitragem prejudica Fogão, que empata fora de casa e reassume 1º lugar

- continua após a publicidade -

O Botafogo ficou no empate sem gols contra o Tupi-MG em duelo realizado na noite deste sábado (24), no Estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora-MG, mas poderia ter tido uma sorte melhor ainda se não fosse a arbitragem. O árbitro Mayron F. dos Reis Novais errou ao não marcar pênalti claro em Vitinho e também anulou gol do meia ao assinalar de maneira equivocada um impedimento do botafoguense.

Mesmo assim, o resultado devolveu o Pantera à primeira colocação do Grupo B. O time comandado pelo técnico Rodrigo Fonseca soma agora 12 pontos e divide a ponta com o São Bento, porém o Tricolor leva vantagem no saldo de gols.

O jogo em solo mineiro também marcou a conquista de um recorde da defesa botafoguense e principalmente do goleiro Neneca. O camisa 1 atingiu sua maior marca sem sofrer gols no clube, chegando a quatro rodadas consecutivas sem ter as redes balançadas.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O próximo compromisso do Tricolor pelo Campeonato Brasileiro da Série C será no domingo (2), às 16h00, contra o Tombense-MG, em partida que será realizada no Estádio Santa Cruz. O volante Rodrigo Thiesen será desfalque certo neste jogo por que irá cumprir suspensão provocada pelo terceiro cartão amarelo.

O JOGO
O Botafogo adotou a proposta de apertar a marcação no meio de campo para tentar roubar a bola e partir em velocidade para cima dos defensores mineiros. Com essa estratégia, Edno teve a primeira oportunidade de gol para o Tricolor. O camisa 9 aproveitou bobeira do meio de campo do Tupi, carregou a bola até a entrada da área e mandou uma bomba. Paulo Henrique espalmou.

As duas equipes concentraram as jogadas por dentro e não criaram muitas oportunidades claras de gol.

Aos 38 minutos, um lance capital da partida. Vitinho tabelou com Edno e invadiu a área com a bola dominada, porém foi claramente empurrado pelo zagueiro do Tupi e o árbitro Mayron dos Reis Novais mandou o lance seguir.

A jogada animou os botafoguenses, que quase conseguiram o gol na sequência. Edno recebeu na área e fez assistência para Vitinho. O meia ajeitou a bola para a perna direita e mirou o ângulo, porém o tiro saiu raspando a trave para fora.

Na volta do intervalo, o técnico Rodrigo Fonseca se viu obrigado a mudar o esquema tático já que Morais sentiu contusão e pediu para ser substituído. O zagueiro/volante Carlos Henrique foi a opção para entrar em campo e assim Samuel Santos foi deslocado para atuar mais à frente.

A alteração deu nova opção ofensiva ao time e, aos 3 minutos, o próprio Samuel Santos não conseguiu marcar em oportunidade clara. Edno mandou uma bomba e Paulo Henrique deu rebote. Vitinho pegou a sobra, chutou cruzado para novo desvio no goleiro e a bola ficou limpa para Samuel Santos. O camisa 2 cabeceou para o gol e o zagueiro Fernando salvou em cima da linha.

O árbitro maranhense voltou a aparecer de maneira equivocada aos 12 minutos. Vitinho apareceu com liberdade nas costas da zaga, bateu no canto e fez o gol. O meia estava em condição legal, mas a arbitragem impugnou erroneamente o lance e ainda aplicou injusto cartão amarelo ao jogador botafoguense.

Neneca precisou trabalhar pela primeira vez no lance seguinte. Bruno Santos arriscou chute de longa distância e mandou a bola no ângulo. O camisa 1 do Pantera mostrou toda a sua elasticidade para buscar a bola e espalmar para escanteio. Italo também teve a oportunidade para marcar para os donos da casa, mas foi barrado pelo corte providencial de Caio Ruan.

O Botafogo contou ainda com a estreia do atacante Alex Gonçalves na etapa complementar, mas não conseguiu tirar o zero do placar e garantiu mais um ponto em partida disputada fora de Ribeirão Preto.

FICHA TÉCNICA:

Tupi-MG 0 x 0 Botafogo
Brasileiro Série C 2017 – 7ª Rodada
Estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora-MG
Data: 24/06/2017 – Horário: 20h (de Brasília)
Árbitro: Mayron F. dos Reis Novais (MA)
Assistente 1: Carlos André Pereira Sousa (MA)
Assistente 2: Antonio Adriano de Oliveira (MA)
Quarto Árbitro: Marco Aurélio Augusto Fazekas Ferreira (MG)

Cartões amarelos: Fernando, Bonilha e Bruno Santos (Tupi-MG); Neneca, Murillo, Mateus Cancian, Vitinho e Rodrigo Thiesen (Botafogo);

Tupi-MG – Paulo Henrique; Lucas (Johnatan), Fernando, Patrick e Bruno Santos; Ronaldo Kalu, Bonilha, Diego Luís e Andrey; Romarinho (Rafael Teixeira) e Flávio Carvalho (Italo). Técnico: Aílton Ferraz.

Botafogo – Neneca; Samuel Santos, Caio Ruan, Gladstone e Gerley; Murillo (Alex Gonçalves), Rodrigo Thiesen, Mateus Cancian, Vitinho (Paulinho do Pilar) e Morais (Carlos Henrique); Edno. Técnico: Rodrigo Fonseca.

Agência Botafogo

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Regras da fase laranja começam a valer nesta segunda (18) em Ribeirão Preto.

Confira as regras que começam a vigorar em Ribeirão Preto e região. Bares e Pubs estão proibidos de atender presencialmente.

Anvisa aprova uso emergencial de vacinas contra covid

Dados da CoronaVac ainda precisam ser enviados para ANVISA. Duas vacinas foram aprovadas.

Governador João Dória pode ter cometido crime por uma foto.

O Governador de São Paulo, João Dória (PSDB), pode ter cometido um crime para literalmente aparecer "bem na foto".

Etanol e Diesel devem sofrer aumento de 3% em Ribeirão Preto.

O aumento de impostos imposto pelo Governador João Dória vai começar a prejudicar você muito rápido. Combustíveis começam a subir em Ribeirão Preto.

Sincovarp e CDL discoram do retrocesso de Ribeirão Preto para a fase Laranja do Plano SP

É preciso bom senso por parte do Governo de São Paulo quanto a redução no horário de atendimento.