InícioEspeciaisFestival TanabataEste ano não será realizado o tradicional festival Tanabata

Este ano não será realizado o tradicional festival Tanabata

- continua após a publicidade -

A Comissão Organizadora do 23º Tanabata, reconhecida pela Associação Cultural Japonesa e Associação Nipo-Brasileira, informou na manhã desta sexta-feira, dia 13, o cancelamento do Festival em Ribeirão, que aconteceria nos dias 8, 9 e 10 de julho no Morro do São Bento.

De acordo com Sadao Sakai, presidente da Associação Cultural Japonesa, a falta de verba motivou o cancelamento.

“Decidimos cancelar o evento por conta da crise econômica e pela falta de verba de patrocínio através do Proac”.

 

O evento recebe um aporte da Prefeitura no valor de R$ 50 mil reais, que era complementado por patrocínios através do Programa de Ação Cultural do Governo do Estado, ProAc. Para este ano, não foi possível captar recursos junto à iniciativa privada.

“A cidade de Ribeirão tem muito a perder com o cancelamento deste evento tão tradicional. Espero que as associações possam se organizar para uma captação futura, que permita a continuidade do evento para os próximos anos. A Secretaria da Cultura estará de portas abertas para complementar e fomentar esta ação cultural”, afirma a secretária Dulce Neves.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

 

Consultado sobre uma possível realização do festival com ajuda de mobilização da população de Ribeirão Preto, o presidente Hazime Nakamura disse que infelizmente para 2016 não existe mais tempo hábil para a realização do Festival. “Infelizmente o Tanabata deste ano não poderá ser realizado, todas as possibilidades foram exploradas pela NIPO, não teria tempo hábil para isso, o Tanabata este ano já é passado”, disse Hazime.

Em  2015, o Festival Tanabata reuniu 55 mil pessoas no Morro do São Bento, durante os três dias de festa. Foram mais de 150 atrações entre culinária, artesanato, comercialização de produtos alusivos à cultura japonesa, oficinas, mangás, dança, música e teatro.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Rayssa Leal, a Fadinha, fatura prata no skate street em Tóquio 2020

Com apenas 13 anos atleta é a mais jovem na história a conquistar uma medalha para o país

De virada Fogão vence o Ituano e cola no G-4

Com a vitória, o Pantera chegou a 16 pontos —mesma pontuação do Ituano, quarto colocado

Olimpíadas de Tóquio: Oitavas do surfe começam neste domingo com quatro brasileiros

Medina, Italo, Silvana e Tatiana caem na água a partir das 22h

Olimpíadas de Tóquio: Rebeca Andrade dá show e se classifica para três finais

Ginasta vai brigar por medalhas no solo, individual geral e salto, Flávia Saraiva conseguiu a vaga na final na trave.

Universidade federal terá cotas para detentos, ex-presidiários e refugiados

Ser bandido virou bom negocio no Brasil, com aplauso do PSOL a decisão penaliza o cidadão de bem
- PUBLICIDADE -