InícioEducaçãoCiclofaixa vai ter horário reduzido nos dias do ENEM

Ciclofaixa vai ter horário reduzido nos dias do ENEM

Nos dias 3 e 10 de novembro, por conta das provas, o encerramento das atividades será feito com uma hora de antecedência, às 12h

- continua após a publicidade -

Nos próximos dois domingos, nos dias 3 e 10 de novembro, acontece o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio). Por este motivo, nas respectivas datas, a Ciclofaixa de Lazer de Ribeirão Preto vai funcionar em horário reduzido. O encerramento das atividades que acontece tradicionalmente às 13h, será efetuado com uma hora de antecedência, às 12h.

Nenhuma outra alteração será necessária por conta da realização das provas. O ENEM é uma das avaliações mais tradicionais do Brasil. Aplicada desde 1998, o exame antes tinha como objetivo avaliar o desempenho dos estudantes e hoje é um dos principais meios de ingresso à universidade.

A Ciclofaixa é uma parceria entre a Prefeitura de Ribeirão Preto e Federação Paulista de Ciclismo. O patrocínio é da São Francisco Saúde e do Centro Universitário Barão de Mauá. O apoio é da Soul Cycles, Revista Zumm, Sign Comunicação Visual, Record TV, A Cidade ON, EPTV e Rádio CBN.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Com dois a menos, Palmeiras se classifica na libertadores

10 SEMIS DE #LIBERTADORES NA HISTÓRIA! 10 CLASSIFICAÇÕES CONSECUTIVAS EM MATA-MATA NO TORNEIO! 10 PASSAGENS DE FASE EM #LIBERTADORES EM CASA!

Patriotas vão para Paulista: Ribeirão inicia preparativos para o desfile de 7 de Setembro

Em Ribeirão vários grupos se organizam para participar das manifestações em São Paulo, dia que esta sendo considerado o mais importante dos últimos 200 anos. Confira como participar.

WhatsApp lança novas ferramentas para garantir mais segurança e privacidade aos usuários

As funções do aplicativo de mensagens estão em fase de testes, mas devem chegar ao público em breve

Vereador esquerdista que defende mulheres deve cumprir medida protetiva com a ex-namorada

a vítima se sente perseguida e agredida moralmente e psicologicamente pelo autor

“Funcionário” recebe R$ 22 mil por mês da Câmara para estudar Direito na USP em período integral

Trabalhar por que? Se nem os vereadores fazem isso, o O acadêmico em questão é Saulo Wellington Marchiori Magron, lotado no cargo de agente de administração
- PUBLICIDADE -