Início Economia Pobres "Hermanos" Quatro usinas nacionais já estão gerando energia para Argentina

Pobres “Hermanos” Quatro usinas nacionais já estão gerando energia para Argentina

Os Irmãos Argentinos estão descobrindo que o fundo do posso sempre pode ter um porão, perdendo empresas de mudança para o Brasil, o próximo passo é pedir empréstimos do FMI

- continua após a publicidade -

O Brasil começou esta semana a exportar energia para a Argentina  através da comercializadora nacional Tradener, com sede em Curitiba.

A empresa recebeu a autorização do Ministério de Minas e Energia no dia 9 de julho com a portaria 272/2020. 

Já estão gerando a energia desse fornecimento as usinas térmicas Norte Fluminense, Engie e a Companhia Elétrica de Energia–Copel do Paraná através da UEGA-Usina Elétrica a Gás de Araucária e às zero horas do dia 29 entra em operação a Usina Ambar de Cuiabá.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O contrato é direto com a Compañía Administradora del Mercado Mayorista Eléctrico S.A. (Cammesa)  representada no Brasil pela Tradener.

arquivo

Toda essa operação contou com o apoio pleno da Câmara de Comercialização de Energia (CCEE) e do Ministério de Minas e Energia (MME). O negócio é uma excelente fonte geradora de divisas para o Brasil.

A Tradener possui autorização válida para exportação de energia elétrica interruptível para a Argentina até o dia 31 de dezembro de 2022, e as exportações não poderão causar aumento dos custos do setor elétrico brasileiro e deverão se submeter à fiscalização da Agência Nacional de Energia Elétrica.

O presidente da Tradener, Walfrido Avila, comentou que o total dessa operação

“equivale a uma vez e meia a potência de uma máquina da Binacional Itaipu. É uma operação complexa, de grande porte, que mostra o esforço da Tradener e dos geradores térmicos trazendo mais divisas para o Brasil”.

A Tradener exporta e importa energia para Uruguai e Argentina desde 2006. Segundo Walfrido Avila, esse envolvimento comercial é resultante de uma profunda relação de confiança que se desenvolveu, durante os anos, da Tradener com a UTE, do Uruguai, e a Cammesa, da Argentina.

“A exportação de energia é operação comercial internacional, com todas as responsabilidades junto às autoridades de todos os setores envolvidos. Por isso, é preciso destacar o trabalho da CCEE e do ONS, que orientam e coordenam todas as operações. Ambos são fundamentais”, salientou Avila. 

arquivo
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Sobre a Tradener: é uma das maiores comercializadoras independentes de energia elétrica e gás natural do país, com foco nos consumidores livres de energia elétrica e produtores independentes. Pioneira no segmento desde 1998, foi a primeira empresa do Brasil autorizada pela Aneel a comercializar energia com consumidores livres e geradores no ambiente de contratação livre. Com investimentos em geração renovável, a companhia está no ranking das maiores e melhores empresas do Brasil. É reconhecida pela Valor 1000, Exame, e Estadão.  www.tradener.com.br

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Hospital de Câncer de Ribeirão Preto inicia campanha para compra de novo mamógrafo

Equipamento atual tem mais de 10 anos e precisa de constantes manutenções que tem alto custo

Quais interesses estão em jogo? Lincoln Fernandes é mais um a desistir da prefeitura

Algo estranho e forças ocultas estão agindo nos bastidores, normalmente a luta é para ser candidato, mas este ano vários abandonam o barco. A pergunta é quais interesses?

Dos 27 vereadores de Ribeirão Preto, 25 vão concorrer à reeleição

Esperamos que os próximos vereadores se preocupem mais com a cidade e seus moradores, do que em oferecer títulos e nome de ruas.

Hoje ao por do sol inicia-se o Rosh Hashanna, ano novo Judaico

Houve 5.780 feriados de Rosh Hashanna desde a criação do mundo, e RABINO PROEMINENTE avisa: ESTE SERÁ O ÚLTIMO ANO NOVO, SEM O MESSIAS

Doar sangue – a natureza inspira em Ribeirão Preto

A natureza nos ensina que a vida pulsa e se renova em todos os seus ciclos, o Banco de Sangue de lembra da importância das doações para que vidas continuem pulsando.