InícioClimaTornado com granizo deixa feridos e causa estragos em Campinas

Tornado com granizo deixa feridos e causa estragos em Campinas

- continua após a publicidade -

Duas pessoas ficaram feridas e 100 mil imóveis ficaram sem energia. De acordo com a Defesa Civil, a estação meteorológica de Barão Geraldo registrou ventos de 88 km/h e 74 milímetros de chuva em apenas 45 minutos. O volume superou a média histórica de chuva do mês inteiro, de 50 mm.

Tanto a Defesa Civil quanto o Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (Cepagri) suspeitam que um tornado pode ter atingido uma parte da cidade.
Isso porque, no distrito de São Geraldo, onde a força do vento foi medida, os estragos foram bem menores que em outras regiões da cidade, onde não haviam postos de medição.
A estimativa é de que, em alguns pontos, o vento tenha atingido 120 km/h, o que caracterizaria o tornado.

Tornado com granizo deixa feridos e causa estragos em Campinas1Os estragos maiores aconteceram nos bairros Taquaral, Cambuí, São Quirino e centro, onde também houve intensa queda de granizo No Jardim Brasil, uma árvore atingiu um carro e os dois ocupantes, com ferimentos leves, foram levados a um pronto-socorro. No Taquaral, as telhas de várias casas foram arrancadas pelo vento e lançadas para a rua, atingindo veículos. Em redes sociais, moradores revelam momentos de pânico.

Parte do teto do Galleria Shopping desabou no Jardim Nilópolis.
Um outdoor foi arrancado pelo vento.
O centro de compras permaneceu fechado neste domingo para reparo dos estragos.
Cerca de 100 mil imóveis ficaram sem energia no início da madrugada, segundo a concessionária.
De manhã, 30 mil casas ainda estavam sem luz. Equipes trabalhavam para remover cabos de energia lançados ao chão e restabelecer o sistema.
No início da tarde, a Defesa Civil ainda contabilizava os estragos.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Energia
Cinco torres de transmissão foram derrubadas pelo intenso vendaval na madrugada deste domingo. Por causa do acidente, três linhas de transmissão da rede básica foram desligadas automaticamente.

Na quarta-feira, um forte temporal no Estado de São Paulo já havia provocado a queda de 13 torres de transmissão nas regiões de Ilha Solteira, Bauru, Araraquara e Campinas.
Os reparos nessas torres ainda não foram concluídos, o que só está previsto para ocorrer na próxima terça-feira.

Houve desligamentos localizados no sistema de distribuição da CPFL, mas o fornecimento de energia para a população não foi interrompido, informou o ONS.

“Considerando que este evento aconteceu no fim de semana, quando a demanda de energia elétrica é inferior a de um dia normal de trabalho, o ONS está hoje estudando quais medidas operativas adicionais serão necessárias a partir de segunda-feira, 6, de forma a garantir as condições de segurança e confiabilidade no suprimento da região de Campinas e da cidade de São Paulo, até que sejam restabelecidos os equipamentos afetados”,

informou o operador em nota. As medidas serão informadas ainda neste domingo.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

A economia a “gente vê depois” leva mais de 2 milhões a extrema pobreza

Pelo menos 2 milhões de famílias brasileiras tiveram a renda reduzida e caíram para a extrema pobreza entre janeiro de 2019 e junho deste...

Quem foi vacinado com coronavac continua proibido de entrar em países que aceitam turistas

A santa medicação do Doria, continua proibida em vários países que já abriram suas fronteiras. E como ficam os imunizados que precisam viajar?

‘Sofrimento global’ faz buscas por ajuda emocional e prevenção ao suicídio aumentarem

Psicológicos relatam aumento de transtornos alimentares e psicológicos na pandemia e falam em ‘crises potencializadas’; Centro de Valorização da Vida registrou 147 mil atendimentos a mais apenas em 2020

Dirigente do Botafogo esquece a tradição e coloca o time entre os da várzea

Agora a torcida vai precisar trocar os bumbos e tambores por rosário, bíblia e agua benta, se não quiser estar ao lado do Leão

Governo federal anuncia dose de reforço para profissionais de saúde

Aplicação extra ocorrerá a partir de seis meses da imunização completa
- PUBLICIDADE -