InícioClimaLua de sangue: Veja como acompanhar raro eclipse deste domingo

Lua de sangue: Veja como acompanhar raro eclipse deste domingo

Previsto para ocorrer no fim da noite, brasileiros terão visão privilegiada de Lua da sangue que só deve ser visto novamente no país em 2025. O que influencia em sua vida?

- continua após a publicidade -

Previsto para ocorrer no fim da noite, brasileiros terão visão privilegiada de Lua da sangue que só deve ser visto novamente no país em 2025. O que influencia em sua vida?

Um eclipse lunar total com uma “Lua de Sangue” poderá ser visto no Brasil na noite do próximo domingo (15), segundo o professor do Departamento de Astronomia da Universidade de São Paulo (USP) Roberto Costa.

Este será o único eclipse lunar total que acontecerá neste ano, segundo os astrônomos. O próximo será apenas em maio de 2025.

foto – arquivo pessoal

‘Lua de Sangue’

O eclipse lunar total ocorre quando o Sol, a Terra e a Lua se alinham. Com isso, a Terra cobre totalmente o disco da Lua e isso causa o fenômeno. O satélite natural terrestre então fica com uma cor avermelhada — que passou a ser chamada de “Lua de Sangue”.

O professor de astronomia da USP afirma à BBC News Brasil que o termo “Lua de Sangue” se popularizou nos últimos anos após ser usado com frequência pela imprensa.

A cor avermelhada ocorre, explica o professor, porque a atmosfera da Terra age com um filtro para a luz do Sol.

De onde e quando ver o eclipse lunar

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O eclipse lunar poderá ser visto completamente de todo o território brasileiro. O professor diz que será muito fácil vê-lo no país porque ele ocorrerá no fim da noite e a Lua estará numa posição alta.

De acordo com o professor, o eclipse parcial poderá ser visto a partir do próximo domingo às 23h28, no horário de Brasília. À 0h29 de segunda-feira (16/02), começará o eclipse total, que vai durar até 1h54.

“Lua de sangue”: lendas mitos sobre o eclipse lunar

Incas, mesopotâmicos, hindus, povos ancestrais da América e África: todos construíram interpretações sobre os eclipses. Vale conhecê-las — mas, também, contemplar o fenômeno em si mesmo…

Maldade da lua

Para muitas civilizações antigas, a “lua de sangue” vem com intenções demoníacas. O povo inca interpretava o colorido vermelho profundo atacando e comendo a lua.  Acreditavam que o jaguar voltaria então sua atenção para a Terra, de modo que as pessoas gritavam, agitavam suas lanças e faziam seus cães latir e uivar, esperando fazer barulho suficiente para afastar o jaguar.

Crescente, nova, cheia e minguante: os ciclos da lua envolvem diferentes intensidades de energia que, obviamente, refletem na terra e na vida humana em proporções distintas. Algumas situações são visíveis, caso das marés que oscilam conforme a força gravitacional do satélite e, também, do Sol. Mas não é só a isso que a lua está associada.

“Ela influencia as águas do universo de modo geral, inclusive as águas de uma gestação dentro da barriga da mulher. Então nós, que temos o corpo marcadamente preenchido com água, também somos muito influenciados pela lua”, ressalta a astróloga Mozana Amorim. Como a especialista observa, cada fase marca um ritmo e é um convite para vivermos determinadas emoções e adotarmos (ou não) certas ações.

Cheia: a lua da celebração Tudo o que era promessa na lua nova e foi trabalhado na crescente encontra seu ápice na fase cheia. É a lua da potência máxima. É o momento de celebrar e comemorar as conquistas, olhar para o que foi feito e o que deu certo. O período é de fertilidade máxima. É a hora da exposição e de se abrir. É o período de momento de evolução e de iluminação.

arquivo

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Show da cantora Fernanda Marx acontece quarta-feira (01) Teatro Municipal de Ribeirão Preto

O show da turnê “Flor de Café 10 anos”, da cantora e compositora Fernanda Marx, marcado para ocorrer no dia 1º de junho, às...

Centro Cultural Palace recebe exposição sobre o Centenário da Semana de Arte Moderna

Exposição da ETEC de Ribeirão Preto está no Salão Mármore; visitação é aberta ao público e vai até o final de mês maio

Ribeirão Preto receberá Festival Paralímpico pelo terceiro ano

Cidade é sede do Centro de Referência Paralímpico, o que lhe confere posição de destaque entre outros municípios

Programa Inclusão Produtiva está com vagas abertas

Cursos são gratuitos e voltados para pessoas desempregadas; as vagas são limitadas

Méqui Fest: McDonald’s prepara festival de ofertas para a semana do hambúrguer e da batata

Clientes podem se deliciar com promoções imperdíveis, exclusivas no app da marca
- PUBLICIDADE -