Início Clima Brasil terá inverno mais frio dos últimos cem anos?

Brasil terá inverno mais frio dos últimos cem anos?

- continua após a publicidade -

Não se pode afirmar que o inverno de 2018 será o mais frio dos últimos 100 anos no Brasil. De acordo com especialistas ouvidos pelo UOL, simulações mostram que as temperaturas devem cair em todas as regiões do país em relação a 2017. Frio extremo, se houver, deverá ser pontual.

Desde o final da última semana, tem circulado nas redes sociais a informação de que o inverno deste ano deverá ser o mais rigoroso dos últimos cem anos no Brasil. Os boatos afirmam que o responsável seria o La Niña, fenômeno de resfriamento da superfície do Oceano Pacífico.

Celso Oliveira, meteorologista da Somar, não vê dessa forma.

“Eu não entraria no mérito se vai ser o inverno mais frio em cem, 200 ou 300 anos”, afirma o especialista à reportagem. “O que se pode falar, tecnicamente, é que teremos uma estação mais fria do que no ano passado com possibilidades de picos pontuais, como em outras ocasiões.”

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

De acordo com Oliveira, o La Niña é de fato um dos motivos para esta previsão de queda.

“Já podemos afirmar [que será mais frio] porque o Oceano Pacífico, no ano passado, estava quente. O La Niña permite a entrada de mais frentes frias”, explica. “Além disso, temos a correlação entre as ondas de frio e a atividade solar. O Sol tem um ciclo de 11 anos em que se aproxima e se afasta da Terra. Seu auge [de afastamento] deve acontecer em uns 2 anos.”

Ainda assim, o meteorologista explica que as simulações feitas pela Somar não apontam para o frio extremo.

“O que pode acontecer é como em 2013, que na semana do dia 25 julho houve uma brusca queda, mas, como um todo não foi um inverno frio”, argumenta.

“Ou seja: quando se fala que o inverno será mais frio é uma média ou um pico durante um ou dois dias? A estação tem 90. Será no Sudeste, no Sul ou no país inteiro?”, questiona Oliveira. “Por isso é difícil [afirmar isso]. E este tipo de informação traz consequências complicadas na tomada de decisões de diversas indústrias.”

Tendências para o inverno 2018

As simulações mostram que o inverno deste ano terá um frio mais frequente, mesmo que não tão intenso. As regiões Sul e Sudeste devem ser as mais afetadas pela queda das temperaturas.

“Teremos um outono mais chuvoso, o que deve resultar em um inverno com tardes mais nubladas e úmidas e madrugadas não tão geladas”, afirma Oliveira. “Pode haver, claro, semanas com picos maiores, mas o padrão deverá ser este.”

De acordo com o especialista, tardes nubladas e frias fazem com que a sensação térmica diminua. “Não será um inverno como o que tivemos nos últimos anos, de tarde ensolaradas, secas e geladas. Neste ano, teremos aquele clima chuvoso e nublado.”

Oliveira diz que para seus clientes de malharia, por exemplo, está recomendando meia estação, com tecidos não tão pesados, mas que sustentem tardes frias.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Vereadora Gláucia Berenice oficia Ministério Publico contra redução de repasse para as creches

A vereadora Gláucia protocolou um ofício, à promotoria da Cidadania, para que o Ministério Público intervenha junto à Secretaria de Educação para...

Faculdade Anhanguera de Ribeirão Preto promove cursos de inverno gratuitos e online

Empregabilidade e desafios da carreira são alguns dos assuntos que serão abordados

Transerp interdita trecho da avenidas Brasil e Mogiana nesta terça-feira

A Transerp reforça que os condutores obedeçam a sinalização semafórica ao longo das vias, diminuindo a velocidade de seus veículos e redobrando a atenção

International Youth Fellowship – IYF – rompe fronteiras e realizará evento online para jovens

Comunhão Internacional de Jovens, é uma Organização Cristã Global, Não-Governamental, dedicada ao crescimento espiritual, intelectual e emocional dos jovens ao redor do mundo

SP registra queda de mortes por coronavírus por três semanas seguidas

Importante destacar que esta é uma nota oficial do Governo do Estado. Veículos mórbidos de comunicação, não anunciam estes fatos e a população fica na duvida se é real.
- PUBLICIDADE -