InícioSaúdeVeterinária dá 8 dicas para proteger os pets do barulho dos fogos

Veterinária dá 8 dicas para proteger os pets do barulho dos fogos

Fogos de artifício no Ano-Novo podem causar choros, latidos, agitação, estresse intenso, pânico e até parada cardiorrespiratória

- continua após a publicidade -

Choro, latido e agitação costumam ser a resposta natural dos pets no momento dos fogos na noite de Ano-Novo. Embora seja crescente a discussão sobre a proibição de fogos de artifício com estampidos e estouros, na prática, eles ainda são intensamente usados nas festas de fim de ano, para o desespero dos animais e dos tutores.

Isso acontece porque os animais têm a audição bastante sensível. Para se ter ideia, os humanos apresentam faixa de vibração auditiva entre 10 hertz (Hz) e 20.000 Hz. Os cães, entre 10 Hz e 40.000 Hz. Os gatos são ainda mais sensíveis, pois a audição felina pode alcançar faixas ultrassônicas de até 1.000.000 Hz.

O resultado causado pelos fogos são choros, latidos, agitação, estresse intenso, pânico e, em casos mais graves, paradas cardiorrespiratórias que podem levar à morte. Além disso, os animais podem ficar desorientados, aumentando as chances de fuga e acidentes.

arquivo particular

“É muito delicado. Nesta época, recomendamos que os donos coloquem os animais em ambientes seguros, onde não consigam pular e se ferir. Também há a possibilidade de comprar hormônios de bem-estar e florais para trazer a sensação de segurança e proteção para os cães”, aconselha a médica-veterinária Fabiana Volkweis, da Uniceplac.

Para fugir do barulho, os animais tentam se esconder e correm desorientados, batendo em portões, grades, pulando de janelas ou em piscinas, atravessando ruas e avenidas. Fabiana aconselha que os tutores mantenham a casa e as piscinas fechadas e os animais protegidos nos ambientes mais silenciosos.

“Para evitar esses problemas, o dono deve encarar a situação com calma. Os pets notam quando há algo errado. Portanto, agir de forma natural é primordial para contornar a situação. O tutor pode utilizar brinquedos e petiscos durante a ocasião para o animal passar por esses minutos de apreensão”, aconselha.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Na tentativa de ajudar os tutores nesta virada de ano, confira oito dicas para proteger os pets do barulho dos fogos.

1 – O Tellington Touch (TTouch) é uma técnica aplicada por muitos tutores para auxiliar os cães que possuem medo de fogos de artifício. O método consiste em passar uma atadura em pontos específicos do corpo do animal para ativar o sistema nervoso e tranquilizá-lo.

2 – Cães e gatos costumam se esconder em momentos de medo. É importante deixá-los livres das coleiras, pois, em alguns casos, eles podem ficar rodando em círculos e correr risco de enforcamento.

3 – Caso o tutor vá passar as festas em casa, brincar com o pet e entretê-lo com seu brinquedo favorito é uma ótima solução. Estando perto do seu tutor, o bichinho se sente mais tranquilo e protegido.

4 – O canal DogTV é exclusivo para os pets e conta com uma programação especial para os cães e gatos o dia inteiro. No dia 31 de dezembro, recorrer ao canal pode ser uma boa ideia para protegê-los dos fogos. A maioria dos programas transmitidos é para tranquilizar os animais com sons de relaxamento próprios para eles. Consulte sua empresa de TV a cabo para saber o preço e o número correto do canal.

5 – Caso você não fique em casa, coloque seu amigo de quatro patas em um ambiente seguro, fechado e silencioso, com água e comida. Não deixe o animal perto de janelas abertas, piscinas e portões. Se viajar, o pet precisa ficar sob os cuidados de alguém ou em local especializado.

6 – Alguns animais preferem buscar proteção se escondendo embaixo de móveis. Deixe o pet se ajeitar da melhor maneira para ele, não force situações desconfortáveis. No caso de gatos, é comum que se escondam. Se o ambiente for seguro, com redes nas janelas e portões fechados, evite ficar chamando o bichinho para não estressá-lo mais.

7 – Durante a convivência com o animal, tente acostumá-lo a ouvir sons altos, associando o barulho a petiscos, para que ele assimile o ruído a uma sensação positiva. Além disso, cães e gatos que já tenham histórico de doença cardíaca demandam cuidados especiais nessas situações. É importante que o dono converse com o veterinário.

8 – Caso o animal apresente qualquer tipo de alteração ou se machuque de alguma forma, ele deve ser levado imediatamente a um veterinário para ser avaliado.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Bolsonaro na ONU: discurso sóbrio e responsável

‘Estávamos à beira do socialismo’, diz Bolsonaro em discurso na ONU Na abertura da Assembleia-Geral da entidade, presidente criticou lockdown e defendeu tratamento precoce contra a covid-19 O...

Corrente de Amor fomenta doações em prol do Hospital de Amor de Barretos

Facilidade de doação através de aplicativo e em pontos espalhados pelo Brasil, faz com que a campanha seja uma importante fonte de arrecadação para a instituição que operou com déficit mensal de mais de R$ 36 milhões em 2020

Primavera 2021: previsão geral para o Brasil

Primavera começa nesta quarta-feira (22). Crise hídrica e novo La Niña à vista. Quais as expectativas do clima para primavera 2021?

Bolsonaro faz abertura da assembleia geral da ONU logo mais por volta de 10 h

Na abertura da 76ª Assembleia Geral, expectativa é de que Bolsonaro use o púlpito para passar aos demais dirigentes mundiais um panorama do Brasil diferente do que os globalistas e velha mídia fazem.

Amazonas: governador se torna réu por desvio de recursos na pandemia

Se decidirem prender todos verdadeiros GE N0 C1 DAS, faltará cadeia. STJ aceitou hoje denúncia contra Wilson Lima e mais 13 pessoas
- PUBLICIDADE -