InícioSaúdeVeterinária dá 8 dicas para proteger os pets do barulho dos fogos

Veterinária dá 8 dicas para proteger os pets do barulho dos fogos

Fogos de artifício no Ano-Novo podem causar choros, latidos, agitação, estresse intenso, pânico e até parada cardiorrespiratória

- continua após a publicidade -

Choro, latido e agitação costumam ser a resposta natural dos pets no momento dos fogos na noite de Ano-Novo. Embora seja crescente a discussão sobre a proibição de fogos de artifício com estampidos e estouros, na prática, eles ainda são intensamente usados nas festas de fim de ano, para o desespero dos animais e dos tutores.

Isso acontece porque os animais têm a audição bastante sensível. Para se ter ideia, os humanos apresentam faixa de vibração auditiva entre 10 hertz (Hz) e 20.000 Hz. Os cães, entre 10 Hz e 40.000 Hz. Os gatos são ainda mais sensíveis, pois a audição felina pode alcançar faixas ultrassônicas de até 1.000.000 Hz.

O resultado causado pelos fogos são choros, latidos, agitação, estresse intenso, pânico e, em casos mais graves, paradas cardiorrespiratórias que podem levar à morte. Além disso, os animais podem ficar desorientados, aumentando as chances de fuga e acidentes.

arquivo particular

“É muito delicado. Nesta época, recomendamos que os donos coloquem os animais em ambientes seguros, onde não consigam pular e se ferir. Também há a possibilidade de comprar hormônios de bem-estar e florais para trazer a sensação de segurança e proteção para os cães”, aconselha a médica-veterinária Fabiana Volkweis, da Uniceplac.

Para fugir do barulho, os animais tentam se esconder e correm desorientados, batendo em portões, grades, pulando de janelas ou em piscinas, atravessando ruas e avenidas. Fabiana aconselha que os tutores mantenham a casa e as piscinas fechadas e os animais protegidos nos ambientes mais silenciosos.

“Para evitar esses problemas, o dono deve encarar a situação com calma. Os pets notam quando há algo errado. Portanto, agir de forma natural é primordial para contornar a situação. O tutor pode utilizar brinquedos e petiscos durante a ocasião para o animal passar por esses minutos de apreensão”, aconselha.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Na tentativa de ajudar os tutores nesta virada de ano, confira oito dicas para proteger os pets do barulho dos fogos.

1 – O Tellington Touch (TTouch) é uma técnica aplicada por muitos tutores para auxiliar os cães que possuem medo de fogos de artifício. O método consiste em passar uma atadura em pontos específicos do corpo do animal para ativar o sistema nervoso e tranquilizá-lo.

2 – Cães e gatos costumam se esconder em momentos de medo. É importante deixá-los livres das coleiras, pois, em alguns casos, eles podem ficar rodando em círculos e correr risco de enforcamento.

3 – Caso o tutor vá passar as festas em casa, brincar com o pet e entretê-lo com seu brinquedo favorito é uma ótima solução. Estando perto do seu tutor, o bichinho se sente mais tranquilo e protegido.

4 – O canal DogTV é exclusivo para os pets e conta com uma programação especial para os cães e gatos o dia inteiro. No dia 31 de dezembro, recorrer ao canal pode ser uma boa ideia para protegê-los dos fogos. A maioria dos programas transmitidos é para tranquilizar os animais com sons de relaxamento próprios para eles. Consulte sua empresa de TV a cabo para saber o preço e o número correto do canal.

5 – Caso você não fique em casa, coloque seu amigo de quatro patas em um ambiente seguro, fechado e silencioso, com água e comida. Não deixe o animal perto de janelas abertas, piscinas e portões. Se viajar, o pet precisa ficar sob os cuidados de alguém ou em local especializado.

6 – Alguns animais preferem buscar proteção se escondendo embaixo de móveis. Deixe o pet se ajeitar da melhor maneira para ele, não force situações desconfortáveis. No caso de gatos, é comum que se escondam. Se o ambiente for seguro, com redes nas janelas e portões fechados, evite ficar chamando o bichinho para não estressá-lo mais.

7 – Durante a convivência com o animal, tente acostumá-lo a ouvir sons altos, associando o barulho a petiscos, para que ele assimile o ruído a uma sensação positiva. Além disso, cães e gatos que já tenham histórico de doença cardíaca demandam cuidados especiais nessas situações. É importante que o dono converse com o veterinário.

8 – Caso o animal apresente qualquer tipo de alteração ou se machuque de alguma forma, ele deve ser levado imediatamente a um veterinário para ser avaliado.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Policiais militares de de São Paulo estão de prontidão para embarcar para a Turquia e atuar no salvamento e resgate das vítimas

Número de mortos no terremoto na Turquia e na Síria passa de 11 mil, mas entidades acreditam que numero chegará a 40 mil O número...

Após armação da esquerda e sigilo de 100 anos das imagens 8 de Janeiro segue sem respostas

Os desdobramentos do quebra-quebra de 8 de janeiro, contudo, parecem longe do fim, pois lula e a carreta furacão não querem CPI e investigação

No Dia do Publicitário, APP Ribeirão lança calendário de atividades de 2023

Com novas datas de atividades e eventos, a Associação dos Profissionais de Propaganda de Ribeirão Preto reúne diretoria no Chopp Time

Saúde prorroga inscrições de concurso público para bolsistas do Programa de Aprimoramento

Inscrições vão até 17 de fevereiro; bolsas são para as áreas de Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Nutrição, Psicologia e Terapia Ocupacional

Lula promete nova regulação para trabalhadores de aplicativos

Brasil tem 1,5 milhão de trabalhadores por aplicativos que podem deixar de trabalhar e ter uma renda, caso seja levado adiante
- PUBLICIDADE -