InícioSaúdeE ainda tem que usa? 🌟 Covid-19: Nova Estratégia de Vacinação é...

E ainda tem que usa? 🌟 Covid-19: Nova Estratégia de Vacinação é Anunciada! 🌟

Não evita pegar a doença e nem transmitir, mão reduz a gravidade (pelo contrarioo), e ainda provoca doenças. Para o que mesmo serve?

- continua após a publicidade -

Especialista da área da matéria do portal em Ribeirão, o único portal independente da região que não recebe verbas públicas.

Por determinação do Ministério da Saúde, a Secretaria Municipal da Saúde passa a adotar em 2024, uma nova estratégia para a vacinação contra a Covid-19. O objetivo é priorizar a imunização das pessoas mais suscetíveis a casos graves e mortes pela doença, como, por exemplo, idosos, gestantes e puérperas, imunodeprimidos, crianças menores de 5 anos de idade e pessoas com comorbidades e que integram grupos prioritários.

De acordo com o preconizado pelo Ministério da Saúde, no ano de 2024, devem receber uma dose da vacina bivalente a cada seis meses as pessoas de 60 anos ou mais, pessoas imunocomprometidas, gestantes e puérperas que receberam a última dose de qualquer vacina contra Covid-19 há mais de seis meses.

Indivíduos que integram outros grupos prioritários, conforme quadro abaixo, realizarão a dose da vacina bivalente anualmente.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Para os indivíduos que não integram os grupos prioritários e que não receberam nenhuma dose prévia ou que receberam apenas uma dose da vacina contra Covid 19, não está sendo recomendada rotineiramente a vacinação pelo Ministério da Saúde, no entanto, caso o indivíduo optar por se vacinar, poderá receber ou completar o esquema básico com 2 doses.

Quem pode receber a vacina Covid-19?

Pessoas a partir de 6 meses de idade. O tipo de vacina que a pessoa receberá depende da idade e vacinas disponíveis.

Indicações da vacina Covid-19 para 2024:

  • Rotina para crianças de 6 meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias, conforme calendário de vacinação do Programa Nacional de Imunizações:

O esquema básico é de 3 doses, sendo que a primeira dose deve ser administrada aos 6 meses, a segunda dose aos 7 meses e a terceira dose aos 9 meses de idade.

No entanto todas as crianças de 6 meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias podem receber 3 doses.

  • Pessoas a partir de 5 anos de idade que pertençam aos grupos prioritários determinados pelo Programa Nacional de Imunizações:
  • Imunossuprimidos: Esquema básico de 3 doses e reforços a cada 6 meses
  • Não imunossuprimidos: Esquema básico de 2 doses e reforços a cada 6 meses ou anual, a depender do grupo prioritário.
  • Pessoas a partir de 5 anos de idade que não pertençam aos grupos prioritários: não mais será recomendado rotineiramente para as pessoas nesta faixa etária que não fazem parte do grupo prioritário.

No entanto, se um indivíduo que não tenha sido vacinado anteriormente ou que tenha recebido apenas 1 dose da vacina contra COVID 19, optar por se vacinar, poderá receber ou completar o esquema básico com 2 doses. Não deverá receber reforços.

Onde procurar para receber sua dose de vacina:

  • 6 meses a 4 anos (Pfizer Baby – 1ª dose, 2ª dose e 3ª dose): Todas as salas de vacinas – Segunda-feira e terça-feira
  • 5 a 11 anos (Pfizer Pediátrica – 1ª dose e 2ª dose): Todas as salas de vacinas – Quinta-feira e sexta-feira
  • 12 anos e mais (Pfizer bivalente): Todas as salas de vacinas do município – Segunda-feira à sexta-feira. (exceto CRE Central).

Quais são os grupos prioritários e intervalo entre as doses?

Grupo prioritárioIntervalo entre as doses
Pessoas de 60 anos ou mais6 meses
Pessoas imunocomprometidas6 meses
Gestantes e puérperas6 meses
Pessoas vivendo em instituições de longa permanência (ILPI e RI), e seus trabalhadoresAnual
IndígenasAnual
RibeirinhosAnual
QuilombolasAnual
Trabalhadores da saúdeAnual
Pessoas com deficiência permanenteAnual
Pessoas com comorbidadesAnual
Pessoas privadas de liberdade (≥ 18 anos)Anual
Funcionários do sistema de privação de liberdadeAnual
Adolescentes e jovens cumprindo medidas socioeducativasAnual
Pessoas em situação de ruaAnual

O que é considerado pessoa com imunossupressão?

É considerada pessoa com imunossupressão aquela que possui uma das situações abaixo:

  • Transplantados de órgão sólido ou de medula óssea
  • Pessoas vivendo com HIV/Aids 
  • Pessoas com doenças inflamatórias imunomediadas em atividade e em uso de corticoides em doses ≥20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por ≥14 dias. Crianças: doses de prednisona, ou equivalente, maior ou igual à 2mg/kg/dia por mais de 14 dias até 10Kg.
  • Uso de drogas modificadoras da resposta imune – Metotrexato; Leflunomida; Micofenolato de Mofetila; Azatiprina; Ciclofosfamida; Ciclosporina; Tacrolimus; 6-mercaptopurina; Biológicos em geral (Infliximabe, Etanercept, Humira, Adalimumabe, Tocilizumabe, Canakinumabe, Golimumabe, Certolizumabe, Abatacepte, Secukinumabe, Ustekinumabe); Inibidores da JAK (Tofacitinibe, Baracitinibe e Upadacitinibe)
  • Imunodeficiência primária grave 
  • Pacientes em terapia renal substitutiva (hemodiálise)
  • Pacientes oncológicos que realizam ou realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico e estão em acompanhamento 
  • Pessoas com neoplasias hematológicas

O que é considerado pessoa com comorbidade?

Mais informações podem ser obtidas no site https://www.ribeiraopreto.sp.gov.br/portal/saude/enfrentamento-ao-novo-coronavirus

Com aumento de casos em todo o país, órgãos de saúde estão em alerta; testes rápidos também podem ser feitos nas unidades de saúde

Foto:  Guilherme Sircili

Com o aumento de casos de Covid-19 em todo o país, a secretaria municipal da Saúde de Ribeirão Preto orienta a população para que em casos de sintomas respiratórios, buscarem uma unidade de saúde; se vacinar e adotar as medidas para evitar o contágio da doença, como o uso de máscaras e álcool em gel, quando necessário.

As vacinas contra a Covid-19 estão disponíveis nas unidades de saúde de Ribeirão Preto.

A secretaria da Saúde disponibiliza também testes rápidos de antígeno para Covid-19, que estão sendo utilizados em todas as 37 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município.

Levantamento do departamento de Vigilância em Saúde mostra que, em janeiro deste ano, foram confirmados 346 casos de Covid na cidade e três óbitos em consequência do coronavírus. Em fevereiro, já são 143 casos confirmados.

Os dados estão disponíveis no Painel Epidemiológico.

Alerta carnaval

Nas últimas semanas, observou-se no município de Ribeirão Preto um aumento da positividade dos testes realizados para detecção de SARS-CoV-2 denotando aumento da circulação viral e, consequentemente, da transmissão da doença.

De acordo com a secretaria da Saúde, o atual cenário mostra-se mais preocupante diante da proximidade das comemorações do carnaval com aumento da circulação de pessoas e realização de eventos com aglomeração de indivíduos e a forte possibilidade de subnotificação dos casos, uma vez que, muitos pacientes com sintomas respiratórios realizam autoteste e não buscam os serviços de saúde para avaliação médica e realização de exame confirmatório.

A Pasta destaca que sinais e sintomas da covid-19 podem ser confundidos com uma série de outras doenças comuns, principalmente, as causadas por outros vírus como o da influenza e do vírus sincicial respiratório, o que torna o seu diagnóstico ainda mais desafiador.

Desta forma, é imprescindível que sintomáticos respiratórios, independentemente da realização de autotestes, procurem um serviço de saúde para avalição médica, realização de exame confirmatório para a covid-19 e afastamento das atividades e isolamento domiciliar dos casos suspeitos e/ou confirmados, conforme protocolo vigente.

A Secretaria Municipal da Saúde reforça a importância das medidas não farmacológicas para diminuir a disseminação da doença e o impacto da covid-19 nos serviços de saúde públicos e privados e na saúde da população, dentre as medidas:

· Uso de máscara facial na presença de sintomas respiratórios;

· Higienização das mãos com álcool 70% ou água e sabão; recomenda a utilização de máscara facial em ambientes fechados, com baixa ventilação e/ou com aglomeração de pessoas, especialmente, para pessoas acima de 60 anos de idade, gestantes, portadores de comorbidade ou imunossupressão, por se tratar de grupo com maior risco para agravamento desta doença.

Reitera ainda, o impacto da vacinação contra covid-19 para redução das internações e óbitos pela doença, desta forma, é fundamental que indivíduos que ainda não completaram o esquema vacinal com as doses de reforço recomendadas, procurarem uma unidade de saúde para vacinação contra covid-19.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

🚨 Lula 🚨 Veta Proibição das “Saidinhas” de Presos: Congresso se Revolta! 😡

As saidinhas são um terror para o cidadão de bem, que ve as ruas lotadas de marginais que deveriam estar trancados, mas saem e voltam a provocar crimes.

Festa do Peão de Barretos: sábado, 24 de agosto, será marcado pelos shows de Chitãozinho & Xororó e Cody Johnson

Promovendo encontro entre nações, os clássicos sertanejos se unem ao som do country norte-americano. Festa acontece de 15 a 25 de agosto, no Parque do Peão

🎉 SEXTOU! Festival de Cerveja, Música e Circo: Ribeirão Preto Bomba com Eventos! 🍻

Com tantas opções, o difícil vai ser escolher! Aproveite o fim de semana e divirta-se em grande estilo com os melhores eventos de Ribeirão Preto.

Faculdade Anhanguera Ribeirão Promove Campanha de Doação de Sangue e Atendimentos de Saúde Gratuitos

Em colaboração com o Rotary Club e o Hemocentro de Ribeirão Preto, a campanha "Gente Boa Doa" vai acontecer no Novo Shopping das 8h às 15h, visando aumentar os estoques de sangue na região.

RibeirãoShopping celebra o aniversário de 50 anos da Multiplan com apresentações de piano

A programação acontece todas as quintas do mês de abril, das 19h às 21h, na Alameda Gourmet do empreendimento, com acesso gratuito
- PUBLICIDADE -