Início Região Morador de Jaboticabal foge, troca tiros com a policia e morre

Morador de Jaboticabal foge, troca tiros com a policia e morre

- continua após a publicidade -

Um homem morreu baleado após uma perseguição policial na rodovia Washington Luís, em São José do Rio Preto (SP), na noite desta quinta-feira (1º).

O motivo do acompanhamento do carro onde estava o suspeito morto não foi divulgado pela Polícia Militar.

A PM apenas informou que a perseguição ao veículo onde estavam dois homens começou pela cidade e terminou às margens da rodovia, quando o motorista perdeu o controle da direção e bateu em uma viatura da Polícia Rodoviária.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Ainda segundo a polícia, após a batida, um dos suspeitos conseguiu fugir a pé em direção ao bairro Fraternidade, em Rio Preto.

O outro saiu do carro atirando e houve tiroteio. O suspeito acabou baleado e morreu ainda no local.
Já os policiais militares que estavam na viatura tiveram apenas ferimentos leves.

O caso será investigado pela Polícia Civil de Rio Preto.
O rapaz de 30 anos era morador de Jaboticabal.

 

FONTE G1 – RIO PRETO

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Avenida Antônia Mugnatto Marincek recebe novas adequação

Via foi duplicada em mais de quatro quilômetros, recebeu ciclovia, cerca de 50 pontos de acessibilidade e nova sinalização

Construção da UPA do Ribeirão Verde tem local definido

A área institucional com 7.107 metros quadrados, além de melhor localizada, atende os requisitos necessários para construção da unidade de saúde.

INSS divulga calendário de pagamentos de benefícios em 2021

A autarquia divulgou o calendário de depósitos para todo o próximo ano.

Ministério vai buscar vacina de excelência, diz Pazuello no Congresso

Ele reafirmou que a população não será obrigada a se imunizar contra Coronavírus

Após 40 anos USP busca voluntários para testar vacina contra HIV

Estudo é desenvolvido em cooperação com instituições de outros países, 32,7 milhões morreram com a doença.