InícioPolíticaGoverno anuncia corte de 4 mil cargos, mas não sabe quanto economizará

Governo anuncia corte de 4 mil cargos, mas não sabe quanto economizará

- continua após a publicidade -

Apesar de repetirem esse número ao longo de toda e entrevista, os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil), Romero Jucá (Planejamento, Desenvolvimento e Gestão) e Ricardo Barros (Saúde) reconheceram que ainda não sabem qual economia esses cortes gerarão.

“A meta física é a redução de 4 mil postos. A partir dessa meta física iremos quantificar”, disse Jucá, adiantando que a tesoura do governo se concentrará em “cargos de confiança, funções gratificadas e outros tipos de contratações”.

Questionado sobre o que significarão as demissões para os cofres públicos, Jucá alegou que existem diferentes tipos de servidores, cada qual com salários e contratos de trabalho distintos.

“Não sabemos ainda quanto o governo irá economizar com esses cortes”, reconheceu.

Segundo o novo ministro do Planejamento, novas mudanças estão previstas para os ministérios – Temer anunciou o fim de dez deles em seu primeiro discurso à frente do palácio do Planalto, na tarde desta quinta-feira.

“Vamos rever a estrutura organizacional dos ministérios. Alguns já foram encerrados ou recepcionados por outros ministérios”,

disse Jucá.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

A maior parte dos projetos anunciados pelo núcleo duro do governo Temer não tem cronograma. “Tem foco no curto, médio e longo prazos”, afirmaram, já considerando um possível afastamento definitivo da presidente Dilma Rousseff, que ainda será julgada pelo Senado nos próximos 180 dias.
Mulheres só em secretarias

Questionados sobre a ausência total de mulheres no grupo de ministros anunciado por Temer, os homens do presidente em exercício culparam a falta de indicações femininas por parte dos partidos, sem não dar razões objetivas para tal.

“Nós tentamos de várias formas, na parte que dizia respeito à disponibilidade, em várias funções, tentamos encontrar mulheres”, disse Eliseu Padilha. “Mas, por razões que não vêm ao caso, isto não foi possível”.

De acordo com a argumentação do ministro, mulheres terão espaço em ministérios extintos, hoje transformados em secretarias – e atualmente sob a tutela de pastas comandadas por homens.

“Nestas secretarias que tiveram status de ministérios e que vêm para os ministérios com os mesmos programas, nós vamos sim trazer mulheres para participar”,

explicou.

Ele usou como exemplo a chefia do gabinete do presidente da República, “uma função que é da maior importância“, que ficará com Nara de Deus.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Com dois a menos, Palmeiras se classifica na libertadores

10 SEMIS DE #LIBERTADORES NA HISTÓRIA! 10 CLASSIFICAÇÕES CONSECUTIVAS EM MATA-MATA NO TORNEIO! 10 PASSAGENS DE FASE EM #LIBERTADORES EM CASA!

Patriotas vão para Paulista: Ribeirão inicia preparativos para o desfile de 7 de Setembro

Em Ribeirão vários grupos se organizam para participar das manifestações em São Paulo, dia que esta sendo considerado o mais importante dos últimos 200 anos. Confira como participar.

WhatsApp lança novas ferramentas para garantir mais segurança e privacidade aos usuários

As funções do aplicativo de mensagens estão em fase de testes, mas devem chegar ao público em breve

Vereador esquerdista que defende mulheres deve cumprir medida protetiva com a ex-namorada

a vítima se sente perseguida e agredida moralmente e psicologicamente pelo autor

“Funcionário” recebe R$ 22 mil por mês da Câmara para estudar Direito na USP em período integral

Trabalhar por que? Se nem os vereadores fazem isso, o O acadêmico em questão é Saulo Wellington Marchiori Magron, lotado no cargo de agente de administração
- PUBLICIDADE -