InícioPolíticaGoverno anuncia corte de 4 mil cargos, mas não sabe quanto economizará

Governo anuncia corte de 4 mil cargos, mas não sabe quanto economizará

- continua após a publicidade -

Apesar de repetirem esse número ao longo de toda e entrevista, os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil), Romero Jucá (Planejamento, Desenvolvimento e Gestão) e Ricardo Barros (Saúde) reconheceram que ainda não sabem qual economia esses cortes gerarão.

“A meta física é a redução de 4 mil postos. A partir dessa meta física iremos quantificar”, disse Jucá, adiantando que a tesoura do governo se concentrará em “cargos de confiança, funções gratificadas e outros tipos de contratações”.

Questionado sobre o que significarão as demissões para os cofres públicos, Jucá alegou que existem diferentes tipos de servidores, cada qual com salários e contratos de trabalho distintos.

“Não sabemos ainda quanto o governo irá economizar com esses cortes”, reconheceu.

Segundo o novo ministro do Planejamento, novas mudanças estão previstas para os ministérios – Temer anunciou o fim de dez deles em seu primeiro discurso à frente do palácio do Planalto, na tarde desta quinta-feira.

“Vamos rever a estrutura organizacional dos ministérios. Alguns já foram encerrados ou recepcionados por outros ministérios”,

disse Jucá.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

A maior parte dos projetos anunciados pelo núcleo duro do governo Temer não tem cronograma. “Tem foco no curto, médio e longo prazos”, afirmaram, já considerando um possível afastamento definitivo da presidente Dilma Rousseff, que ainda será julgada pelo Senado nos próximos 180 dias.
Mulheres só em secretarias

Questionados sobre a ausência total de mulheres no grupo de ministros anunciado por Temer, os homens do presidente em exercício culparam a falta de indicações femininas por parte dos partidos, sem não dar razões objetivas para tal.

“Nós tentamos de várias formas, na parte que dizia respeito à disponibilidade, em várias funções, tentamos encontrar mulheres”, disse Eliseu Padilha. “Mas, por razões que não vêm ao caso, isto não foi possível”.

De acordo com a argumentação do ministro, mulheres terão espaço em ministérios extintos, hoje transformados em secretarias – e atualmente sob a tutela de pastas comandadas por homens.

“Nestas secretarias que tiveram status de ministérios e que vêm para os ministérios com os mesmos programas, nós vamos sim trazer mulheres para participar”,

explicou.

Ele usou como exemplo a chefia do gabinete do presidente da República, “uma função que é da maior importância“, que ficará com Nara de Deus.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Organização IYF e empresas parceiras adotam como missão o desenvolvimento social e econômico do país

A essência da responsabilidade social está em adotar atitudes benéficas e proativas para a sociedade e o meio ambiente.

Cerca de 40 mil pessoas não retornaram para receber a segunda dose da vacina contra Covid-19

Dados são Vigilância Epidemiológica, que conclama a população a procurar os postos de vacinação e manter o controle da doença

“Concertos Internacionais” apresenta homenagem a Astor Piazzolla

Concerto será transmitido no dia 23 de outubro, às 19h, como parte das comemorações de 91 anos do Theatro Pedro II

Nogueira quer que você receba agua do Rio Pardo nas torneiras

Hoje a agua do DAERP é do aquífero guarani, uma agua mineral será substituída por aguas do Rio Pardo. Você aprova esta mudança?

Atenção: Alerta para tentativa de golpe contra aposentados

Instituto de Previdência orienta beneficiários a não informar dados pessoais ou bancários
- PUBLICIDADE -