InícioPolíticaFake do G1: "Manifestantes pró-Bolsonaro exibem símbolo usado por neonazistas"

Fake do G1: “Manifestantes pró-Bolsonaro exibem símbolo usado por neonazistas”

"Essa bandeira rubro-negra é uma bandeira histórica que significa a terra fértil da Ucrânia, com a faixa negra, e [a vermelha] o sangue que ucranianos durante séculos derramaram na luta pela nossa soberania, liberdade e independência"

- continua após a publicidade -

G1/SP

Apoiadores do governo Bolsonaro exibem bandeira preta e vermelha com símbolo que também é usado por grupo de extrema direita ucraniano durante manifestação na Avenida Paulista, região central da cidade

A polícia vai apurar se a presença de bandeiras com símbolos também usados por neonazistas foi o estopim para o confronto entre manifestantes pró-democracia e pró-Bolsonaro, neste domingo (31), na Avenida Paulista, Centro de São Paulo.

Fake deste jornal de propriedade da Globo

Bandeira e símbolo

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

As bandeiras vistas na Paulista com o símbolo ucraniano, no entanto, não são consideradas neonazistas.

O embaixador da Ucrânia no Brasil, Rostyslav Tronenko, disse que a bandeira usada por manifestantes no protesto na Avenida Paulista, em São Paulo, não é nazista nem fascista, como circula nas redes sociais. O uso do símbolo por alguns manifestantes foi citado como possível causa para o início da confusão que terminou em confronto entre manifestantes e policiais militares na tarde deste domingo (31).

“Essa bandeira rubro-negra é uma bandeira histórica que significa a terra fértil da Ucrânia, com a faixa negra, e [a vermelha] o sangue que ucranianos durante séculos derramaram na luta pela nossa soberania, liberdade e independência”, disse.

O tridente, segundo o embaixador, “é símbolo do príncipe Vladimir, do século 10, que trouxe o cristianismo à Ucrânia e esse tridente significa a santíssima trindade”, disse.

O representante diplomático fez uma breve crítica aos veículos de imprensa que fazem um ataque aos símbolos nacionais sem uma apuração sobre seus significados e pediu que a mídia brasileira tenha um cuidado maior.

– Nós não concordamos com algumas interpretações da mídia brasileira da nossa história e dos nossos símbolos. Pra nós ucranianos esses símbolos são sagrados. Por isso, eu apelo para a mídia brasileira para ver o contexto, o significado verdadeiro desses símbolos e não interpretá-lo deliberadamente assim como fazem as redes sociais – completou.

arquivo

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Com dois a menos, Palmeiras se classifica na libertadores

10 SEMIS DE #LIBERTADORES NA HISTÓRIA! 10 CLASSIFICAÇÕES CONSECUTIVAS EM MATA-MATA NO TORNEIO! 10 PASSAGENS DE FASE EM #LIBERTADORES EM CASA!

Patriotas vão para Paulista: Ribeirão inicia preparativos para o desfile de 7 de Setembro

Em Ribeirão vários grupos se organizam para participar das manifestações em São Paulo, dia que esta sendo considerado o mais importante dos últimos 200 anos. Confira como participar.

WhatsApp lança novas ferramentas para garantir mais segurança e privacidade aos usuários

As funções do aplicativo de mensagens estão em fase de testes, mas devem chegar ao público em breve

Vereador esquerdista que defende mulheres deve cumprir medida protetiva com a ex-namorada

a vítima se sente perseguida e agredida moralmente e psicologicamente pelo autor

“Funcionário” recebe R$ 22 mil por mês da Câmara para estudar Direito na USP em período integral

Trabalhar por que? Se nem os vereadores fazem isso, o O acadêmico em questão é Saulo Wellington Marchiori Magron, lotado no cargo de agente de administração
- PUBLICIDADE -