InícioPolíticaDuda Hidalgo tenta se esconder embaixo da saia da justiça mas não...

Duda Hidalgo tenta se esconder embaixo da saia da justiça mas não tem êxito

A PTistas havia solicitado que a justiça paralisasse a investigação do Conselho de Ética até julgamento do mérito do mandado. Mais uma pizza?

- continua após a publicidade -

A PTistas havia solicitado que a justiça paralisasse a investigação do Conselho de Ética até julgamento do mérito do mandado.

A Juíza Luisa Helena Carvalho Pita, da 2ª. Vara da Fazenda Pública de Ribeirão Preto negou o pedido de liminar feito pela vereadora de Ribeirão Preto Duda Hidalgo (PT) em Mandado de Segurança em que ela pedia a paralisação do processo de investigação contra ela movido pelo Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara de Ribeirão Preto. O Mandado com pedido de liminar havia sido impetrado na manhã desta terça-feira, 8 de fevereiro.

Na decisão a magistrada afirmou que apesar da vereadora sustentar que, caso não fosse concedida a tutela de urgência, ela sofreria dano grave que poderá culminar injustamente na cassação de seu mandato, tal argumento não se justifica. Isso porque, o procedimento administrativo em questão encontra-se em fase instrutória de modo que inexiste, por ora, risco concreto de cassação do mandado da impetrante que imponha a concessão de liminar sem antes colher as informações dos impetrados.

Afirmou ainda que a vereadora não apresentou nos autos prova da existência e vigência dos fundamentos legais aplicáveis que dariam ensejo às supostas nulidades apontadas, remanescendo ainda nebuloso o efetivo regramento legal aplicável ao referido processo administrativo.

Denúncia

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Segundo a denúncia, a parlamentar realizou, ao longo do ano de 2021, uma série de viagens para eventos partidários realizados em outras cidades. O sistema Detecta, da Polícia Militar, confirmou que o veículo efetivamente esteve em algumas cidades em datas em que Duda afirmou à Câmara que o carro estaria em Ribeirão.

Segundo a defesa de Duda, a atuação do Conselho de Ética foi ilegal e impediu o exercício do direito de defesa da parlamentar, especialmente pelo presidente Maurício Vila Abranches (PSDB) e pelo relator do caso, o vereador Renato Zucoloto (PP). A parlamentar ainda afirmou ao Judiciário que o rito escolhido para a tramitação do processo foi incorreto.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Anvisa alerta sobre risco de miocardite e pericardite pós-vacinação

A Anvisa informa que os Estados Unidos (EUA) relataram a ocorrência de casos de miocardite (inflamação do músculo cardíaco) e de pericardite (inflamação do tecido que envolve o coração) após a vacinação

Campeonato Esportivo movimenta mais de mil alunos das escolas municipais

Cirem será realizado até a 2a quinzena de dezembro

Assistência Social realizará “V Caminhada Mulher Maravilha” neste domingo

Evento promovido pelo NAEM acontece em referência aos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres

Projeto Guri está com inscrições abertas

Crianças e adolescentes de seis a 18 anos podem aprender a tocar um instrumento musical, sem a necessidade de conhecimento prévio

Fogos de artifício: veterinário explica como proteger os animais durante as comemorações

Especialista explica as possíveis reações dos pets e o que pode ser feito para amenizar o pânico e transtornos causados pelas explosões
- PUBLICIDADE -