InícioEsportesOlimpíadasZanetti fica com a prata nas argolas e ganha medalha na segunda...

Zanetti fica com a prata nas argolas e ganha medalha na segunda Olimpiada

- continua após a publicidade -

Depois de chocar o mundo em Londres-2012 – ao conquistar o primeiro ouro brasileiro na ginástica -, Arthur Zanetti não conseguiu repetir o feito no Rio de Janeiro e terminou com uma medalha de prata nas argolas. Nesta segunda-feira, na Arena Olímpica, localizada na Barra da Tijuca, o brasileiro terminou na segunda posição ao ser superado pelo grego Eleftherios Petrounias, que ficou com o ouro. O russo Denis Abliazin completou o pódio com um bronze.

Natural de São Caetano do Sul (SP), Zanetti era um dos favoritos ao ouro, já que, após a conquista em Londres-2012, se tornou campeão mundial nas argolas em 2013, foi segundo colocado em 2014 e colecionou várias medalhas em etapas de Copa do Mundo.

Veja neste álbum a sequencia que deu a prata a Zanetti

0833582d-e0be-46e8-8bd6-da72b996012e

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Nós já avisamos que aconteceria: 72 casos de hepatite sem motivos no Brasil

Análises reúnem pacientes de dois meses a 16 anos; principais sintomas apresentados são pele e olhos amarelados, febre, vômito e dor abdominal. É só o começo dos efeitos da picada

Maior investidor da bolsa brasileira alerta: “Magazine Luiza vai quebrar”

Quem lacra lucra? : Lulista Magazine Luiza esta sentindo falta das tetas do governo e pode Quebrar. Triste

O nosso adeus a Miguel Liporassi

Ribeirão Preto perde Miguel Liporassi: Não era polêmico nem agressivo, era respeitado pela qualidade, voz e equilíbrio nos comentários. E pela postura com os colegas, leal, ficava longe das intrigas de bastidores.

PREVISÕES DO TAROT EM JULHO DE 2022

As previsões para Julho de 2022, trazem transformação nas finanças, amor, relação familiar

Vice de Lula tem novamente bens bloqueados pelo Ministerio Publico

Justiça Eleitoral determina bloqueio de R$ 11,3 milhões em bens de Geraldo Alckmin no caso Odebrech
- PUBLICIDADE -