InícioFutebolBotafogoCom time fraco, Botafogo cai para serie C do Brasileiro

Com time fraco, Botafogo cai para serie C do Brasileiro

Depois de muitos erros de planejamento, contratações e dentro de campo, o Pantera sacramentou o descenso para o andar de baixo

- continua após a publicidade -

Nesta semana o Botafogo dependia de vitória para tentar se manter na serie B, mas como foi em todo o campeonato, o time não correspondeu e perdeu mais uma em casa.

A pífia campanha com 8 vitórias, 10 empates e 18 derrotas, até a 36ª rodada, não foi uma novidade para o clube. O erro de planejamento começou no Paulistão – campeonato em que o Botafogo escapou da degola somente na última rodada – e terminou de forma vexatória na Série B.

O Botafogo perdeu do CSA por 3 a 1, nesta terça-feira (19), no Estádio Santa Cruz, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. 

O gol botafoguense foi marcado pelo zagueiro Walisson Maia, aos 31 minutos do segundo tempo. Já o time alagoano marcou com Nadson, aos 38 minutos da etapa inicial. No segundo tempo, Rodrigo Pimpão, aos 26, e Pedro Júnior, aos 42, fizeram o segundo e o terceiro, respectivamente. 

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Com o resultado, o Pantera continua na 19ª colocação com 34 pontos, cinco a menos do que o Náutico, primeiro clube fora da zona de rebaixamento e que possui um jogo a menos. O time pernambucano enfrenta o Oeste nesta quarta-feira em casa. 

Agora, o Tricolor pega o Vitória na próxima terça-feira (26), às 21h30, no Barradão, em Salvador, pela penúltima rodada do campeonato. 

Wellington Tanque - Botafogo de Ribeirão Preto
Wellington Tanque / Foto: Divulgação

O JOGO

O Botafogo entrou em campo com quatro novidades em relação ao empate diante do América-MG. No sistema defensivo, Martineli substituiu Romão, suspenso. No meio de campo, Matheus Anjos entrou no lugar de Ronald, que também cumpriu suspensão. Assim, Bady foi mantido e atuou ao lado do camisa 10. No ataque, Michel Douglas retornou na vaga de Judivan. 

No início da partida, o Tricolor teve dificuldades. Assim, o CSA dominou os 15 minutos iniciais. Mesmo assim, o goleiro Igor Bohn não foi exigido. 

Depois dos 15 minutos, o Pantera melhorou e chegou com perigo. No primeiro lance, Jeferson inverteu para Martineli, que segurou a bola e devolveu para o camisa 39. O lateral/ponta, porém, não conseguiu dominar. Três minutos depois, Jeferson teve um gol anulado por impedimento. 

Aos 26 minutos, após boa troca de passes no sistema ofensivo, Matheus Anjos colocou no ângulo, mas o goleiro Matheus Mendes saltou para evitar o gol. 

Quando o Botafogo estava melhor em campo, o adversário abriu o placar. Aos 39 minutos, Nadson completou de cabeça uma bola enfiada e colocou no canto: 1 a 0. 

Ainda na etapa inicial, o Pantera quase empatou. Val recebeu na intermediária e finalizou forte para outra boa defesa de Matheus Mendes. 

No segundo tempo, o Tricolor começou procurando o ataque, enquanto o CSA se defendia atrás da linha do meio de campo e apostava nos contragolpes. Desta forma, o time alagoano ampliou. Aos 27, após cruzamento da esquerda, a bola sobrou para Pimpão, que só tirou de Igor Bohn e fez: 2 a 0. 

O Botafogo não desistiu e conseguiu diminuir. Quatro minutos depois, Matheus Anjos cobrou escanteio e Maia subiu para cabecear e fazer: 2 a 1.

Pouco tempo depois, o Tricolor quase empatou. Após uma boa troca de passes, Ortega recebeu na grande área e mandou para fora. 

Moacir Júnior lançou o time para o ataque. Porém, Pedro Júnior, aos 42, definiu o marcador no contra-ataque. 

BOTAFOGO X CSA
LOCAL:
 Estádio Santa Cruz
DATA: 19 de janeiro, terça-feira
HORÁRIO: 19h15 (de Brasília)
ÁRBITRO: Wanderson Alves de Souza
ASSISTENTES: Marcos Vinicius Gomes e Ricardo Junio de Souza
CARTÕES AMARELOS: Róbson e Bolt (Botafogo); Paulo Sérgio (CSA)
CARTÃO VERMELHO: Rafinha (Botafogo)
GOLS: Nadson, aos 39 minutos do primeiro tempo (CSA); Rodrigo Pimpão, aos 26 minutos do segundo tempo (CSA), Walisson Maia, aos 31 minutos do segundo tempo (Botafogo); Pedro Júnior, aos 42 minutos do segundo tempo (CSA)
BOTAFOGO: Igor Bohn; Raniele (Cássio Ortega), Róbson, Walisson Maia e Martineli (Matheus Índio); Victor Bolt, Val Matheus Anjos e Bady (Judivan; Jeferson e Michel Douglas (Rafinha). Técnico: Moacir Júnior.
CSA: Matheus Mendes; Cedric (Rafinha), Cleberson, Luciano Castan e Diego Renan; Geovane, Yago (Andrigo), Nadson (Rafael Bilu) e Gabriel; Rodrigo Pimpão (Pedro Júnior) e Paulo Sérgio (Pedro Lucas). Técnico: Mozart

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

60 anos esperando titulo Comercial pode sair da fila

Com acesso garantido, Comercial busca 1º título de uma divisão de Paulista em 64 anos. O time terá força máxima no primeiro jogo da final, sábado às 19h, em Bauru

Iguatemi passa a integrar a maior iniciativa voluntária de sustentabilidade corporativa do mundo

A Iguatemi S.A, uma das maiores empresas full service no setor de shopping centers do país, acaba de ingressar no Pacto Global da ONU...

ACIS completa 53 anos de dedicação ao setor empresarial sertanezino; conheça a história da entidade

Fundada em 25 de maio de 1969, na época contou com a adesão de 70 associados. Os comerciantes locais sentiam dificuldades de se organizar para enfrentar determinados problemas

O bilionário Elon Musk chega hoje(20) ao Brasil para conversar com Bolsonaro

O homem mais rico do mundo visita o Brasil a convite do ministro Fábio Faria

Cinema do Shopping Iguatemi Ribeirão Preto exibe pré-estreia de Top Gun: Maverick

Maverick será lançado oficialmente no dia 26 de maio, entretanto, os fãs poderão se adiantar e aproveitar as sessões de pré-estreia, que acontecem de 21 a 25 de maio
- PUBLICIDADE -