InícioEsportesAluno do projeto "SuperAção" participa dos Jogos Paralímpicos Universitários

Aluno do projeto “SuperAção” participa dos Jogos Paralímpicos Universitários

- continua após a publicidade -

Mateus Benini, aluno das turmas de natação e parabadminton do projeto “SuperAção”, participou da segunda edição dos Jogos Paralímpicos Universitários, realizada entre os dias 26 e 30 de julho, em São Paulo. O evento reuniu mais de 250 atletas de judô, tênis de mesa, natação, atletismo, parabadminton e bocha.

Esta foi a primeira vez que um atleta ribeirãopretano de parabadminton representou a cidade em uma competição oficial. Mateus tem 26 anos e é estudante de Educação Física da Universidade de São Paulo (USP). Ele perdeu o movimento do braço esquerdo em um acidente de moto, há cerca de quatro anos.

As aulas de parabadminton, promovidas pelo “SuperAção”, são realizadas na quadra do Centro de Educação Física, Esportes e Recreação (CEFER), no campus da USP. Foi assim que Mateus descobriu a modalidade e o professor Paulo Sérgio Sargento. O atleta, que também disputou as provas de natação, falou sobre a experiência de participar de um evento deste porte. “Foi incrível e inexplicável. Tive a oportunidade de conhecer pessoas de todo o Brasil, com diversas deficiências. Apesar de não ter ido tão bem, a participação foi um estímulo para treinar ainda mais e me dedicar à modalidade”, ressaltou. Ele também afirmou que durante os Jogos, havia um clima amistoso e uma competição saudável entre os adversários.

Por fim, Mateus deixou um recado a todos. “Não tenham medo, não fiquem parados. Todas as pessoas precisam de uma atividade física, para o bem estar físico e mental. Pratiquem algum esporte, ele muda vidas”, concluiu.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Os Jogos Paralímpicos Universitários são organizados pelo Comitê Paralímpico Brasileiro em parceria com a Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU). No evento, os três primeiros de cada prova foram premiados com medalhas e as universidades que representam somaram pontos pelo desempenho. O formato tem como objetivo incentivar faculdades a inscrever cada vez mais atletas nas futuras edições.

Sobre o projeto

O projeto “Superação” foi criado com o objetivo de incluir as pessoas com algum tipo de deficiência no esporte. As modalidades trabalhadas, de forma gratuita, são basquete em cadeira de rodas, parabadminton, futebol de sete, futebol de cinco, teatro, balé e natação.

As aulas de basquete em cadeira de rodas, parabadminton e futebol de sete são realizadas no campus da USP. Já o futebol de cinco, o teatro e o balé são oferecidos na sede da Adevirp, enquanto a natação é praticada na Associação Cristã de Moços (ACM).

O “SuperAção” é realizado pela Associação Pró-Esporte e Cultura através do Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (PRONAS), Ministério da Saúde e Governo Federal.

Conta com os patrocínios da UEG Araucária, IHARA, Sistema Integrado Martins e Smart Supermercados. O projeto recebe, ainda, apoio da Marins Consultoria, Passaredo Linhas Aéreas, Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, ACM, USP e ADEVIRP.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Bolsonaro na ONU: discurso sóbrio e responsável

‘Estávamos à beira do socialismo’, diz Bolsonaro em discurso na ONU Na abertura da Assembleia-Geral da entidade, presidente criticou lockdown e defendeu tratamento precoce contra a covid-19 O...

Corrente de Amor fomenta doações em prol do Hospital de Amor de Barretos

Facilidade de doação através de aplicativo e em pontos espalhados pelo Brasil, faz com que a campanha seja uma importante fonte de arrecadação para a instituição que operou com déficit mensal de mais de R$ 36 milhões em 2020

Primavera 2021: previsão geral para o Brasil

Primavera começa nesta quarta-feira (22). Crise hídrica e novo La Niña à vista. Quais as expectativas do clima para primavera 2021?

Bolsonaro faz abertura da assembleia geral da ONU logo mais por volta de 10 h

Na abertura da 76ª Assembleia Geral, expectativa é de que Bolsonaro use o púlpito para passar aos demais dirigentes mundiais um panorama do Brasil diferente do que os globalistas e velha mídia fazem.

Amazonas: governador se torna réu por desvio de recursos na pandemia

Se decidirem prender todos verdadeiros GE N0 C1 DAS, faltará cadeia. STJ aceitou hoje denúncia contra Wilson Lima e mais 13 pessoas
- PUBLICIDADE -