InícioEspeciaisJoão RockPela primeira vez, duas bandas vencem concurso do Festival João Rock

Pela primeira vez, duas bandas vencem concurso do Festival João Rock

- continua após a publicidade -

Um empate técnico durante apresentação das três bandas finalistas do concurso do Festival João Rock fará com que, pela primeira vez, dois grupos dividam o Palco principal do evento para sua abertura oficial. Machete Bomb e NDK se apresentarão em um formato inédito no JR – tocando individualmente e depois juntas, realizando um encontro no mesmo espaço que receberá nomes como CMP 22, O Rappa, Emicida e convidados, Armandinho, Humberto Gessinger, Nando Reis, Capital Inicial e Pitty.

“Foi uma quebra total de protocolo e uma disputa bastante concorrida. A final foi de altíssimo nível e houve um empate técnico. Os três grupos participantes desta etapa do concurso levantaram a plateia. Agora demos o desafio para os dois vencedores compartilharem o palco e promoverem uma parceria criativa, seguindo a tradição de encontros que acontece nos palcos do festival. Eles foram convidados a ensaiarem juntos, em um estúdio local, e criarem um show digno do palco João Rock”, comenta Marcelo Rocci, diretor artístico do festival e presidente do júri.

A audição ocorreu no Goa Lounge, em Ribeirão Preto, no último sábado, da 03, e reuniu ainda outra banda finalista, a Tr3vo, de Santos/SP. Cada uma teve 30 minutos para cantar músicas autorais e covers, ao vivo. Nesta avaliação final, o júri levou em conta os quesitos presença de palco, técnica e repertório.

As 3 foram selecionadas após figurarem entre as 20 bandas mais votadas pelo público na primeira fase do concurso, que contabilizou mais de 20 mil votos no total e 357 artistas participantes, movimentando o universo musical independente do país.

As vencedoras

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Vinda de Curitiba/PR, a Machete Bomb investe numa mistura de rock, samba e rap, trazendo para suas composições e performances as influências dominantes na formação musical de seus componentes. “Heavy Samba” é uma das apostas da banda que foi fundada em 2013. A NDK, de Jundiaí/SP, nasceu de uma brincadeira de escola e já tem mais de 10 anos de carreira, dois discos autorais gravados, singles e clipes nas redes sociais. O som é carregado de guitarras e as influências vão de Planet Hemp a O Rappa.

Serviços

Data: 10 de junho de 2017
Local: Parque Permanente de Exposições de Ribeirão Preto
Palco João Rock: Machete Bomb, NDK, CPM 22, O Rappa, Emicida e convidados, Armandinho, Humberto Gessinger, Nando Reis, Capital Inicial e Pitty
Palco Brasil – Edição Nordeste: Zé Ramalho, Lenine, Nação Zumbi e Alceu Valença
Palco Fortalecendo a Cena: Medulla, Selvagens a Procura de Lei, 3030, Haikaiss e Cidade Verde Sounds
Ingressos: Através do site oficial www.joaorock.com.br e dos pontos físicos nas lojas Ophicina no Shopping Iguatemi Ribeirão Preto e do Novo Shopping

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Governo federal anuncia dose de reforço para profissionais de saúde

Aplicação extra ocorrerá a partir de seis meses da imunização completa

Bolsonaro na ONU: discurso sóbrio e responsável

‘Estávamos à beira do socialismo’, diz Bolsonaro em discurso na ONU Na abertura da Assembleia-Geral da entidade, presidente criticou lockdown e defendeu tratamento precoce contra a covid-19 O...

Corrente de Amor fomenta doações em prol do Hospital de Amor de Barretos

Facilidade de doação através de aplicativo e em pontos espalhados pelo Brasil, faz com que a campanha seja uma importante fonte de arrecadação para a instituição que operou com déficit mensal de mais de R$ 36 milhões em 2020

Primavera 2021: previsão geral para o Brasil

Primavera começa nesta quarta-feira (22). Crise hídrica e novo La Niña à vista. Quais as expectativas do clima para primavera 2021?

Bolsonaro faz abertura da assembleia geral da ONU logo mais por volta de 10 h

Na abertura da 76ª Assembleia Geral, expectativa é de que Bolsonaro use o púlpito para passar aos demais dirigentes mundiais um panorama do Brasil diferente do que os globalistas e velha mídia fazem.
- PUBLICIDADE -