Início Especiais Feira do Livro 16ª Feira Nacional do Livro reúne mais de 250 atividades culturais

16ª Feira Nacional do Livro reúne mais de 250 atividades culturais

- continua após a publicidade -

Há pouco menos de um mês, a Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto apresentou a programação oficial da 16ª Feira Nacional do Livro.

A solenidade de lançamento aconteceu na noite de segunda-feira (16), no Theatro Pedro II. Participaram do evento autoridades locais, escritores, professores, artistas, estudantes e o público da cidade. Na abertura, Adriana Silva (presidente da Fundação) e Laura Abbad (coordenadora da programação) surpreenderam a plateia com a Esquete – Ler o mundo é essencial –uma interpretação de poesias e textos de Vladimir Mayakovsky, William Shakespeare, José Saramago e Hemingway.

Durante a cerimônia, membros da diretoria da Fundação anunciaram as novidades da feira e seus objetivos. Representantes dos parceiros, patrocinadores e apoiadores culturais também se pronunciaram. Para Adriana Silva, a cooperação foi o único caminho para a viabilização do evento neste ano.

“Optamos por uma ação cooperada, não simplesmente por conta da crise econômica, mas principalmente porque acreditamos na força da ação impulsionada por parcerias sólidas”,

explicou.
Mauro Jensen, gerente do Sesc Ribeirão Preto, revelou que o Sesc já havia tido uma aproximação na edição anterior e agora a instituição passou a contribuir com mais atividades paralelas.

“Acreditamos no poder da feira para propagar a transformação das pessoas. É um prazer fazer parte deste trabalho”.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Representando a prefeita de Ribeirão Preto, Dárcy Vera, o secretário da educação, Ângelo Invernizzi Lopes, desejou vida longa ao evento e mencionou que esta não é uma feira comum.

“Ela faz uma cidade, com mais 700 mil habitantes, a respirar educação e cultura”, citou.

A secretária da Cultura, Dulce Neves, comentou que a Feira Nacional do Livro trouxe mais vida para o Quarteirão Paulista, para escolas da cidade, centros culturais e outros espaços.

“Hoje, percebemos que este trabalho chegou ao seu objetivo: formar novos leitores e novos consumidores de cultura”.

Francisco José Araújo, representante da GasBrasiliano, uma das empresas patrocinadoras, destacou a importância da feira não só para a cidade, mas para toda a região.

“Uma das coisas que mais nos emociona ao participar é ver crianças tendo a oportunidade de comprar livros, de ter contato com a literatura. Já testemunhei histórias de crianças que tiveram suas vidas mudadas a partir de um único livro”, destacou.

Homenageados – Com um depoimento emocionado, Rita Mourão, autora local homenageada, afirmou durante o lançamento que a poesia salva as pessoas e incentivou a prática da leitura.

“Hoje estou muito emocionada, pois a feira me trouxe tudo que sempre busquei”, expressou.

feira_do_livro_1905_luiz_fernando_cervi_(2)Ela definiu a literatura como seu universo e a poesia como sua vida e ainda deixou um recado para a plateia: “todos sempre devem buscar seus sonhos” – tal como teve coragem de fazer ao se tornar escritora. Para Rita, “a vida é uma ordem e buscar os sonhos uma opção”.

O patrono da 16ª Feira do Livro, João Naves, também esteve presente e expressou sua alegria pela homenagem feita pela Fundação. “Esse convite me deixou muito orgulhoso e também me motivou a trabalhar menos e a dedicar mais tempo aos estudos e à leitura”.

A 16ª edição da Feira Nacional do Livro de Ribeirão, como em todos os anos, faz homenagem a um país. Desta vez é a Colômbia, considerado o país das bibliotecas. Quanto aos escritores celebrados, a premiada Lygia Fagundes Telles é a escritora do ano, atual membro da Academia Brasileira de Letras e da Academia das Ciências de Lisboa. Na categoria infanto-juvenil, a autora homenageada é Maria Clara Machado, escritora e dramaturga de sucesso entre crianças e adolescentes. O filósofo, escritor e educador Mário Sergio Cortella é o destaque na categoria autor educação e a premiada Rita Mourão, atual integrante da Academia Ribeirãopretana de Letras, é a homenageada na categoria autor local. Como patrono, a Feira indicou o empresário e Fundador do Grupo Rodonaves, João Naves.

Durante uma semana, o foco da Feira estará voltado para discussões e análises complementares sobre o papel do escritor e do leitor. O propósito é garantir o espaço para debates fortemente literários com destaque para os gêneros romance, conto, crônica e poesia, bem como apresentar a evolução de seus respectivos representantes brasileiros, muitos premiados nas esferas nacional e internacional.

Na ótica da nova diretoria da fundação, o tema, organizado como uma saudação, visa fazer um chamado decisivo ao público para incentivar o hábito da leitura.

“Queremos apontar os resultados que a leitura traz para a formação intelectual do país, bem como para garantia de cidadania de um povo”,

acrescenta o vice-presidente Edgard de Castro.

A Feira Nacional do Livro faz parte do calendário cultural de Ribeirão Preto e região.
Trata-se de uma feira reconhecida nacionalmente e consolidada como um dos mais importantes eventos do interior e uma das sete maiores feiras literárias da América Latina.

“O intuito em realizar a Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto se alinha aos objetivos do Plano Nacional de Livro e Leitura dos Ministérios da Cultura e de Educação, focados em desenvolver o Brasil como uma sociedade leitora, mais justa e inclusiva”, acrescenta a presidente da Fundação, Adriana Silva.

Nesta edição, a Feira do Livro mantém seus pilares associados aos princípios da democratização do acesso ao livro e à leitura ao realizar uma programação de atuação diversificada com: saraus, contação de histórias, exposições de livros, salão de ideias, palestras, oficinas, música, dança, teatro e outras modalidades.

feira_do_livro_1905_luiz_fernando_cervi_(3)A programação completa é gratuita e acessível a todos os públicos.
Uma das características desta agenda cultural é incluir atividades para diversos locais da cidade, como escolas, instituições, bibliotecas, praças, ONGs, universidades, museus, shoppings e centros culturais na periferia. “O evento atende não só a cidade de Ribeirão Preto, mas também 25 municípios da região”, completa a superintendente da Fundação do Livro e Leitura, Viviane Mendonça.

Neste ano, a feira repete a parceria com escolas públicas e está pronta para receber estudantes e professores de cidades como Sertãozinho, Serrana, Bebedouro, Pontal, Viradouro, Batatais, Dumont, Jurucê, Taquaritinga, Guará, Orlândia, Biraci, Igarapava, Jeriquara, Itaú de Minas, Dourado, Matão, Jardinópolis, Nuporanga, Araraquara, Jaboticabal, entre outras – todas cidades de pequeno porte da região, com baixa diversidade de acesso à cultura da leitura, livro e escrita.

Realização – O Ministério da Cultura, Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Estado da Cultura e Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto apresentam a 16ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto com Patrocínio Ouro do BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.

Apoio da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, Secretaria da Cultura, Secretaria do Turismo, Secretaria da Educação, Câmara de Ribeirão Preto, Fundação Dom Pedro II e Theatro Pedro II, Marp – Museu de Arte de Ribeirão Preto, Centro Cultural Palace, Instituto do Livro, Cine Clube Cauim, Atlântica Simbios, Biblioteca Altino Arantes / Fundação Educandário, Colégio Marista, Lotérica Galeria do Ribeirão Shopping, Coderp, Daerp, Transerp, Bombeiros, Guarda Civil, Polícia Militar, Polícia Civil, Sincovarp – Sindicato do Comércio Varejista de Ribeirão Preto – Núcleo da Notícia, Amaeco – Amigos do Meio Ambiente e da Ecologia, Poiesis e Oficina Cultural Candido Portinari.

 

 

Ludson Aiello

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Confira os gabaritos das provas do primeiro dia do Enem

Primeiro dia teve provas de linguagens e ciências humanas.

Ribeirão Preto inicia vacinação de idosos internados em asilos

Ribeirão Preto recebeu 9.680 doses da vacina produzida pela Universidade de Oxford em parceria com a Astra Zeneca

GCM doa sangue ao Hemocentro de Ribeirão

Para contribuir com o estoque de sangue do hemocentro, a Prefeitura realizará campanha de conscientização

Fundet convoca estagiários de processo seletivo

Os selecionados são alunos do ensino médio e superior que farão estágio no serviço público municipal

Amigos do prefeito: Vereadores que não foram reeleitos conseguem cargos na administração

Como diz o ditado. " quem tem padrinho não morre pagão". Vereadores amigos de Nogueira conseguem uma boquinha
- PUBLICIDADE -