Início Economia Supermercadistas creem em futuro nebuloso

Supermercadistas creem em futuro nebuloso

Expectativa de uma baixa atividade econômica no 2º semestre se reflete na confiança

- continua após a publicidade -

A pesquisa mensal da Associação Paulista de Supermercado (APAS) junto a seus associados aponta um aumento na neutralidade – de 31% em junho para 46% em julho – como os supermercadistas enxergam o futuro do segmento. O fator que causou maior impacto foi a expectativa de uma baixa atividade econômica do PIB no segundo semestre.

Apesar dos supermercados liderarem as vendas no varejo desde o início da pandemia, a reabertura de bares, restaurantes e shoppings, o setor enxerga uma estabilização e até queda nas vendas devido ao aumento de desemprego prejudicando o consumo familiar.

“Para muitos, o cenário ainda é nebuloso. Principalmente quanto ao comportamento do consumidor frente à abertura de outros varejos e o fim a da ajuda financeira do governo”, explica o presidente da APAS, Ronaldo dos Santos.

Sobre emprego, 89% os supermercadistas acreditam que neste momento deve manter o quadro de funcionários. Porém, a intenção de demitir aumentou 11%.

Vale lembrar que o setor ainda lida com a necessidade de readequação do plantel de colaboradores em que muitos precisaram contratar temporários para atender aumento na demanda e repor colaboradores pertencentes ao grupo de risco que foram afastados.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Para os empresários, a expectativa de vendas para o Dia dos Pais será de crescimento de 0,5% em comparação ao ano passado. Historicamente, mais da metade das vendas ocorrem no período próximo à data que ocorre no domingo configurando uma celebração em família.

Em tempos de afastamento social e ‘lembrancinhas’, os supermercados apostam em vinhos e kits de cerveja, utilitários de churrasco, perfumaria, eletrônicos e vestuário em geral.

arquivo

“Durante a pandemia, nos meses anteriores, a venda de vinhos chegou a subir 60% no volume de vendas. A popularização torna o líquido um presente cada vez mais viável”, destaca Santos.  

arquivo

NOTA METODOLÓGICA

A Pesquisa de Confiança dos Supermercados do estado de São Paulo (PCS/APAS) é apurada mensalmente pela Associação Paulista de Supermercados (APAS) desde junho de 2011.

Os dados são coletados juntos aos empresários supermercadistas, representando, 85% do faturamento do setor supermercadista do estado de São Paulo, portanto, a amostra é representativa do comportamento do setor no estado de São Paulo.

A pesquisa tem como objetivo identificar o nível de confiança dos supermercados com relação ao cenário macroeconômico considerando a percepção atual e a expectativa futura.

Desta maneira, os dados são segmentados entre o Resultado Geral, Percepção Atual e Expectativa Futura. As análises dos resultados auxiliam os empresários do setor na tomada de decisão com relação ao reabastecimento, investimentos, compras, estoque.

E de maneira geral auxilia o mercado na análise de tendências, plano de negócios, potencialidades, inserção no mercado.

Sobre a APAS – a Associação Paulista de Supermercados representa o setor supermercadista no Estado de São Paulo e busca integrar toda a cadeia de abastecimento. A entidade tem aproximadamente 1.500 associados, que somam cerca de 4.000 lojas.

arquivo

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

República Tcheca autoriza o uso da ivermectina no combate da covid-19

Esta semana publicamos que o Japão também autorizou uso do medicamento para a mesma finalidade. Link na matéria

Em breve na cidade de Serrana não ocorrerá mais casos de Covid

Até sábado (6), 17.968 voluntários receberam doses pela penúltima fase do estudo, que segue neste domingo (7).

Dia Internacional da Mulher: Exames que toda mulher precisa fazer

O Dia Internacional da Mulher lembrado em 8 de março é importante para celebrar as lutas, conquistas e méritos das mulheres de todo o mundo.

Pararam tudo menos os impostos, taxas publicas, alugueis, pedágios, multas

Durante um ano brincaram com a população com abre e fecha, quando em Ribeirão nem tínhamos casos. Onde estão os hospitais de campanha e o dinheiro que o governo federal enviou?

Governo suspende recursos da Lei Rouanet para estado com restrição

Medida publicada nesta sexta (5) prevê que não serão analisados recursos de eventos que envolvam interação com o público, uma vez que tudo esta proibido
- PUBLICIDADE -